Período Festivo com nutrição no autocarro e as possíveis mudanças na Premiership

Fair PlayJaneiro 6, 20193min0

Período Festivo com nutrição no autocarro e as possíveis mudanças na Premiership

Fair PlayJaneiro 6, 20193min0
Guilherme Carvalho fala do que é alimentar uma equipa de rugby a bordo de um autocarro, dando luzes do que é a nutrição "on wheels" no rugby inglês. Boas ideias?

Por terras de Sua Majestade o rugby também não pára, tivemos o dia 25 em casa com as famílias, mas dia 26 ja estávamos de volta aos treinos, na passagem de ano igual, dia 1 tivemos treinos como se fosse um dia normal.

No dia 23 jogámos em Newcastle, são cerca de 5 horas e meia de estrada, na qual temos de juntar mais 45 minutos de paragem obrigatória por causa do motorista. Em conjunto com o treinador e director de rugby decidimos ser boa ideia eu viajar para que fosse feita a refeição após o jogo no autocarro da equipa, poupámos cerca de 1h30, o jogo termina, duche, e vamos embora de seguida.

Para este jogo, decidi por um menu bem composto de carbohidratos, uma pasta com cogumelos e frango, um bolo de toffee, biltong (com a comunidade sul africana que agora temos, torna-se um bem essencial) e depois mais tarde durante a viagem, biscoitos e proteína.

O grande foco a seguir a um jogo será a recuperação, e normalmente, o ingerir de carbohidratos e proteína em quantidade faz com que recuperamos ainda mais rápido.

A nutrição “ensacada” (Foto: Arquivo do Autor)

Para esta viagem levei tudo já cozinhado em sacos individuais, fechados a vácuo, utilizei umas maquinas “sous vide”, em que é possível aquecer a comida/sacos em total controlo e qualidade. Basicamente, quase como ter uma cozinha em qualquer lado, basta electricidade.

De referir que nessa viagem, trouxemos os 4 pontos e ainda conheci o Pedro Bettencourt que joga no Newcastle Falcons. Neste período festivo é muito essencial termos um balanço correcto com a alimentação e os treinos, vai sempre existir excessos mas podem ser sempre controlados e doseados.

Em relação à Premiership, existe cada vez mais a ideia que vai ser um campeonato a 13 equipas, não vai existir descida de divisão, mas futuramente, dizem ao fim de 4 anos, poderá haver uma consulta ao estado das equipas e ver se pode existir outra equipa que poderá subir.

O London Irish provavelmente irá subir e depois fecha-se o campeonato, tem vários aspectos positivos a meu ver, poderá haver blocos de 5x jogos para cada equipa e depois um fim de semana de descanso, descanso é algo que não existe muito no rugby inglês, por isso poderá ser uma grande vantagem para as equipas.

A nível de investimentos, poderá ser melhor também, as empresas vão estar sempre expostas na divisão de elite, e não com o risco de terem uma equipa patrocinada no Championship. Por fim, o jogo será mais fluido e aberto.

Bom ano de 2019 para todos voces!

Guilherme Carvalho (Foto: Arquivo do Autor)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter