Quinta dos Lombos as novas campeãs nacionais de sub-14

José AndradeJunho 21, 20227min0

Quinta dos Lombos as novas campeãs nacionais de sub-14

José AndradeJunho 21, 20227min0

A jogar em casa, a equipa de Carcavelos foi mais forte e conquistou o Campeonato Nacional sub-14 femininos vencendo na final o Coimbrões. Hoje vamos falar sobre este título do Quinta dos Lombos e ainda de algumas jogadoras que se destacaram.

No primeiro dia da competição, o Quinta dos Lombos somou dois triunfos, o primeiro por 68-50 frente ao Guifões e o segundo por 61-27 frente ao GDESSA, enquanto o Coimbrões derrotou o GDESSA por 52-41 e o Carnide por 52-30, nota ainda para o triunfo do CAB Madeira por 44-39 frente ao Carnide e por 51-35 no duelo com o Guifões. O segundo dia trouxe ainda mais animação e a continuidade da superioridade do Quinta dos Lombos que venceu o Carnide por 56-39 e depois o CAB Madeira por 68-33. Ao cabo que o Coimbrões derrotou o Guifões por 40-30 e perdeu com o CAB por 50-35, nota ainda para as vitórias do GDESSA no duelo com o Guifões por 36-30 e frente ao Carnide por 42-36.

No último dia, o CAB derrotou o GDESSA por 49-44 conseguindo assim o segundo lugar, o Guifões venceu o Carnide por 42-37 e no duelo mais decisivo, o Quinta dos Lombos superou o Coimbrões por 53-32 e conquistou assim o Campeonato Nacional sub14.

O jogo decisivo começou com muitos nervos, as duas equipas a acusarem um pouco o peso da partida, mas muita intensidade desde os primeiros instantes. Os primeiros pontos surgem por intermédio de Inês Nunes, depois de uns minutos iniciais sem pontos e com muita velocidade. Coimbrões a entrar melhor e muito graças ao desempenho de Mafalda Monteiro que cedo usou a sua maior experiência para elevar a sua equipa.

Do outro lado, é através de Matilde Mendes que o Quinta dos Lombos começou conseguir continuar a mostrar aquilo que vinha evidenciando até então, sendo esta jovem atleta uma das melhores da sua geração. Destacar ainda Salomé Vasconcelos, sempre muito endiabrada, aparecia no ataque, mas era na defesa que mais se mostrava. Grande duelo entre Lucrécia Silva e Mafalda Monteiro, um dos factores mais animadores deste jogo. A formação da  cresce no segundo período e muito pela Laura Silva, que começou a fazer a diferença e a mudar o rumo da partida pela sua qualidade e leitura de jogo. Muito equilíbrio e um duelo espetacular com o Lombos a passar para a frente no segundo quarto. A maior profundidade do Quinta dos Lombos a fazer a diferença, Laura Silva a ser o expoente máximo das jogadoras que entraram nesta fase do encontro.

28-15 ao intervalo para o conjunto de Carcavelos, depois do Coimbrões ter entrado melhor, a equipa da linha através da sua rotação conseguiu inverter o rumo dos acontecimentos e passar para a frente. Um período de grande nível para cada um dos lados e o terceiro trouxe uma alta pressão do Coimbrões que tentava forçar o erro do Lombos, que apesar de ter tido uma ligeira boa reação, era o conjunto da casa continuava por cima e soube aguentar a maior intensidade deste terceiro quarto. Já no último trecho desta final, o fluxo de jogo tornou-se ainda mais enérgico, com o Coimbrões a procurar Mafalda Monteiro e o Quinta dos Lombos sempre a procurar a velocidade no ataque ao cesto. Quando o Coimbrões conseguia reaproximar-se, Laura Silva surgiu de novo a mudar o rumo do jogo e a tranquilizar o Quinta dos Lombos. A equipa da linha geriu a vantagem, soube acalmar o jogo e dessa forma conseguiram vencer o Coimbrões que lutou até ao fim, mas que não conseguiu levar a melhor. O Campeonato Nacional sub14 ficou para a turma de Carcavelos, a primeira vez que o Quinta dos Lombos consegue este título.

Falando dos destaques individuais, a lista é imensa, mas vamos a alguns dos nomes que mais se evidenciaram neste fim de semana em Carcavelos:

  • Mafalda Monteiro – MVP desta final-six

Mafalda Monteiro é um dos maiores talentos jovens do nosso basquetebol, já foi mostrando isso ao longo da temporada nos diferentes contextos e chegou a Carcavelos e foi a estrela, mesmo com muitos nomes em destaque, Mafalda Monteiro foi a MVP. Falamos de uma jogadora com um atleticíssimo raro para a idade, muito completa, é uma atleta fisicamente já muito forte aliando altura e trabalho. Um talento gigante, estamos a falar de um diamante que o Coimbrões tem aqui, uma jogadora que em pouco tempo estará a brilhar ao mais alto nível.

  • Matilde Lopes – Mais uma vez em destaque

Mudamos para o Carnide, não foi um fim de semana fácil para a equipa, mas Matilde Lopes voltou a mostrar-se, tal como em Albufeira Matilde foi um dos destaques e uma das melhores. Uma jogadora com imenso potencial, muita margem de progressão, a sua muita técnica já impressiona e não tardará para também ela se mostrar em níveis bem superiores.

  • Miriam Queta – A melhor 5 desta final-six

Vamos até ao GDESSA, para falar de Miriam Queta que já impressiona pelo físico e não só. A sua capacidade física já é algo que salta à vista, mas não é apenas isso, é uma atleta com qualidade de jogo de pés, que domina na luta das tabelas e que rende dos dois lados, com habilidade e com um teto gigante, tudo para ser um nome muito grande em breve no nosso basquetebol.

  • Laura Silva – MVP da final

Foi a grande protagonista da final, mas não foi apenas por isso que mereceu grande papel de destaque nesta final-six. Laura Silva mostrou-se uma jogadora acima da média, capaz de mudar jogos e de fazer tudo com a bola. Tem grande habilidade, atira e passa com excelência bem, e podemos dizer que estamos perante mais um talento gigante para a turma de Carcavelos potenciar, um nome a guardar para o futuro.

  • Isabel Ferreira – Da Madeira com muito talento

O nosso penúltimo destaque é do CAB Madeira, a equipa que conseguiu o segundo lugar teve vários destaques, mas foi Isabel Ferreira a figura maior. Jogadora já com uma maturidade e uma capacidade muito acima, que soube sempre render, carregar a equipa e mostrar-se nos dois lados do campo, mais uma jovem para em breve ser lançada na equipa principal do CAB Madeira.

  • Sofia Mota – A estrela do Guifões

Podíamos ainda falar de Maria Pedreira, Margarida Sousa, Rita Rodrigues, Maria Moreira, Salomé Vasconcelos ou Margarida Mota. Mais uma equipa que não teve uns dias fáceis em Carcavelos, mas Sofia foi quem mais se evidenciou, muita qualidade nesta jovem do Guifões. Esta equipa habitua-nos constantemente a imensas perolas e Sofia Mota é mais uma, tem uma visão de jogo e qualidade de passe que já a colocam em destaque, mas a sua muita capacidade técnica faz já toda a diferença a favor do Guifões. Muita margem para Sofia Mota.

Ficou aqui tudo sobre a conquista do Quinta dos Lombos no Campeonato Nacional sub14 feminino.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter