Arquivo de Modalidades - Fair Play

DESTAQUE.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
Luís PereiraOutubro 22, 20182min0

Kimi Raikkonen venceu o GP dos EUA e a decisão do título fica adiada para o México.

Foi uma emocionante corrida em Austin. O título estava em jogo e Hamilton precisava de ganhar 8 pontos da vantagem a Vettel. Hamilton conquistou a pole e parecia que estava bem encaminhado para mais uma vitória. Só que o arranque não foi de feição e Hamilton foi batido por Raikkonen.

Raikkonen conseguiu um andamento para se manter afastado de Hamilton e a Mercedes começou a pensar em estratégias alternativas. Enquanto isso, atrás deles, Vettel tentava chegar mais à frente e numa tentativa de ultrapassagem a Ricciardo tocaram-se e Vettel deu um pião.

Tudo parecia perdido para o alemão, mas depois Vettel colocou o pé no acelerador e começou a galgar lugares, até ficar em 5º lugar, atrás de Bottas.

A Mercedes tentava pensar em alternativas para não ficar atrás de Raikkonen e mandou parar Hamilton cedo. Parecia a decisão correta, Hamilton estava na frente e o título matematicamente assegurado, mas os pneus do Mercedes de Hamilton decidiram que não era a hora e Hamilton teve de fazer uma segunda paragem.

Isso deixou Hamilton não só atrás de Raikkonen como do Verstappen. Verstappen estava a fazer uma estupenda corrida, começando do 18º lugar, mas estava a lutar pela vitória.

Hamilton precisava de passar Verstappen, lutou imenso e chegou perto do holandês. Quando viu Verstappen cometer um erro, Hamilton lançou-se, mas Verstappen , mostrou a sua fibra habitual e não deu espaço a Hamilton.

Hamilton perdeu essa luta e teve de se contentar com o 3º lugar. Enquanto isso, Vettel também dissipava todas as dúvidas, passando Bottas, para o 4º lugar, deixando a matemática para o México.

O mais feliz foi então Raikkonen, que finalmente voltou a vencer nesta segunda passagem pela Ferrari. Raikkonen já não vencia desde 2013 e pela Ferrari desde 2009!

Os olhos agora vão estar postos no México, uma corrida que não costuma ser fácil para Hamilton, mas onde lhe basta o 7º lugar para ser Campeão. Vettel ainda mantem as esperanças, depois de sair vivo da América.

GRANDE PRÉMIO DOS EUA

(foto: formula1.com)

CAMPEONATO DO MUNDO DE PILOTOS

(foto: formula1.com)
tsitsipas.png?fit=983%2C459&ssl=1
André Dias PereiraOutubro 22, 20182min0

Seria sempre uma questão de tempo. A dúvida sobre quando Stefanos Tsitsipas iria ganhar o primeiro Grand Slam era se seria ainda em 2018 ou apenas em 2019. A resposta chegou em Estocolmo, este domingo. E com ela tornou-se o primeiro grego a conquistar um torneio ATP.

Aos 20 anos de idade Tsitsipas já não é uma promessa. É uma certeza. Ao vencer Ernests Gulbis (duplo 6-4) na final do ATP 250 Estocolmo, El Greco colocou a cereja no topo do bolo de uma grande temporada. E bem se pode dizer que à terceira foi mesmo de vez. Recorde-se que o grego havia sido finalista vencido no Canadá e em Barcelona. Em ambas perdeu para Rafael Nadal.

Esta foi, de resto, uma semana de sonho para Tsitsipas. Para chegar à final deixou para trás John Millman (6-4, 3-6 e 6-3), Philipp Kohlschreiber (6-3 e 7-6) e Fabio Fognini (6-3 e 6-2). Nesse período apenas perdeu um set. Contra Gulbis converteu dois break points e confirmou 83% dos pontos disputados com o primeiro serviço.

Gulbis, vencedor de seis títulos ATP na sua carreira, continua o jejum que perdura desde 2014. Talvez se esperasse mais de John Isner. Número 9 mundial era um dos principais favoritos à sucessão de Del Potro na galeria de vencedores. O argentino, recorde-se, encontra-se a recuperar de uma lesão contraída em Xangai e só deverá regressar aos courts em 2019. Isner eliminou os compatriotas Bradley Klahn e Tennys Sandgren, mas acabou afastado por Ernests Gulbis nas semi-finais: 1-6, 6-3 e 6-3.

Tsitsipas regista a sua melhor classificação

Com esta vitória Tsitsipas saltará quatro posições no ranking mundial a partir desta segunda-feira. Será o 16º do mundo, um lugar acima do melhor desempenho na carreira, registado em 13 de agosto de 2018.

Classificado para o ATP Next Gen Finals em Milão, Tsistipas ainda joga no ATP 500 da Basileia nesta semana, onde estreia contra o francês Jeremy Chardy.

Tsitispas conquistou assim o seu primeiro título ATP

usa_today_10764039.0.jpg?fit=1200%2C800&ssl=1
João FerreiraOutubro 17, 20184min0

Finalmente, a NBA começou e o FairPlay não poderia deixar passar os dois primeiros jogos da época. Aqui, analisamos os jogos que passaram e o que cada equipa que mostrou nestes jogos.


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS