O playoff e os diferentes tempos de paragem das equipas entre épocas

José NevesMarço 24, 20214min0

O playoff e os diferentes tempos de paragem das equipas entre épocas

José NevesMarço 24, 20214min0
Com o término da fase regular e o arranque dos playoff cada vez mais perto, abordamos um tema que poderá ser um dos aspectos a melhorar para o futuro, os diferentes tempos de paragem entre épocas que, para algumas equipas, pode chegar aos 6 meses entre jogos oficiais.

A fase regular da primeira divisão está a chegar ao fim, faltam apenas duas jornadas completas mais três jogos em atraso, para que os candidatos ao título fiquem a conhecer o trajecto que terão de percorrer no playoff para chegar ao título, bem como as equipas que na próxima época irão disputar o campeonato da 2ª divisão.

Com a 26ª e última jornada agendada para o dia 17 de abril, e com o atrasar dos escalões inferiores que têm, para já, o seu final marcado para 11 de julho, levanta-se um problema em relação aos clubes da 1ª divisão que terminarem a sua época no último dia de fase regular. Apesar de ser ainda desconhecido o planeamento para a próxima época, o tempo de paragem entre o último jogo de 2020-21 e o arranque oficial de 2021-22 pode chegar aos 6 meses.

Comparando ao último verão do período pré-pandemia, o campeonato da 1ª divisão de 2018-19 terminou no dia 25 de maio de 2019, sendo que a 12 de outubro do mesmo ano arrancou a edição seguinte do campeonato, um tempo paragem de 20 semanas. Com o final de segunda e terceira divisões marcados para o fim de semana de 10 e 11 de julho, é seguro prever que as seis formações que falhem qualificação para os playoff, bem como as quatro que sejam eliminadas na primeira ronda (que sairão de cena a 1 ou 5 de maio), tenham um período de paragem superior a essas 20 semanas.

Há mais de uma década o playoff foi diferente

O problema de, com um formato de playoff, as equipas terminarem as suas épocas em datas diferentes, não se colocou na última vez que o campeonato português adoptou este formato competitivo. Nas épocas de 2006-07, 2007-08 e 2008-09, as seis formações que ficaram de fora do playoff disputaram uma segunda fase, em que viram os seus pontos cortados para metade, e realizaram 10 jornadas para definir aí as equipas despromovidas.

Tabela da fase de manutenção referente à época 2006-07 (Fonte: hoqueipatins.pt)

Mesmo as equipas que participaram no playoff e não chegaram à tão desejada final não terminaram a época após a sua eliminação, tendo havido eliminatórias para definir as posições, do 3º ao 8º lugar.

Quadro do playoff final da época 2006-07 (Fonte: hoqueipatins.pt)

No exemplo das imagens acima, referente à época 2006-07, as equipas que disputaram a final (FC Porto e SL Benfica), o 3º e 4º lugares (UD Oliveirense e OC Barcelos), e o 7º e 8º lugares (Candelária SC e HA Cambra), deram por terminada a sua temporada a 28 de abril de 2007, tendo Juventude de Viana, Porto Santo, e as seis formações da fase de manutenção terminado apenas três dias mais tarde, a 1 de maio.

Mesmo no número de jogos realizados houve pequenas diferenças. Enquanto que em 2020-21 os dois finalistas irão realizar entre 8 a 13 jogos a mais que os clubes que ficarem de fora dos playoff, em 2006-07 registou-se apenas uma diferença de 3 jogos entre as equipas com mais e menos partidas realizadas.

Os seis emblemas que disputaram a fase de manutenção realizaram 36 partidas para o campeonato nessa época, mais uma que OC Barcelos e Porto Santo, mais duas que FC Porto, SL Benfica, UD Oliveirense e Juventude de Viana, e mais três que Candelária SC e HA Cambra.

Esta questão dos diferentes tempos de paragem entre épocas, e das grandes diferenças em partidas realizadas pelas várias equipas que competem no mesmo campeonato deverá ser algo a melhorar nas próximas épocas, num formato competitivo que poderá trazer mais espetáculo aos grandes palcos nacionais da modalidade na luta pelo título, mas que poderá igualmente no futuro tornar a luta pela manutenção mais intensa, e com mais pavilhões cheios.

 

(Foto de Capa: Catarina Maria / FPP)


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter