Qual o impacto da não realização dos Crossfit Games 2020?

Tiago OliveiraMaio 27, 20203min0

Qual o impacto da não realização dos Crossfit Games 2020?

Tiago OliveiraMaio 27, 20203min0
O cenário actual impede a realização da maioria dos eventos desportivos internacionais e os Crossfit Games 2020 deverão sofrer o mesmo problema. Mas o isto significa para esta modalidade?

O mundo parou há umas semanas. E o desporto não foi exceção. No CrossFit todos os eventos Sancionados começaram a ser adiados até chegarem à conclusão que tinham de ser cancelados, pelos menos para a época 2019/2020. A grade dúvida é, atualmente, se os CrossFit Games vão ou não realizar-se.

Dave Castro, o rosto mais visível dos Games, à data deste artigo, ainda não se comprometeu com nenhuma solução. Em várias entrevistas por vários Podcasts colocou em cima da mesa os jogos realizarem-se, não se realizarem, realizarem-se em Aromas, realizam-se sem público, serão apenas on-line.

Por todo o lado, atletas têm-se manifestado sobre as soluções que se lhes apresentam. O opção Aromas tem um certo ar de nostalgia que parece agradar. Mas afasta o desporto no que tem crescido nos últimos anos, mas estes são tempos diferentes.

A opção on-line não parece ser uma solução exequível. O efeito competição perde-se e garantir os mesmos requisitos torna-se quase impossível.

Mas esta é uma realidade de os Games acontecerem mesmo este ano. Grandes acontecimentos desportivos pelo mundo foram mesmo cancelados, porque serão os Games exceção?

O mundo começa lentamente a «abrir» de novo ainda com a possibilidade de se voltar a fechar. Não se sabe se os Atletas vão ou não poder viajar até à Califórnia. E, admitindo que conseguem, o número elevado de atletas a estarem presentes não é por si só um risco?

Mas, neste tempo o que não faltam são as famosas teorias da conspiração. O sal de qualquer  realidade. Então, sabe-se da relação mais difícil que a Reebok e a CrossFit têm tido nos últimos tempos. E, este seria, supostamente o último ano da mais famosa parceira de marcas no fitness nos últimos 10 anos.

Esta parceria é incrivelmente lucrativa para a CrossFit. Mas implica que os jogos se realizem. Em que moldes? Não interessa, apenas que se realizem. Ou, que não se realizem por imposição legal/governamental.

Aromas é na Califórnia. Onde o seu Governador tem implementado as regras mais apertadas no combate a este vírus. Pelo que é bem presumível que, os Games não se realizem ou, optando por outra solução, sejam on-line. Em todos o caso a CrossFit ganha, a Reebok perde e o CrossFit desporto sobrevive, em condições mínimas, mais uma época.

UM DESAFIO PARA RENORMALIZAR…DEVAGAR

Portugal vai abrir lentamente. Poderemos começar a sair à rua mais folgados, mas ainda com preocupações. Muitas precauções.

Mas isso poderá servir comos desculpa para olharmos para aquilo que temos negligenciado. Fitness não é só apenas barras olímpicas, halteres, elevações e muscle-ups. É, como diz  na segunda base da pirâmide, condicionamento metabólico.

Porque não vamos apostar na corrida? Correr de manhã ao final do dia. Aproveitar os primeiros raios de sol ou os últimos e absorver a vitamina D. Brooke Wells há umas semanas lançou o desafio: porque não acumular ao longo de uma semana a distância de uma maratona?! Demasiado? Então acumular uma meia maratona? Ainda demasiado? Então define a distância. Sai, apanha sol, desafia-te. Improve your fitness.

O CrossFit enquanto desporto é uma coisa. Mas o Crossfit enquanto metodologia de treina é toda uma outra coisa. Serve para nos melhorar. Para nos divertir. Para nos colocar à prova. E cada dia é uma coisa nova. Uma coisa diferente. Cada dia alcançamos mais.

Vamos aproveitar esta reabertura para descobrimos de novo aqueles princípios pelos quais nos apaixonámos:

Sou eu contra mim próprio!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter