Andebol Luso na Europa 5# Sporting CP e SL Benfica dão show

Bernardo GalanteOutubro 21, 20214min0

Andebol Luso na Europa 5# Sporting CP e SL Benfica dão show

Bernardo GalanteOutubro 21, 20214min0
Mamadou Gassama deu uma alegria imensa ao Sporting CP, que voltou a vencer para a EHF European League. Fica a saber tudo o que se passou neste artigo

Na Liga Europeia, o Sporting CP e o SL Benfica estrearam-se com duas vitórias pela margem mínima, conseguidas nos últimos segundos. Na Liga dos Campeões, o FC Porto saiu derrotado da Polónia, pelo Vive Kielce.

A semana europeia dos clubes portugueses começou na passada terça-feira, quando o relógio registava as 19h45, Sporting e Benfica deram início às suas caminhadas europeias. A turma de Alvalade, recebeu no Pavilhão João Rocha os suiços do Kadetten Schaffhausen, ao mesmo tempo que o SL Benfica visitava o terreno dos alemães do TBV Lemgo.

REVIRAVOLTA CONSUMADA NOS INSTANTES FINAIS

No Pavilhaõ João Rocha, o Sporting Clube de Portugal recebeu os suíços do Kadetten Schauffhausen – atual líder isolado do Quickline Handball League (Campeonato Suiço) – que viajou para Lisboa sem a estrela da companhia, o conceituado Joan Cañellas. Num jogo que começou equilibrado, o Sporting CP acabou por deixar fugir a turma suíça no final da primeira parte – momento em que a equipa orientada por Adalsteinn Eyjólfsson foi para os balneários a vencer por 9-12.

Na segunda metade da partida, o marcador do encontro esteve, na maioria do tempo, a favor dos visitantes com vantagens a rondar os 3 ou 4 golos. Porém, nos últimos minutos, a turma de Alvalade foi-se aproximando e, a cinco segundos do final do encontro, consumou a reviravolta através de um golo de Mamadou Gassama.

O encontro terminaria com um 29-28 a favor dos leões, colocando os leões na liderança do Grupo D, juntamente com os franceses do USAM Nimes e os gregos do AEK de Atenas – todos com 2 pontos (1 vitória em 1 partida). Samuel Zehnder do lado dos suíços (9 golos, 100% de eficácia) e o leão Mamadou Gassama (8 golos, 100% de eficácia) fixaram-se no topo da lista dos melhores marcadores da partida.

ÁGUIAS VOLTAM A SUPERAR UM ADVERSÁRIO ALEMÃO

Em estreia na Fase de Grupos da Liga Europeia, o SL Benfica voltou a defrontar uma equipa alemã – após eliminar o RN Löwen nas eliminatórias para esta fase da competição – porém, desta feita, tratou-se do TBV Lemgo – atual detentor da DHB-Pokal (Taça da Alemanha).

O início do jogo mostrou-se equilibrado, dando sinais que seria essa a toada do encontro durante os 60 minutos, sendo duas equipas com bastantes valias. Os alemães do TBV Lemgo saíram para os balneários a vencer por duas bolas de diferença (16-14), tendo sido essa a maior vantagem registada no marcador eletrónico, no decorrer da primeira parte.

Na segunda parte, a turma orientada por Chema Rodríguez rapidamente chegou ao empate, porém, nunca conseguiu uma vantagem superior a 3 golos (atingida apenas no 19-22). O jogo viria a verificar-se equilibrado até ao final da partida, sorrindo para o SL Benfica nos últimos segundos, terminando 29-30 a favor dos portugueses.

Com esta vitória, as águias lideram o Grupo B a par dos dinamarqueses do GOG e dos franceses – todos com 2 pontos (1 vitória em 1 partida). Os benfiquistas Ole Rahmel e Demis Grigoras tal como o islandês Bjarki Mar Elisson, marcaram 7 tentos, figurando no topo da lista de melhores marcadores do encontro.

DRAGÕES DESFALCADOS OFERECEM EXCELENTE RÉPLICA NA POLÓNIA

O Futebol Clube do Porto viajou para a Polónia, de modo a defrontar o poderoso Vive Kielce, sem três peças fulcrais: Diogo Branquinho, Leonel Magalhães e Fábio Magalhães. À entrada para esta jornada, o Vive Kielce somava 6 pontos em 4 jogos (3 vitórias e 1 derrota), sendo o líder do grupo.

A partida antevia-se complicada, mas os dragões foram sempre capazes de estar dentro do jogo, de modo a disputá-lo. Na primeira parte, os polacos estiveram sempre em vantagem no marcador, indo para o intervalo com uma vantagem de quatro golos (21-17), o que obrigava a uma entrada forte por parte dos azuis e brancos, na segunda metade do encontro.

No segundo tempo, a turma orientada por Magnus Andersson nunca conseguiu surpreender o Vive Kielce, fazendo com que o resultado oscilasse sempre pelos 5 ou 6 golos de vantagem, a favor dos homens da casa. O resultado final acabaria por fixar-se em 39-33 a favor dos anfitriões, sendo que o FC Porto nunca desarmou nos 60 minutos.

Apesar da derrota, os dragões somam 4 pontos em 5 jogos (2 vitórias e 3 derrotas), colocando-se em posição de apuramento para os Oitavos de Final. O islandês do Lomza Vive Kielce, Sigvaldi Bjørn Gudjonsson, foi o melhor marcador com 10 golos marcados.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter