5 Melhores Prospects Para o NFL Draft de 2019… Até Agora

Miguel Veloso MartinsNovembro 4, 20185min0

5 Melhores Prospects Para o NFL Draft de 2019… Até Agora

Miguel Veloso MartinsNovembro 4, 20185min0
Queres saber quais vão ser os prospects do próximo NFL Draft? Escolhemos 5 que vão desde os quarter-backs aos defensive end! Conhece-os a todos?

A época de futebol americano universitário chegou agora à sua décima ronda e as performances dos jovens atletas começam a tornar-se cada vez mais alvo dos olhos do público que procuram as próximas grandes estrelas do desporto. Talvez, porque a sua equipa da NFL não está a jogar bem, ou só por pura curiosidade.

Existem vários motivos para querer saber quem será o próximo Tom Brady ou Aaron Donald. Por isso, e porque nunca é cedo demais, fizemos a nossa lista com aqueles que, na nossa opinião, são os 5 Melhores Prospects Para o NFL Draft de 2019.

1- Nick Bosa, Defensive End (Anteriormente: Ohio State)

Provavelmente a escolha mais fácil nesta lista. Nick Bosa teve uma temporada de sonho em 2017, terminando a mesma com 34 placagens e 8.5 sacks, sendo considerado o melhor defensive lineman da conferência Big Ten.

Bosa iniciou de forma incrível a sua terceira temporada em Ohio State mas, após 3 jogos lesionou-se, forçando-o a ser submetido a uma cirurgia. Por esse motivo, Bosa decidiu abandonar Ohio State para se reabilitar, após a lesão, e se preparar para o Draft de 2019.

Nick Bosa é um atleta com pedigree (o seu pai John e o seu irmão Joey foram escolhas de primeira ronda), um pass-rusher de elite. Este, à semelhança do seu irmão, mostra mais maturidade técnica e versatilidade do que a maioria dos outros prospects.

O esquema mais adequado para Nick Bosa seria 4-3 (quatro lineman e três linebackers) como 3-technique (jogador mais atlético que alinha no interior no lado em que o ombro do Offensive Guard esteja direcionado para o Offensive Tackle, dando a possibilidade do Defensive Tackle chegar mais rapidamente ao Quarterback).

2- Ed Oliver, Defensive Tackle (Houston)

Ed Oliver arrecadou 73 placagens e 5.5 sacks na época passada (12 jogos) e, este ano, já está a caminho de ultrapassar estas estatísticas com 51 placagens e 3 sacks em 7 jogos.

Oliver é um ponto de interrogação para muitos scouts mas, na nossa opinião, o DT de Houston tem o potencial de se tornar um dos melhores da NFL.

Analisando o atleta, Oliver é único, apesar de não ser tão forte quando comparado a outros DT’s (como Aaron Donald dos LA Rams), este é mais rápido e explosivo do que o esperado num atleta do seu tamanho. Esta rapidez e capacidade de explodir em direção ao gap, torna-o num pesadelo para qualquer Offensive Lineman.

A versatilidade de Ed Oliver permite que este consiga, não só jogar como 3-technique num esquema 4-3, mas também como 5-technique (jogador que ataca o ombro do Offensive Tackle que se aponta para fora, ou seja, alinhado no canto linha) num esquema 3-4 (três lineman e quatro linebackers).

3- Andraez “Greedy” Williams, Cornerback (Louisiana State University)

Em 2017, Greedy Williams terminou uma primeira temporada impressionante com 38 placagens, 11 passes quebrados e 6 interceções, mas agora na sua segunda (e possivelmente última) temporada em LSU, este evoluiu ainda mais tecnicamente. “Greedy” tem demonstrado mais fluidez e compreensão do esquema, apesar das estatísticas não o mostrarem.

“Greedy” tem todas as medidas para ser o CB que qualquer coordenador defensivo procura: alto, leve e com a envergadura perfeita. Apesar do CB dos Tigers utilizar demasiado as suas mãos (o que poderá lhe trazer alguns problemas na NFL), Williams compensa com a sua capacidade de recuperar e de aproximar-se do seu Wide Receiver após este ganhar separação no inicio da jogada.

4- Jonah Williams, Offensive Tackle (Alabama)

Jonah Williams é o Offensive Lineman de college football mais preparado para a vida na NFL. As suas medidas falam por si, Williams mede 1,96m e pesa 137kg. A sua envergadura pode ser um problema, mas a sua dominância técnica e o seu footwork soberbo são vantagens que nenhuma equipa consegue recusar.

Jonah Williams tem também flexibilidade para se mudar para a posição de Offensive Guard, mas com a equipa e treinadores certos, Williams tem o potencial de tornar-se num Left Tackle elite, talvez até mesmo no próximo Joe Thomas.

5- Justin Herbert, Quarterback (Oregon)

Justin Herbert é um dos casos mais curiosos no futebol americano universitário. Herbert tem uma precisão e força incrível, mas o que o torna num caso diferente é que, apesar da sua altura (1,98m), não deixa de ser um QB móvel com capacidade de criar jogadas sustentado na sua boa velocidade. Esta habilidade de dominar tanto no jogo de passe como de corrida tornam Herbert num prospect com potencial na liga profissional.

Este ainda tem muito a melhorar, tendo ocasionalmente dificuldades a ler jogadas, fazendo com que ele seja um “projeto” na NFL. À semelhança do caso de Patrick Mahomes e dos Kansas City Chiefs, a equipa que o escolher no Draft deverá ter outro QB (de preferência um veterano) para que o rookie de Oregon possa amadurecer e aprender o esquema.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter