Os Miúdos de Favre

Gonçalo MeloOutubro 6, 20186min0

Os Miúdos de Favre

Gonçalo MeloOutubro 6, 20186min0
O Borussia Dortmund é o atual líder da Bundesliga, e Lucian Favre é um homem feliz com a quantidade e qualidade dos muitos jovens que tem à disposição no plantel.

Longe vão os tempos dos miúdos de Ferguson, aquela fantástica equipa onde prontificavam Scholes, Giggs, os manos Neville ou David Beckham. Mais recentemente, falou-se dos chicos de Lopetegui, aquela forte geração espanhola com nomes como Bartra, Carvajal, Koke, Isco, Rodrigo ou Morata. Atualmente, talvez seja interessante falar dos miúdos de Lucian Favre, que estão a ser responsáveis pelo sólido início de época do atual líder da Bundesliga, o Dortmund.

Manuel Akanji

O jovem defesa-central internacional suíço tem sido um dos esteios da defesa do Borussia desde que chegou em janeiro deste ano, contribuindo com a sua velocidade, força e qualidade na saída de bola, onde se consegue destacar de forma assinalável.

Revela ainda um enorme à vontade nas várias fases do jogo, não se amedrontando nas fases de maior aperto, e revelando capacidade de levar a equipa para a frente quando necessário. Um central claramente de equipa grande, que será certamente apontado a voos mais altos se continuar a apresentar o nível e regularidade exibicional do último par de anos.

Resultado de imagem para manuel akanji
Akanji é um central rápido e forte tecnicamente (Foto: Fussball ZZ)

Abdou Diallo

Mais um defesa central que se tem mostrado a bom nível neste início de época, embora seja pontualmente utilizado a lateral esquerdo devido às fragilidades físicas de Schmelzer e Raphael Guerreiro. Tal como Akanji, o francês que chegou vindo do Mainz no último verão, destaca-se pela sua velocidade e capacidade na saída de bola, ele que tem muita qualidade no seu pé esquerdo.

Internacional sub21 gaulês, é mais um nome forte para o futuro do eixo da seleção campeã do mundo, juntamente com Aymeric Laporte, Clement Lenglet, Presnel Kimpembe, Issa Diop ou Dayot Upamecano.

Resultado de imagem para abdou diallo
Diallo pode atuar a central ou a lateral esquerdo (Foto: BvB Brasil)

Mahmoud Dahoud

O jovem médio internacional sub21 germânico de ascendencia síria não tem sido titular indiscutível no meio campo do Borussia, devido à presença dos reforços Axel Witsel e Thomas Delaney, mas ainda assim já soma quase 500 minutos distribuídos por 7 jogos. Um médio que se destaca pela qualidade técnica em ambos os pés, muita qualidade de passe e facilidade no drible curto, e um elemento muito ativo ao nível da pressão defensiva, que revela uma interessante disponibilidade física sempre que está em campo.

É, portanto, um box-to-box de qualidade que, aos 22 anos, ainda terá grande margem de progressão, podendo estar aqui um futuro elemento do meio campo da seleção alemã, ele que é muitas vezes comparado a Ilkay Gundogan, não sendo tão fustigado por lesões.

Resultado de imagem para mahmoud dahoud
Dahoud lida com a concorrência de Witsel e Delaney no meio campo do Borussia (Foto: BvB Buzz)

Jadon Sancho

O extremo inglês é o benjamim da lista, ele que com os seus 18 anos ainda podia atuar pela equipa de juniores. Mas o talento puro do jogador que fez a sua formação jovem no Manchester City fez que com Favre o utilizasse de forma regular neste início de época, onde em 6 partidas para a Bundesliga, o irreverente extremo já efetuou 5 passes para golo, tendo ele mesmo apontado 1 para a sua conta pessoal.

Velocidade, drible, vontade de arriscar e de partir para cima do defesa são as principais características do teenager inglês que vai trilhando o seu caminho na Alemanha, e que já deve estar a pôr Guardiola a pensar se a sua venda foi de facto a melhor opção. Sancho é já um nome apontado a uma possível convocatória para a seleção principal dos três leões, ele que tem 23 golos em 34 partidas disputadas pelas seleções jovens de Inglaterra.

Resultado de imagem para jadon sancho
Jadon Sancho, a brilhar em Dortmund com apenas 18 anos (Foto: DW)

Christian Pulisic

Um nome bem conhecido dos mais atentos adeptos de futebol, mas que só recentemente completou 20 anos. O internacional norte-americano, que é já a principal figura da sua seleção, destaca-se pela enorme velocidade que dá ao jogo da sua equipa, com constantes acelerações que partem as defesas contrárias.

Um elemento que consegue também ser bastante útil na ajuda defensiva ao lateral direito, devido ao seu compromisso e capacidade física. Esta época já foi utilizado em 6 partidas, tendo a concorrência de Sancho para a posição de extremo direito, tendo na época passada sido utilizado numas impressionantes 42 partidas, onde apontou 5 golos e fez 7 assistências.

Resultado de imagem para christian pulisic
Pulisic conseguiu, aos 19 anos, tornar-se a principal referência do futebol dos EUA (Foto: Sporting News)

Maximilian Phillip

O jogador mais velho desta lista, mas um dos nomes menos conhecidos pela generalidade dos adeptos. O ex-Friburgo sempre foi mais utilizado como extremo ou segundo avançado, mas com Favre tem sido a referência ofensiva. Embora ainda não tenha feito o gosto ao pé, tem contribuído com grandes exibições do ponto de vista das combinações com os colegas, ataque à profundidade e pressão nos defesas contrários, tendo sido titular em todos os jogos da Bundesliga até agora.

Com a falta de pontas de lança de qualidade elevada no futebol alemão, não seria de estranhar uma chamada à principal seleção alemã num futuro próximo. Na época passada, o avançado de 24 anos apontou 9 golos em 28 jogos (a maioria deles como extremo esquerdo).

Resultado de imagem para maximilian philipp
Philipp tem estado num bom momento, mas Alcácer começa a ameaçar o seu estatuto de titular

O Borussia de Lucian Favre é neste momento líder da Bundesliga, já com 4 pontos de avanço para o colosso Bayern, tendo neste momento 23 golos apontados em apenas 7 jornadas. E fora os jovens enunciados acima, ainda existem nomes como Dan-Axel Zagadou, Achraf Hakimi, Jeremy Toljan, Dzenis Burnic, Bruun Larsen, Alexander Isak ou os mais consagrados Julian Weigl e Paco Alcácer, todos com idade inferior a 25 anos, e a maioria abaixo dos 21. É portanto um futuro risonho e uma equipa prometedora, tendo o experiente suíço Favre a responsabilidade de levar toda esta juventude ao topo do futebol europeu.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter