Cadel Evans Race – Viviani aponta, dispara e acerta

Diogo PiscoJaneiro 28, 20192min0

Cadel Evans Race – Viviani aponta, dispara e acerta

Diogo PiscoJaneiro 28, 20192min0
O sprinter italiano alcançou a vitória, naquele que o próprio definiu como o primeiro objetivo da época, a Cadel Evans Great Ocean Road Race.

Elia Viviani (Deceuninck – Quick Step) respondeu de forma pronta à pergunta do Fair Play. Desta feita, foi mesmo a sua vez de vencer a Cadel Evans Great Ocean Road Race.

A história da corrida, que o agora defensor do título apelidou de primeira clássica da temporada, voltou a concentrar-se nos quilómetros finais. Mais concretamente quando o pelotão entrou no circuito final em Geelong, nos derradeiros 60 kms do dia.

Com a entrada nas 3 voltas e meia ao circuito, com 4 a passagens pelo topo do já afamado Challambra, Laurens De Vreese (Astana Pro Team) aproveitou para selar a classificação da montanha, sendo o homem com mais evidência da fuga do dia, composta também por Nathan Elliott (que venceu algumas metas volantes) e Carter Turnbull dando à equipa da casa KordaMentha Real Estate Australian uma participação digna.

Viviani, tal como o Fair Play previu, foi o homem a marcar pelos principais homens rápidos do pelotão, enquanto as suas equipas tratavam de anular os homens e fuga. Quanto às equipas que não se apresentavam com homens com capacidade para discutir uma final ao sprint, restou-lhes a última ascensão ao Challambra para atacar de longe e tentar deixar os sprinters para trás.

Foi isso que tentaram. Primeiro a Sky, por Dylan van Baarle, acompanhado por Lucas Hamilton, da Mitchelton, e Dries Devenyns, da Deceuninck’s Quick Step. Depois foi a vez da Astana, equipa bastante ativa durante todo o dia, que atacou pelo líder Luis León Sanchez. Por fim, a Treck Segafredo, que atacou também pelo líder Richie Porte.

Sprint renhido, mas controlado por parte de Viviani. Fonte: Tim de Waele/Getty Images

Apesar de todas estas movimentações, guiado pelo colega de equipa Michael Morkov, Viviani foi capaz de ultrapassar pela última vez o Challambra, a tempo de ser lançado para um sprint vitoroso taco-a-taco com o sprinter da casa, Caleb Ewan (Lotto-Soudal). Fechou o pódio Daryl Impey (Mitchelton-Scott), homem que mais uma vez tem um ínicio de temporada muito bom.

Rúben Guerreiro (Team Katusha-Alpecin) alcançou um honroso 15º lugar e Ivo Oliveira (UAE-Team Emirates) acabou por abandonar a prova.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter