Mr. Jonny Gray, o irmão mais novo da Flower of Scotland

Helena AmorimNovembro 13, 20183min0

Mr. Jonny Gray, o irmão mais novo da Flower of Scotland

Helena AmorimNovembro 13, 20183min0
O gigante 2ª linha da Escócia merece ou não a atenção do Mundo do rugby? Um placador exímio, um guerreiro total e um atleta de ponta! Conheces Jonny Gray?

Jonny Gray, o segunda linha dos Glasgow Warriors e da selecção Escocesa  foi durante muitos anos conhecido como o irmão mais novo de Richie. Agora, é Richie quem é conhecido como o irmão mais velho de Jonny.

Nascido a 14 de Março de 1994, em Rutherglen, com o nome de Jonathan Douglas Gray, este segunda linha pesa 119 kg e mede 1,98m. Criado no seio de uma família devota aofutebol, foi o pai do seu melhor amigo quem o levou pela primeira vez a um estádio para ver um jogo de rugby.

Jonny é um produto da BT Sport Scottish Rugby Academy, andou pelo Calderglen High School em East Kilbride, pelo Cambusleng Rugby Club, até ter sido agraciado pela John Macphail Scolarship em 2012 e ter assim tido a oportunidade de aprender um pouco mais na Nova Zelândia, o maior paraíso possível para os praticantes de rugby.

As exibições não são vistosas como as de um Brodie Retallick mas se estivermos atentos, vemos uma máquina em acção!

Basta considerar: a percentagem alucinante de placagens realizadas; a sua excelência nos alinhamentos como elevador ou saltador e num movimento de ataque ou de defesa; a segurança na manutenção da bola num alinhamento e como tal, um gerar de uma plataforma de ataque sólida; a condução de bola e os contactos com uma postura corporal baixa, facilitando as quebras de linha de vantagem e dificultando as placagens contrárias; a limpeza de rucks e o trabalho incansável nos rucks de ataque; a distribuição de jogo, muito em consonância com o 9 e 10.

Sob a batuta de Al Kellock, este irmão mais novo de Richie, apresenta um estilo de vida, uma dieta, um trabalho de análise de jogos e de análise de rugby assim como um trabalho nos treinos e no ginásio, acima da média desejável para um bom desportista de rugby.

É um rapaz modesto assim como o seu perfil de jogador. Apresenta virtudes complementares ao seu irmão Richie, na segunda linha e é por isso que a dupla Escocesa é sempre dura de roer nos embates internacionais.

Em 2014 foi eleito o melhor jovem jogador do Pro 12; em 2014 foi finalista do pro 12 pelos seus Glasgow Warriors e foi vencedor em, 2015. Com 21 anos, em 2013, foi eleito capitão do clube de Glasgow, uma honra raramente dada a tão jovens jogadores.

Foi o primeiro jogador a fazer 100 placagens num 6 Nações (2018), retirando o título a Joe Launchbury que detinha o record de 85 placagens em 2017. Em Dezembro de 2017 saiu um artigo na Rugbypass onde contabilizam 79 jogos com 1433 placagens com apenas 30 falhadas o que confere uma precisão de placagem na ordem dos quase 98%. Entre 2012 (ano de ingresso no Glasgow Warriors) e 2017 fez 655 jogos pelo Pro 14, onde falhou 11 placagens; fez 264 jogos pela Champions onde falhou 8 e 217 jogos pelo 6 Nações onde falhou 5.

No último Mundial, em 2015, entrou em 4 jogos e fez 67 placagens! Números semelhantes no ano seguinte, no 6 Nações com 4 jogos disputados e 58 placagens realizadas.

Acaba de prolongar contrato com os Warriors até 2020, o que diz muito da sua vontade de continuar num clube ambicioso que o acarinhou em detrimento de propostas, que as houve, de clubes mais endinheirados.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter