Victor Vázquez e Ilie Sánchez- O perfume espanhol que encanta a MLS

Diogo MatosJunho 9, 20187min0

Victor Vázquez e Ilie Sánchez- O perfume espanhol que encanta a MLS

Diogo MatosJunho 9, 20187min0
Formados no Barcelona, mas sem espaço na equipa principal dos catalães, Victor Vázquez e Ilie Sánchez são agora figuras de destaque nos Toronto FC e no Sporting Kansas City, respetivamente.

Se começássemos este artigo por pedir ao leitor para escolher os três melhores clubes a nível de formação, certamente que um dos nomes referidos seria o do Barcelona. De Lionel Messi a Xavi Hernández, passando por Andrés Iniesta ou Gerard Piqué, são vários os casos que comprovam o sucesso de La Masia. Olhando um pouco para a Major League Soccer, duas das maiores figuras da competição foram formadas precisamente no emblema catalão. Falamos de Victor Vázquez dos Toronto FC e de Ilie Sanchéz do Sporting Kansas City.

 

Victor Vázquez- A “peça” que faltava nos Toronto FC

 

10 de dezembro de 2016, final da Major League Soccer. Em campo, Toronto FC e Seattle Sounders defrontam-se pela possibilidade de conquistarem pela primeira vez o título da competição. Apesar do domínio dos canadianos, os Sounders, apostando na defesa baixa e fazendo o jogo chegar à marcação de grandes penalidades, levaram o troféu para casa.

O “problema”do jogo da final, tal como explica o General Manager do clube, Tim Bezbatchenko, estava identificado. Apesar da capacidade de liderança de Michael Bradley, do virtuosismo de Giovinco e da potência de Altidore, era necessário alguém que conseguisse ligar o meio-campo ao ataque. E eis que chega Victor Vázquez aos Toronto FC.

Nascido a 20 de janeiro de 1987, Victor Vázquez despontou para o futebol no CF Damn, um clube de Barcelona. Em 1998 ruma ao Barcelona e torna-se um dos elementos da famosa geração de 87, dividindo o balneário com jogadores como Messi, Fábregas e Piqué. Figura de proa na equipa secundária do Barça, Vázquez chegou a ser utilizado por Pep Guardiola na “era dourada”do técnico no clube, contando no currículo com a conquista de duas Ligas dos Campeões.

Se o futuro parecia brilhante para o médio-ofensivo, a verdade é que uma lesão no joelho afastou-o dos relvados durante 14 meses. Vendo que as suas hipóteses de jogar de forma regular na equipa principal dos catalães depois de recuperar eram reduzidas, Vázquez optou por deixar o clube e rumou ao Club Brugge em 2011. Em cinco anos na Bélgica venceu um campeonato e uma taça e, depois de uma curta passagem pelo México, chegou aos Toronto FC no início da temporada de 2017.

 

 

Apesar da escassa utilização no plantel principal, Vázquez venceu duas Ligas dos Campeões pelo Barcelona (Foto: sportsnet.ca)

 

A influência de Victor Vázquez na equipa comandada por Greg Vanney é enorme. Conectando-se de forma quase instantânea com Giovinco e Altidore, o médio de 31 anos terminou a temporada com 10 golos e 13 assistências em 39 jogos (soma de todas as competições). Apesar de apresentar um registo bastante interessante, Vázquez é muito mais que estes números. Qualidade de passe, inteligência, capacidade de liderança e de gerir o ritmo de jogo são todos predicados do atleta espanhol.  Com a chegada de Vázquez, Giovinco ficou mais liberto da missão de criar jogo, podendo assim concentrar-se mais no momento de visar a baliza adversária.

Se tentássemos definir o génio espanhol em apenas uma jogada, provavelmente seria a do golo de Altidore na meia-final do ano passado frente aos Columbus Crew. Dois toques foi tudo o que Victor Vázquez precisou para criar mossa. Recebendo a bola de forma orientada, o médio temporizou ao máximo o momento do passe, permitindo assim que Altidore se colocasse na posição ideal para rematar à baliza e levando a que o defesa contrário se desequilibra-se. Pode ver a referida jogada aqui.

Aos 31 anos, Victor Vázquez parece estar a viver um dos melhores momentos da carreira e quem agradece são os adeptos da Major League Soccer.

 

Ilie Sánchez- O “pêndulo” que Peter Vermes seguia desde 2013

 

A cerca de 1600 km de Toronto encontra-se Kansas City, cidade que festejou a conquista de um título da MLS quando o Sporting Kansas City bateu na final os Real Salt Lake.

No meio-campo do conjunto orientado por Peter Vermes vai brilhando Ilie Sánchez, jogador de 27 anos também formado no Barcelona. Apesar de ser um pouco mais novo que Victor Vázquez, a história de Ilie é muito similar à do médio dos Toronto FC. Peça fundamental na equipa B do Barcelona durante vários anos (onde chegou a ser capitão), o médio-defensivo nunca teve uma oportunidade na formação principal.

Em 2014, Sánchez opta por deixar o clube blaugrana e, depois de passagens pelo 1860 Munique e pelo Elche, chega ao Sporting Kansas City em 2017. Se a contratação do jogador espanhol por parte do conjunto de Kansas poderia surpreender os mais distraídos, a verdade é que Ilie já era um “amor” antigo do técnico Peter Vermes.

Numa visita ao centro de estágios do Barcelona em 2013, Peter Vermes ficou impressionado com as qualidades do médio. Após a rescisão de contrato deste com os alemães do 1860 Munique, o conjunto da MLS não teve dúvidas e avançou para a contratação de Sánchez. A verdade é que a decisão não podia ter sido mais acertada.

 

Ilie Sánchez “pegou de estaca” na equipa do Sporting Kansas City (Foto: The Kansas City Star)

 

O que mais se destaca na forma de jogar de Ilie Sánchez é a tranquilidade que demonstra em todos os momentos da partida. Sendo um daqueles jogadores que sabe tratar a bola, o médio faz da qualidade de passe, tanto curto como longo, um dos seus maiores predicados. Apesar de ser um atleta extremamente discreto e que raramente está nos vídeos dos melhores momentos dos jogos, Ilie é o pêndulo dos Kansas City, a “cola”, tal como afirma Vermes, que permite manter a equipa unida.

Jogador de uma regularidade enorme- apenas falhou 90 minutos de todos os que havia para disputar desde que chegou à MLS-, o espanhol é um líder dentro de campo. Prova disso é o facto de ter chamado a si a responsabilidade de ser o marcador de grandes penalidades do Sporting Kansas City na presente temporada, somando já dois golos em 14 encontros.

Aos 27 anos, Ilie Sánchez está em “ponto rebuçado” para que uma boa equipa europeia assegure a sua contratação. Até lá, continuará a ser espalhada magia nos estádios da Major League Soccer.

 

Uma amizade que não conhece rivalidades

 

Com um passado com tanto em comum, não é propriamente estranho que Victor Vázquez e Ilie Sánchez sejam amigos. O jogador do Sporting Kansas City já afirmou que considera Vázquez um irmão mais velho e que este lhe pediu conselhos sobre a MLS na hora de assinar pelos Toronto FC.

Ilie Sánchez e Victor Vázquez partilham uma boa amizade desde os tempos do Barcelona (Fonte: Mundo Deportivo)

 

Como forma de conclusão, o Fair Play deixa uma questão ao leitor. Quão bom seria ver-se Ilie Sánchez e Victor Vázquez na mesma equipa na MLS?

 

Artigo escrito por Diogo Matos, fundador e administrador da página MLS Portugal.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter