Os 3 melhores reforços da Ledman LigaPro 2018/2019

Francisco IsaacMaio 18, 20194min0

Os 3 melhores reforços da Ledman LigaPro 2018/2019

Francisco IsaacMaio 18, 20194min0
A época já acabou, o Paços de Ferreira foi campeão e o Famalicão subiu também de divisão... e agora escolhemos os 3 melhores reforços desta época. Dois veteranos e um guardião, todos decisivos no final de contas!

A Ledman LigaPro já acabou e fomos em busca dos melhores reforços desta época! Escolhemos dois goleadores veteranos e um guardião que voltou a dar provas firmes que merece voltar a outros ares.

Quais é que seriam as tuas escolhas?

PIRES (FC PENAFIEL)

Jorge da Costa Pires poderia perfeitamente mudar o nome para “Genial Pires”, pela qualidade exibicional que mostrou e mostra na frente-de-ataque, apetrechado sempre de excelentes soluções e ideias num procurar em garantir a melhor sequência ofensiva das equipas por onde passa e toca com a seu faro para golo.

Depois de uma época na Liga NOS ao serviço do “seu” Portimonense (pelo qual disputou 205 jogos) em que foi autor de 7 golos, Pires optou por ser cedido ao FC Penafiel e acabou por ser decisivo em vários encontros, o que ajudou o clube a confirmar a manutenção, um dos objectivos primários do clube.

Foram 16 golos em 34 jogos, foram exibições seguras e completas em que espelhou quase sempre uma volatilidade e inteligência à cunha ofensiva dos penafidelenses de qualidade, para além do recorte técnico e capacidade em decidir nos momentos mais importantes e críticos da época.

Com os tais 16 golos conquistados, Pires atingiu a marca dos 110 golos na segunda liga e somou o prémio de bota de ouro desta divisão por uma terceira ocasião, oferecendo um contraste cada vez mais espectacular a uma excelente carreira que parece não caminhar para o fim, apesar de apresentar (aparentemente) 38 anos de idade.

Chegou de “graça” e emprestado só por um ano, mas foi o suficiente para voltar a deixar a marca de mais de uma dezena de tentos ao serviço do 6º clube na sua lendária carreira, afirmando-se totalmente como um dos strikers lendários das competições nacionais portuguesas!

FABRÍCIO SIMÕES (FC FAMALICÃO)

34 anos nas pernas mas que no final de contas de pouco ou nada se sentiu nas exibições do striker brasileiro dos famalicenses, fechando a temporada com 15 golos e 6 assistências só para os jogos a contar da segunda liga.

Um autêntico predador das pequenas áreas, o canarinho brilhou uma e outra vez ao serviço do emblema nortenho, com uma mão-cheia de grandes golo que fizeram os guardiões adversários temer, dotando o Famalicão de importantes vitórias como a que registaram em Paços de Ferreira por 2-1 (dois golos), num primeiro momento decisivo para a subida.

Dúvida para o facto se vai continuar ao serviço do clube que ajudou a subir de divisão, mas valerá a pena renovar com um avançado munido de grande experiência e virado para criar boas sinergias no ataque, emparelhando bem com um tipo de jogo em profundidade e de procura de velocidade dos alas, aparecendo sempre activo dentro da área para encontrar soluções… ou seja, golos! Rápido a decidir, difícil de compreender e entender por quem o segue por perto e mortal quando está com o fundo das redes do adversário na sua cabeça.

Chegou em Junho de 2018 proveniente do Chipre, depois de vários anos a actuar no campeonato português (Leiria, Estoril, Covilhã e Operário), e ajudou o FC Famalicão regressar à Liga NOS… a custo-zero e sem promessas de criar estrondo no campeonato.

RICARDO RIBEIRO (FC PAÇOS DE FERREIRA)

É a 4ª vez que mencionamos o nome de guardião português dos pacenses em artigos de destaque e acaba por ser algo normal perante o que fez mais uma vez ao serviço de um clube de futebol: defesas impossíveis, uma genialidade própria na hora de comunicar e liderar a defesa e uma segurança imensa que só é possível vislumbrar em guarda-redes das principais equipas nacionais.

Gigante em todas as medidas, propenso em garantir uma baliza inviolável, Ricardo Ribeiro é um autêntico atleta felino, com capacidade de se esticar e chegar às bolas mais complicadas possíveis. É daqueles jogadores que não engana e a decisão do Paços de Ferreira em recrutá-lo a custo-zero acabou por ser uma das chaves para o sucesso dos novos campeões nacionais da Ledman LigaPro.

Se ao serviço da Académica de Coimbra (jogou entre 2016 e 2018) manteve as redes impenetráveis em 34 ocasiões dos 80 jogos em que realizou, já ao serviço dos “castores” foi um dos responsáveis (senão o responsável-máximo na maioria das vezes) por manter a sua baliza livre de golos em 18 ocasiões nos 33 disputados (55%), um dado digno de registo e que no final de contas ajudou a “oferecer” mais um título de campeão a Vítor Oliveira.

Um guarda-redes que chegou sem custos e que no final representou só ganhos… talvez o melhor reforço da temporada de entre todos os emblemas da Ledman LigaPro?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter