Depois da Super Bowl: Como Sobreviver à Offseason da NFL

Miguel Veloso MartinsFevereiro 16, 20198min0

Depois da Super Bowl: Como Sobreviver à Offseason da NFL

Miguel Veloso MartinsFevereiro 16, 20198min0
A temporada da NFL oficialmente terminou mas não desesperes, não tens de esperar meses para continuar a ver Futebol Americano! Verifica a nossas 5 dicas para sobreviver a esta offseason.
Jogadores dos Arizona Hotshots celebram. Foto de Patrick Breen/The Republic.

Alliance of American Football

Ao contrário de outros anos, uma semana depois da Super Bowl, continuamos a poder ver Futebol Americano profissional. Com o seu inicio a 9 de Fevereiro, a AAF (ou The Alliance) chegou para tentar ocupar este espaço no mercado que não é explorado há anos. A nova liga profissional pretende ser um complemento à NFL e até agora tem sido bem-sucedida nisso mesmo. A AAF alterou algumas das regras do Futebol Americano tradicional para oferecer um jogo mais rápido e dinâmico do que o da NFL.

A liga está dividida em duas conferências (Este e Oeste), cada uma com 4 equipas. Na Conferência Este, os Atlanta Legends, Birmingham Iron, Memphis Express e Orlando Apollos. Na Conferência Oeste, os Arizona Hotshots, Salt Lake Stallions, San Antonio Commanders e San Diego Fleet.

Este fim-de-semana (16 e 17 de Fevereiro) inicia-se a segunda ronda da temporada com mais 4 jogos. A liga irá transmitir 2 jogos (19h e 1h da manhã) no Sábado e outros 2 no Domingo (21h e 1h da manhã), o mesmo ocorrerá todas as semanas com algumas alterações nas horas de começo de jogo. A AAF não tem um acordo televisivo em Portugal, mas todos os jogos podem ser vistos gratuitamente no website da liga.

 

O Wide Receiver Duron Carter é um exemplo do nível de talento da CFL. Foto de Mark Taylor/The Canadian Press.

Canadian Football League 

A CFL é muito diferente daquilo que vemos nos Estados Unidos. A liga joga a sua própria variação do desporto, o futebol canadiano, onde o campo é maior (tanto em comprimento como largura), os ataques têm 3 downs para ganhar 10 jardas (ao contrário dos 4 downs americanos), 12 jogadores em campo, entre muitas outras regras peculiares. Isto não é um detrimento para a liga, pelo contrário, estas tornam a CFL única e empolgante.

Esta temporada tornou-se ainda mais interessante com a proposta do comissário Randy Ambrosie para uma “CFL 2.0”. O plano para esta remodelação da liga está voltado para o mercado internacional. A CFL começou por fazer um acordo de parceria com a liga profissional mexicana Liga de Fútbol Americano, levando à criação de um combine e draft para trazer atletas mexicanos para a CFL.

As ambições de Ambrosie não ficaram por aqui. O comissário está neste momento em negociações com ligas europeias, tendo já assegurado acordos com as federações da Alemanha, França, Áustria, Suécia, Finlândia, Dinamarca e Noruega. A intenção é fazer um combine no Canadá com atletas europeus e possivelmente um draft como o realizado no México.

Este novo desenvolvimento irá permitir que a liga tenha uma maior fonte de talento à sua disposição e um maior mercado televisivo. Com atletas dos mais variados países, a CFL mostra que está pronta para se assentar como uma liga global, aberta a dar oportunidades a novos talentos. Nós vamos estar atentos ao kickoff da nova temporada da liga canadiana no dia 13 de Junho.

 

O Futebol Americano nacional visto da sideline dos Braga Warriors. Foto de Miguel Martins.

Liga Portuguesa de Futebol Americano

Sim, também temos futebol americano em Portugal. A Liga Portuguesa de Futebol Americano nasceu em 2009 sendo organizada pela, na altura, Associação Portuguesa de Futebol Americano, agora Federação Portuguesa de Futebol Americano. Na sua primeira temporada, a liga contava com 5 equipas: 4 portuguesas e uma espanhola. Rapidamente o desporto começou cresceu em Portugal e mais equipas surgiram pelo país.

Apesar de já ter havido mais equipas em Portugal, esta temporada a LPFA contará com 7 equipas: Lisboa Navigators, Porto Mutts, Lisboa Devils, Paredes Lumberjacks, Cascais Crusaders, Algarve Sharks e Braga Warriors. Este ano foi criada também uma nova competição: o Campeonato Nacional de Futebol Americano. A nova liga está aberta a clubes que não têm condições financeiras ou atletas para competir na LPFA. Em 2019, o CNFA irá contar com 4 equipas: os Braga Black Knights, Évora Eagles, Lisboa Navigators B e os espanhóis Towers Football.

A temporada vai para a sua quarta ronda este fim-de-semana (16 e 17 de Fevereiro), por isso, não percas a oportunidade de apoiar o Futebol Americano em Portugal!

 

O Running-Back Le’Veon Bell é um dos principais free agents de 2019. Foto de Kevin Hoffman/USA TODAY

NFL Free Agency

As portas do mercado de jogadores com contratos expirados podem apenas abrir a 13 de Março, mas isso não significa que os rumores da Free Agency só comecem aí. Apesar das conversas entre jogadores e equipas apenas poderem começar a partir do dia 11, os reports da Free Agency começam a crescer mal entramos no mês de Março.

Damos especial destaque aos Pittsburgh Steelers nesta offseason e não pelas melhores razões. A equipa irá muito provavelmente perder duas das suas estrelas: o wide-receiver Antonio Brown e o running-back Le’Veon Bell. Ambos os jogadores mostraram-se insatisfeitos com a equipa, anunciando que pretendem encontrar uma nova casa. Antonio Brown não é um free agent e terá de ser trocado para outra equipa. Le’Veon Bell, pelo contrário, está livre para escolher a sua casa, a não ser que os Steelers o troquem para outra equipa antes do prazo acabar.

Para além de Bell, os leitores deverão estar atentos aos seguintes free agents: Nick Foles (QB dos Eagles), Demarcus Lawrence (DE dos Cowboys), C.J. Mosley (LB dos Ravens), Earl Thomas (S dos Seahawks), Jadeveon Clowney (DE dos Texans) e Trey Flowers (DE dos Patriots).

 

Defensive Lineman Nick Bosa. Foto de Jay LaPrete/AP Photo.

NFL Draft

Uma das partes mais importantes da offseason é o NFL Draft. O Draft é a principal porta para jovens jogadores entrarem na liga e essencial para a construção de um franchise bem-sucedido. Trata-se de um evento que gera enorme entusiasmo e entretenimento para os adeptos do desporto. Esta temporada, o Draft irá decorrer entre 26 e 27 de Abril em Nashville, Tennessee.

Em Novembro publicamos um artigo com os nossos prospects favoritos para o Draft deste ano. Essa lista mantém-se inalterada com exceção da presença de Justin Herbert. Herbert escolheu não participar no Draft de 2019, continuando a jogar em Oregon durante pelo menos mais uma temporada. Se tivéssemos de substituir Herbert na nossa lista, o QB de Ohio State Dwayne Haskins é o principal candidato. Haskins brilhou em Ohio State e irá levar os seus talentos para a liga profissional, sendo o QB mais aclamado no Draft deste ano.

Destaque também para o NFL Combine que irá decorrer de 26 de Fevereiro a 4 de Março.

 


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter