O ponto de situação dos playoff nos campeonatos europeus

José NevesJunho 1, 20226min0

O ponto de situação dos playoff nos campeonatos europeus

José NevesJunho 1, 20226min0
Joga-se o playoff nos três principais campeonatos nacionais da Europa, e estamos próximos de chegar à fase de todas as decisões.

Esta época 2021/22 os três principais campeonatos europeus serão decididos de igual forma, em playoff. Com os campeões cada vez mais perto de serem coroados, fazemos um ponto da situação dos três campeonatos.

Portugal

No campeonato português arrancaram no passado fim de semana as meias finais do playoff, com duas vitórias caseiras. No Dragão Arena o FC Porto, impulsionado por um Gonçalo Alves de stick quente, bateu o Barcelos por 8-4, com sete golos, todos de bola parada, do 77 portista.

Em Lisboa, no derby da capital, o Sporting adiantou-se na eliminatória com uma vitória no desempate por grandes penalidades, apesar de nunca ter estado na frente do marcador ao longo dos 60 minutos de jogo.

Nos quartos de final apenas a eliminatória entre Benfica e Valongo necessitou de um terceiro jogo, e a surpresa não esteve muito longe de acontecer. No jogo a equipa valonguense obrigou o Benfica a um prolongamento, tendo mesmo estado em posição de vantagem nesse mesmo prolongamento, mas uma reviravolta na 2ª parte do tempo extra permitiu às águias adiantarem-se, numa eliminatória que viria a ter novo prolongamento em Valongo, mas com a vitória desta vez a sorrir à equipa de Edo Bosch.

O jogo 3 acabou por ser aquele onde houve um maior ascendente de uma das equipas, com o Benfica a conseguir uma importante vantagem na 1ª parte, controlando o jogo até ao 5-1 final.

Na eliminatória que se previa mais equilibrada, o Barcelos superiorizou-se à Oliveirense em dois jogos, com vitória em Oliveira de Azeméis por 3-4, e no jogo 2, em casa emprestada devido a castigo, por 3-2 após prolongamento. Mais uma vez a equipa da Oliveirense acaba por dececionar, caindo nos quartos de final pela 2ª época consecutiva.

O campeão em título Sporting necessitou também apenas de duas partidas para ultrapassar o HC Braga. Com vitória por 5-1 no jogo 1, e por um apertado 3-4 em Braga, num jogo em que a equipa da casa deu uma excelente réplica aos leões.

Por fim o vencedor da fase regular deixou pelo caminho o SC Tomar, com uma goleada no Dragão por 7-0 e, tal como aconteceu com o Sporting, uma vitória mais apertada fora de portas por 2-3.

Sem surpresas de maior nos quartos de final, ficam como principais destaques uma nova campanha dececionante da Oliveirense, e as grandes dificuldades do Benfica em avançar na prova.

Quadro do playoff da 1ª Divisão portuguesa (Fonte: hoqueipatins.pt)

Espanha

Também já nas meias finais, a OK Liga não registou qualquer surpresa nos quartos de final, com os quatro favoritos a avançar para as meias, ainda assim já assistimos a uma surpresa nesta ronda da prova.

No jogo de abertura das meias finais, o Reus bateu o gigante Barcelona em pleno Palau Blaugrana por 3-5, ficando agora com fator casa do seu lado. Entretanto, e no mesmo palco, a equipa de Hélder Nunes e João Rodrigues já empatou a eliminatória com vitória pelo mesmo resultado, 5-3, mas terá os dois próximos jogos num sempre difícil Palau d’Esportes.

Na outra meia final, a equipa do Liceo vai confirmando o favoritismo diante do Noia com duas vitórias na Corunha, a primeira por 6-5, a segunda por 5-2. Nos quartos, duas eliminatórias ficaram decididas em duas partidas. O Barcelona bateu o Caldes por 7-3 e 4-5. O Liceo levou a melhor sobre o Alcoi com vitórias por 6-3 e 0-3.

Tanto Reus como Noia precisaram duma “negra” para avançar para as meias. O Reus bateu o Lleida após perder o primeiro jogo em casa por 3-5, com vitória fora por 1-2 após prolongamento, e no jogo decisivo por 4-2.

Já o Noia entrou a vencer o Calafell por 4-3, saiu derrotado do pavilhão do seu adversário por 4-5, e na “negra” levou a melhor apenas no desempate por grandes penalidades, após empate a 3 bolas, o Noia venceu o desempate por 2-1. O maior destaque da prova até ao momento vai para a derrota caseira do Barcelona, que deixa o super favorito em posição desfavorável, e a necessitar de vencer pelo menos uma partida em casa do seu adversário.

Quadro do playoff da OK Liga (Fonte: hoqueipatins.pt)

Itália

Em Itália o playoff está já numa fase mais adiantada, sendo já conhecidos os dois finalistas que vão discutir o título de campeão.

Trissino e Lodi, primeiro e segundo da fase regular respetivamente, foram confirmando o favoritismo teórico em todas as eliminatórias, preparando-se para discutir entre eles o título de campeão.

Nas meias finais o Trissino bateu o Forte dei Marmi em quatro partidas, apesar da vitória no jogo inaugural do Forte em casa, o Trissino deu a volta com duas vitórias no seu pavilhão, e novo triunfo no jogo 4 fora de portas.

Também o Lodi precisou de quatro partidas para passar pelo Follonica, numa “marcha” em tudo semelhante à outra meia final. Em Follonica, a equipa da casa venceu o jogo 1, com o Lodi a dar a volta nos jogos 2 e 3 em casa. O jogo 4, de volta a Follonica, deu vitória forasteira, com o Lodi a avançar para a final.

Nos quartos de final também não houve grandes surpresas, com os quatro primeiros da fase regular a avançarem para as meias. Trissino e Lodi deixaram pelo caminho Vercelli e Grosseto, respetivamente, em duas partidas. Forte e Follonica precisaram de um jogo 3 para bater Bassano e Valdagno.

Com a final a arrancar já no próximo fim de semana, o recém-coroado campeão europeu Trissino parte com algum favoritismo. Veremos se a época de ouro para o Trissino se torna ainda mais memorável, com o título de campeão nacional a juntar-se ao de campeão da Europa.

Quadro do playoff da Serie A1 (Fonte: hoqueipatins.pt)

(Foto de Capa: Afonso Ferraz / FPP)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter