NBA All-Star 2022: os três jogadores que se estranha mas depois entranha

João FerreiraFevereiro 8, 20223min0

NBA All-Star 2022: os três jogadores que se estranha mas depois entranha

João FerreiraFevereiro 8, 20223min0
João Ferreira escolhe três jogadores que não são os favoritos dos adeptos mas que merecem estar neste jogo de All-Stars 2022 da NBA

Está a chegar aquela altura do ano! A altura do ano mais aguardada pelos fãs de uma das competições mais seguidas a nível mundial: a NBA. Todos os anos, pela altura de Fevereiro, começam a ser desvendados aqueles que, para o público em geral, são os melhores jogadores da NBA. Craques de todos os tamanhos e feitios, que sacam coelhos da cartola noite após noite, deslumbrando todos os que vão aos pavilhões e todos aqueles que assistem, através da televisão ao espetáculo da NBA.

Os All-Star de 2022 prometem ser aquilo que os fãs procuram todos os anos, um misto de entretenimento e de qualidade que, por um lado, descarta a competitividade de uma época regular longa e complicada, mas por outro junta a qualidade, o crème de la crème, da NBA toda num sítio.  Este ano há 3 jogadores que estão nas cogitações para serem escolhidos como opções para um dos jogos mais aguardados do ano. São eles Dejounte Murray, Darius Garland e LaMelo Ball.

3 jogadores que há um ano ninguém dava por eles e que hoje em dia revelam-se como 3 atletas em grande forma e em pico de atractividade na NBA.

Dejounte Murray

O base do Spurs é claramente o MIP deste ano. Um jogador que desenvolveu o seu jogo para atingir, neste momento, o pico da sua carreira. Um verdadeiro two-way player na essencial da expressão: por um lado, na defesa compromete-se até com o maior dos adversários, lutando por cada ressalto defensivo, e defendendo o perímetro do garrafão com unhas e dentes, muito ao estilo de Greg Popovich. Por outro lado, no ataque, um exímio passador, com um pull up jumper de facilidade extrema e com grande habilidade para decidir jogos, seja através de assistências ou de buzzer beaters.

Todas estas características revelam-se como essenciais para Murray atingir os dados estatísticos que tem atingido ao longo desta época regular: 19.6 pontos, 8.4 ressaltos e 9.2 de assistências, registando regularmente triplos-duplo.

Darius Garland

Há um ano, quando Colin Sexton geria o tempo de jogo dos Cleveland Cavaliers, todos olhavam para o menino Garland e pensavam que era um belo complemento à qualidade e irreverência de Sexton. Nos dias de hoje, Sexton lesionado e Garland assumiu a batuta de team leader, juntamente com Kevin Love, dos Cavs.

Garland tem-se desenvolvido de forma a se tornar o jogador que é hoje. Capaz do melhor e do bom, mas nunca do pior, Garland tem nas suas posses uma série de ferramentas que o elevam acima da média dos jogadores da NBA: uma visão de jogo exímia, um passe certeiro, uma irreverência só ao nível dos melhores e, para finalizar, uma calma e tranquilidade nos momentos da verdade que revelam uma maturidade que não é habitual vermos num jogador de tão tenra idade.

LaMelo Ball

Um predestinado. Aqueles jogadores que se via que bastava ter uma oportunidade no 5 inicial e que ia ser o franchise player da equipa dos Charlotte Hornets. A verdade é que a equipa dos Hornets não era muito apelativa e agora, com a presença assídua e obrigatória do mais novo dos irmãos Ball, tornou-se alvo de propostas de trocas apenas para que seja possível que se jogue com LaMelo.

LaMelo tem-se vindo a desenvolver e a tornar num jogador muito completo no ataque com um lançamento de fácil execução, com a visão de jogo apuradissima e com uma vontade de provar à família que é o melhor jogador, mesmo que os irmãos estejam no mesmo court.

Para vocês há mais algum jogador que mereça estar na lista dos All Star 2022?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter