Gustavo Ribeiro conquista o Lisboa Pro Skateboarding European Open

Francisco Sande e CastroDezembro 20, 20214min0

Gustavo Ribeiro conquista o Lisboa Pro Skateboarding European Open

Francisco Sande e CastroDezembro 20, 20214min0
Gustavo Ribeiro conquistou o Lisboa Pro Skateboarding European Open e Francisco Castro conta o que se passou pelo evento ao Fair Play

Decorreu no passado fim de semana a última etapa da Liga Pro Skate a contar simultaneamente para o ranking nacional e para o ranking europeu. Grande destaque para os dois skateboarders portugueses Gustavo Ribeiro que venceu esta primeira edição do Lisboa Pro Skateboarding European Open e para Bruno Senra que conquistou o 3º lugar nesta etapa atrás do eslovaco Richard Tury posição que permitiu ao atleta português terminar a primeira edição do circuito nacional da Liga Pro Skate em primeiro lugar sagrando-se assim campeão nacional de street skateboarding.

Na categoria feminina a vencedora foi Gabriela Mazetto que venceu a prova com grande tranquilidade, no entanto destaque para Virginia Fortes e Margarida Cepeda que se qualificaram para as finais com Virginia Fortes a terminar a etapa na 2ª posição e a vencer o troféu de campeã nacional de street skateboarding.

O evento começou na sexta com os treinos livres de todas as categorias e terminou com o qualifier do Open Feminino e do Open Masculino, no sábado decorreram as provas do Campeonato Nacional de escalões e os Quartos de Final do Open Masculino, no dia final do evento decorreram as Semi Finais do Open Masculino e da parte da tarde as Finais do Open Masculino e Feminino.

Nas finais do Open Feminino a prova foi dominada pela skateboarder Gabriela Mazetto que liderou do principio ao fim a classificação mostrando grande consistência e um nível técnico bastante superior às restantes atletas, no entanto a atleta brasileira Virgínia Fortes mostrou também um grande nível e complexidade nas suas manobras suficiente para se destacar no 2º lugar com alguma distância pontual em relação às restantes atletas e que permitiu à mesma conquistar o título de campeã nacional da LPS.

No Open Masculino a competição foi um pouco mais acesa e na última tentativa de melhor truque o primeiro lugar ainda estava ao alcance de Bruno Senra, Gustavo Ribeiro e Richard Tury que partia em vantagem para esta transição, nesta última troca de manobras Richard Tury não conseguiu finalizar a sua obtendo zero pontos, Bruno Senra, a necessitar de um 8.68/10pts executou com grande estilo e técnica um bs 360 lipslide que lhe valeu a nota de 8.20, esta nota foi curta para o atleta português e levantou algum descontentamento por parte do público que se manifestou perante a decisão do júri, de seguida, para fechar este evento histórico para Portugal.

Gustavo Ribeiro tinha nas mãos a hipótese de vencer esta competição caso acertasse uma manobra à qual fosse atribuída uma nota superior a 6.65/10pts e o atleta olímpico português não vacilou, concretizando com sucesso um kickflip transfer to fs boardslide na box central da quadra do campeonato num autêntico vôo que lhe valeu uma nota de 7.97/10pts, suficiente para ficar no primeiro lugar e levar para casa o título de campeão da primeira edição do LPS Lisboa Pro Skateboarding European Open em território nacional onde não competia há dois anos.

No final Gustavo deixou uma palavra de apreço aos seus fãs “Estou mega feliz, o público foi incrível e estava todo a torcer por mim, como disse há um bocado é ótimo estar em casa ao fim de dois anos e vencer em casa, agora é partir para o próximo”.

Destaque também para os atletas campeões nacionais nas suas categorias com Matilde Ribeiro a vencer o circuito nacional de sub-12 feminino, Rafaela Alexandra que venceu o circuito de sub 16 feminino, Dom Piovani Vianna que venceu em sub 10 masculino, Pacal Teixeira que venceu o circuito de sub-12 masculino e por pouco não se qualificou para as finais do Open Masculino nesta etapa, em sub 14 foi João Ferraz quem saiu campeão desta edição da LPS, nos sub 16 masculinos quem levou o troféu de campeão foi Madu Teixeira que também teve uma prestação notória no Open Masculino desta etapa e em sub 18 Masculino Jawed Oliveira foi quem chegou ao fim da época como campeão mesmo sem ter participado nesta última etapa da LPS 2020/2021.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter