NBA DRAFT 2018: Os vencedores e os derrotados da noite do Draft

Tiago MagalhãesJunho 22, 20186min0

NBA DRAFT 2018: Os vencedores e os derrotados da noite do Draft

Tiago MagalhãesJunho 22, 20186min0
O FairPlay acompanhou ao pormenor o Draft da NBA pela madrugada dentro. Entre trocas, surpresas e grandes histórias aqui fica o resumo desta noite.

Numa das noites mais surpreendentes de sempre no Draft da NBA tivemos de tudo o que “não estávamos à espera”. Existia um enorme clima de incerteza na maioria das escolhas que as franchises estavam prestes a fazer, não só pela profundidade deste Draft, mas também pelas trocas entre equipas que se avistariam durante o mesmo. O futuro das franchises estava, em grande parte, pendente na forma como estas iriam draftar e depois de nos últimos anos termos visto vasto talento ser escolhido depois da lotaria, todas as escolhas possuem uma importância relevante.

As escolhas da 1ª ronda do Draft de 2018 (Foto: Sporting News)

Passando a pente fino todas as 60 escolhas do Draft 2018, aqui ficam os vencedores e os derrotados da noite:

VENCEDORES

A+ – Adrian Wojnarowski

O Senior Insider da ESPN já nos tem vindo a habituar com a sua capacidade de antecipação sobre basicamente todos os assuntos relacionados com a NBA, as conhecidas “Woj Bombs”. No draft deste ano porém, os media foram questionados para não antecipar as escolhas mas Woj não se conteve a partir da 3ª escolha dando um verdadeiro recital de como passar informação no Twitter, contornando as preferências da Liga (e enquanto estava em emissão em directo para o seu canal).

A – Philadelphia 76ers

Uma equipa que voltou à ribalta da NBA usando basicamente as suas escolhas no Draft continua o seu “Processo” com uma excelente troca nesta noite. Após seleccionarem o jogador que seria na teoria o “filho pródigo” em Mikal Bridges, acabaram por o trocar pelo potencial de Zhaire Smith (que poderá encaixar melhor) e mais uma escolha futura que poderá ser alta. Também draftaram Landry Shamet e Shake Milton, jogadores que poderão ser um excelente complemento a JJ Reddick.

B+ – Phoenix Suns, Boston Celtics, Dallas Mavericks, Memphis Grizzlies

Os Phoenix acabaram por não conseguir esconder o seu desejo por DeAndre Ayton com vista a criar um “1-2 punch” com Devin Booker. A sua escolha número 31 no francês Okobo poderá ser bastante interessante no futuro. Os Boston Celtics conseguiram uma verdadeira “bomba” em Robert Williams, um jogador que encaixa perfeitamente no perfil de Brad Stevens e irá entrar de imediato na rotação.

Os Dallas Mavericks poderão ter feito a melhor troca do Draft com a aquisição de Luka Doncic em detrimento de Trae Young. O jovem esloveno é um jogador habituado a ganhar e será o encaixe perfeito para Dennis Smith Jr. No caso dos Grizzlies, Jaren Jackson Jr é o melhor complemento possível para Marc Gasol e na posição 34 a selecção de um jogador extremamente interessante como Jeveon Carter poderá ser fundamental no backourt com Michael Conley Jr.

Doncic foi selecionado no 3º lugar e trocado para os Dallas Mavericks (Foto: Mavs Moneyball)

DERROTADOS

Shams Charania

O Draft Insider da Yahoo bem tentou passar a perna ao Mestre Woj, mas acabou por desistir ao final de apenas uma escolha na primeira ronda. O jornalista tem vindo a ganhar credibilidade na NBA mas não tem tantas fontes para conseguir lançar informação ao minuto. Sendo assim limitou-se a tweetar sobre as escolhas da segunda ronda, um prémio de consolação.

Michael Porter Jr

Eram sabidas as questões que as franchises tinham em relação ao versátil extremo e à operação que fez este ano ao fundo das costas porém ninguém esperava que este caísse até à posição 14, onde foi seleccionado pelos Denver Nuggets. Os relatórios médicos devem certamente ser preocupantes senão Porter, um jogador que era a possível primeira escolha no inicio da temporada, teria sido draftado mais cedo.

Michael Porter Jr. acabou por descer até à 14ª posição (Foto: Denver Stiffs)

Atlanta Hawks

É minimamente compreensível o que o staff técnico está a tentar fazer criando uma equipa de lançadores puros e jogadores com capacidade atlética para atacar as tabelas. Mas será um backourt com Heurter e Young tão bom ofensivamente para compensar o desfasamento defensivo que certamente terão? Existem sérias dúvidas nisso mesmo. Porém a maior dúvida está em Dennis Schroeder, o que farão com o seu, actual, melhor jogador?

AS MELHORES HISTÓRIAS DA NOITE

Mikal Bridges em Philadelphia…. por 20 minutos

O campeão da NCAA era das escolhas mais óbvias deste Draft e assim aconteceu, na 10ª posição este foi seleccionado pelos Philadelphia 76ers. Mikal tem uma enorme ligação à equipa de Philly sendo que a sua mãe é a vice presidente dos Recursos Humanos do clube e sempre viveu na cidade onde está a franchise. Após 20 minutos de boné na cabeça, Mikal acabou por ser trocado por Zhaire Smith e assim o sonho mudou-se para Phoenix.

Os Los Angeles Lakers e o tecto salarial

Já falta pouco para o período da Free Agency e a equipa de Hollywood continua com o sonho de poder juntar jogadores como Paul George, LeBron James ou Kahwai Leonard de alguma forma possível. Com este sonho em mente as suas selecções no Draft acabaram por ser jogadores que facilmente poderão alinhar na Europa na próxima temporada.

Lonnie Walker IV para os Spurs e o seu chapéu de draftado

Não é sequer qualificável, é uma imagem que fica na memória…

(Foto: Raul Dominguez Jr. – Twitter)

O “romance” de Donovan Mitchell e Grayson Allen

A estrela dos Utah Jazz encontrava-se na Green Room aquando da selecção do jovem proveniente de Duke e depois deu-se um dos momentos mais engraçados do Draft deste ano com os dois a celebrarem a escolha dos Jazz que os tornará companheiros de equipa. É importante realçar que Allen é dos jogadores mais odiados de sempre da NCAA e assim parece começar da melhor forma possível a sua carreira na NBA, numa franchise que lhe dará minutos.

 

Para finalizar e porque a NBA continua a sua expansão de mercado a nível internacional aqui ficam os draftados de 2018 com raízes ligadas ao velho continente, sendo que este draft não foi o que teve mais atletas europeus de sempre

Luka Doncic #3 (trocado para os Dallas Mavericks), Mo Wagner #25 (Los Angeles Lakers), Dzanan Musa #29 (Brooklyn Nets), Ellie Okobo #31 (Phoenix Suns), Isaac Bonga #39 (Los Angeles Lakers), Rodion Kurucs #40 (Brooklyn Nets), Issuf Sanon #44 (Washington Wizards), Sviatoslav Mykhailiuki #47 (Los Angeles Lakers), Arnoldas Kubolka #55 (Charlotte Hornets), Kostas Antetokounmpo #60 (Dallas Mavericks)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter