As 5 Equipas que mais vão lamentar a paragem no Ciclismo

Gonçalo MeloMarço 18, 20205min0

As 5 Equipas que mais vão lamentar a paragem no Ciclismo

Gonçalo MeloMarço 18, 20205min0
O ciclismo foi interrompido, e para algumas equipas não podia ser em pior altura. Vê aqui quem se tem destacado nestes primeiros meses da época 2020.

Tal como quase todo o desporto no velho continente, o ciclismo está também quase 100 por cento parado, numa altura em que estaríamos em época de clássicas como o Milano-Sanremo ou provas miticas por etapas como o Tirreno Adriático. Ainda assim, apesar de termos tido apenas 2 meses de competição, já conseguimos ter pinceladas de qualidade de vários ciclistas e demonstraçoes de força de algumas equipas. Estas são as 5 equipas que mais de destacaram até agora.

1- Deceunick Quick-Step

Não será provavelmente surpresa para ninguém ver a equipa belga no topo da lista. A Deceunick já tinha sido a melhor equipa em 2019, e este ano, mesmo com o inicio titubeante de Julian Allaphilippe, tem muitos ciclistas de qualidade e em excelente momento de forma.

Ao todo são 15 vitórias até agora, de onde destacamos a vitória na geral da Volta ao Algarve e Vuelta a San Juan por parte do fenómeno Remco Evenepoel, que venceu ainda duas etapas no Algarve e uma na Argentina. Destaque ainda para as vitórias ao sprint de Sam Bennett e Fabio Jakobsen, a vitória de Remi Cavagna na Faun-Ardeche Clássic, e a grande demonstração de potência e resistência do dinamarquês Kasper Asgreen ao arrebatar a Kuurne-Bruxelles-Kuurne.

Resultado de imagem para deceuninck quick step 2020
O Wolfpack continua a destacar-se do pelotão (Foto: News.pt)

2- UAE Team Emirates

A equipa árabe não teve um ano de 2019 muito positivo, mas entrou com tudo em 2020, e apesar de muitas das suas 11 vitórias serem ao sprint, com o duo colombiano Fernando Gaviria e Juan Sebastián Molano a brilharem neste capitulo (3 vitórias para Gaviria na Vuelta a San Juan e 3 para Molano no Tour of Colombia), o maior destaque tem de ser dado à nova coqueluche da equipa.

Falamos claro está de Tadej Pogacar. O jovem esloveno venceu duas etapas e a geral da Volta a la Comunitat Valenciana, tendo ainda vencido uma etapa duríssima no UAE Tour ao tirar o pão da boca a Alexsey Lutsenko, demonstrando mais uma vez a sua enorme capacidade e vontade de atacar. Para terminar, destaque para Rui Costa e a sua vitória na primeira etapa do Saudi Tour.

Resultado de imagem para team emirates 2020
Pogacar aqui em luta direta com Yates, Lutsenko e Gaudu (Foto: Bicycling)

3- Education First Pro Cycling

A equipa norte-americana é tal como a Team Emirates uma agradável surpresa nesta fase. A equipa começou logo por arrecadar os campeonatos nacionais colombianos de fundo e contra-relógio, com vitórias de Daniel Felipe Martinez e Sergio Higuita. Mas foi no Tour of Colombia que a equipa se destacou mais.

A equipa norte-americana começou por vencer o contra-relógio coletivo da prova, batendo a Deceunick e a INEOS. Sergio Higuita e DF Martínez viriam ainda a arrecadar cada um uma etapa. A Education First colocou três homens no pódio da classificação geral do Tour of Colombia, com Sergio Higuita em primeiro, Daniel Felipe Martínez em segundo e Jonathan Caicedo em terceiro. Destaque ainda para a vitória de Simon Clarke na Royal Bernard Drome Classic.

Resultado de imagem para ef pro cycling 2020
A Education First começou bem 2020, com a vitória no Tour of Colombia (Foto: Giro Junto)

4- Mitchelton-Scott

A equipa australiana começou por arrebatar as provas nacionais australianas, com Cameron Meyer a arrebatar a prova de fundo e Luke Durbridge a surpreender pelo segundo ano consecutivo Rohan Dennis na prova de contra-relógio. Também Daryl Impey arrebatou a prova de contra-relógio sul africana, tendo perdido de forma surpreendente a prova de fundo para Ryan Gibbons da NTT.

Kaden Groves venceu ainda duas etapas na Jayco Herald Sun Tour, mas o grande destaque tem de ser dado a Adam Yates. O britânico já nos habituou a bons inícios de temporada, no ano passado ficou a apenas um segundo de vencer o Tirreno-Adriático, mas este ano com um ataque brutal na terceira etapa do UAE Tour, deixou toda a concorrência para trás e arrecadou a geral. Só falta comprovar esta capacidade numa grande volta, algo que o irmão Simon já conseguiu.

Resultado de imagem para mitchelton scott 2020
Adam Yates em pleno ataque no UAE Tour (Foto: Zikloland)

5- Team Sunweb

Temeu-se que a equipa acusasse demasiado a saída de Tom Dumoulin, mas começam a surgir elementos que podem nos próximos anos manter o nível da equipa alemã. A equipa dominou o Jayco Herald Sun Tour, com uma vitória ao sprint do jovem italiano Alberto Dainese, e duas vitorias para Jai Hindley, australiano que arrebatou a geral.

No Paris-Nice a equipa também se apresentou em excelente nível, com a conquista de duas etapas, uma por Soregh Kragh Andersen, no contra-relógio individual, e outra pelo belga Tiesj Benoot, que ficou em segundo lugar na geral e demonstrou estar a tornar-se um homem perigoso não só nas clássicas.

Resultado de imagem para tiesj benoot 2020
Tiesj Benoot na sua vitória no Paris-Nice (Foto: BTTLobo)

Outras equipas também iniciaram bem a época, com Giacoma Nizzolo a destacar-se na NTT, Jakob Fuglsang na Astana, Jasper Stuyven na Trek-Segafredo, Max Schaschmann na Bora-Hansgrohe ou Nairo Quintana na Arkéa Samsic, no entanto o número de vitórias não as coloca no patamar das 5 enunciadas em cima.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter