Águas Santas – Um Projeto Sustentado

João de MatosSetembro 28, 20193min1

Águas Santas – Um Projeto Sustentado

João de MatosSetembro 28, 20193min1
A equipa do Águas Santas, apresenta um projeto sustentado e com uma estrutura solidificada no seio e em redor da equipa da associação de andebol do Porto.

A equipa do Águas Santas, apresenta um projeto sustentado e com uma estrutura solidificada no seio e em redor da equipa da associação de andebol do Porto.

O Águas Santas apresenta para esta temporada um plantel de 19 jogadores cheios de confiança, o maior destaque do plantel dos maiatos para a presente época passa pela integração de sete atletas promovidos dos juniores, bem como, o regresso de cinco jogadores formados no Águas Santas, somente o guarda-redes Henrique Carlota ex-Boavista e Vasco Santos ex-TV 1893 Neuhausen da Alemanha são caras na equipa. Outra referência pela positiva foi o regresso do Prof. José António ao comando técnico do Águas Santas, doze épocas depois de ter conseguido levar equipa da 2ª divisão ao principal escalão, onde a manteve e adquiriu estatuto de imprescindível da 1º divisão.

A equipa técnica será composta também pelo treinador adjunto Prof. Serafim Borges, o Fisioterapeuta Eduardo Moreto e o Dirigente Joaquim Teixeira.

Uma grande ambição da equipa é unir a família do Águas Santas, ter apoio de todos para ajudar o clube a obter bons resultados desportivos, elevar andebol no clube, desde os seniores às jovens equipas. Apostar forte na formação do clube como é evidente, e fazer destaque a um jogador que certamente dará muito que falar num futuro próximo, lateral direito de 22 anos, José Barbosa, muito forte fisicamente, apresentando uma estatura de aproximadamente 1.90mts.

Fonte: fpa.pt

Na época transata disputou 36 jogos e apontou 104 golos, é um jogador muito ofensivo, evoluído tecnicamente com uma elevação espantosa, com 12 anos a vestir as cores do Agua Santas e tendo como mentor o goleador da equipa e do campeonato Pedro Cruz, o veterano central de 35 anos, que no passado dia 4 de Setembro apontou 14 golos contra o Futebol Clube do Porto, na derrota por 32-37 e que na época transata apontou mais de 330 golos.

Fonte: fpa.pt

Outra peça chave nesta equipa será Belmiro Alves, lateral de 25 anos, que já conta com uma Super Taça e um campeonato de andebol 1 no currículo, um jogador que oferece ajuda nos dois lados do campo, defensivamente muito correto, rigoroso e persistente na criação do erro ao adversário. Há outro dado que é importante, nos 19 jogadores do plantel do Água Santas 13 estiveram ligados à formação do clube. Esta é matriz que o clube entende que deve ter, uma forte aposta na formação aliado com grandes veteranos do andebol nacional.

Fonte: fpa.pt

O objetivo da equipa maiata passa sempre pelo apuramento para os seis primeiros lugares da tabela, passando a ser diretamente um dos 6 candidatos ao título de campeão nacional, mas para a realidade da equipa seria importante um apuramento para as competições europeias, pois existe uma discrepância brutal em níveis de orçamentos das 3 principais equipas nacionais, para as restantes do campeonato nacional de andebol 1.

Com a mudança de paradigma e com uma estrutura forte, focada e planeada como a que demonstra ter a equipa do Águas Santas, tudo tem para que os objetivos sejam alcançados com brilho e com a maior das facilidades


One comment

  • André Filipe Cardoso Monteiro

    Outubro 3, 2019 at 9:59 pm

    Algumas informações estão erradas.
    No caso do Carlota, é proveniente do Póvoa Andebol, e já vai na sua segunda época pelo clube, e há mais jogadores que vieram este ano, como o Guarda-redes Nuno Silva, que proveio do Fafe.
    Em correcção, quem veio do TV 1893 Neuhausen foi o Mário Lourenço, e que também foi outro jogador que jogou na formação do Águas Santas até aos juniores, Vasco Santos, vai na sua segunda época no Águas Santas, e veio do Fafe também.

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter