Momento Mundial 2018: CR7 quebra com as Leis da Natureza… outra vez!

Francisco IsaacJunho 17, 20183min0

Momento Mundial 2018: CR7 quebra com as Leis da Natureza… outra vez!

Francisco IsaacJunho 17, 20183min0
Bend it like... CR7! O astro português produziu o melhor momento da primeira ronda do Mundial 2018 com um livre que pôs todos loucos! Foi para ti o melhor momento?

Os artigos Momento Mundial 2018 são peças curtas e rápidas, mas com alguma análise e apontamentos para os vermos de outra forma! Da 1ª ronda até à final desta prova vamos ter sempre momentos para mais tarde recordar!

CR7 TRATA DE CERTIFICAR COM NOTA “EXCELENTE” A BOLA DE 2018

Ora bem, bastaria colocar a imagem que pode ver no final do artigo e ficávamos com este Momento Mundial 2018 feito. Mas há muito mais para dizer sobre o livre de Cristiano Ronaldo que o leitor pode não ter lido ou ouvido desde que aquele hattrick aconteceu.

Factos engraçados: foi o primeiro hattrick de Cristiano Ronaldo que não deu uma vitória! Ou seja, nos últimos 50 jogos em que fez três golos, o Real Madrid ou Portugal ganharam sempre os seus jogos… 50 (cinquenta) jogos, 50 vitórias, 50 hattricks. Há explicação possível?

Se o primeiro golo foi de penalti (que o próprio CR7 tratou de arrancar!), o segundo golo foi uma fífia de De Gea que teve sobretudo a ver com a péssima abordagem do guardião de La Roja (Iker Casillas volta que estás perdoado dirão alguns) a um remate do português que ia com um efeito estranho (notem o spin na bola depois do remate) que ainda bateu no chão um micro segundo antes de chegar ao guardião espanhol.

Foi sempre Cristiano Ronaldo a querer levar a equipa para a frente, gritando ao minuto 70′ “Vamos, vamos lá”, com algum vernáculo menos passível de ser aqui mostrado.

No livre, que o próprio mais uma vez conquistou (sofreu 5 faltas durante todo o encontro), foi espectacular a forma como atirou em direcção às redes espanholas. Fala-se que foi um Tomahawk à antiga, mas se observarem com atenção, CR7 colocou mais jeito que o costume na bola, algo que muitos analistas pediam há anos para Ronaldo tentar.

Sim, foi um livre com uma potência de força anormal, em que a bola viaja a uma velocidade gritante, não há dúvidas. Mas notem o jeito com que ela vai, especialmente se virem o livre com a baliza de frente. Busquets tenta saltar mais alto para cortar, mas parece que a redonda foge de propósito à cabeça do médio da Espanha, para acabar dentro das redes de De Gea pela terceira vez nessa noite.

Outro apontamento interessante é ver o comportamento corporal de CR7: não houve pressa, até deu (em jeito de brincadeira) para o árbitro do encontro recuar e chocar contra o português, com Cristiano Ronaldo a não se importar por completo. Na primeira parte existiu outro livre de CR7 mais decaído para a quina da área, uns bons metros afastado que o português tentou, mas não teve a mesma abordagem.

Interessante tentar perceber o que estaria a passar pela cabeça do astro português no momento antes de bater o livre. Fica para a história o momento do empate final, daquele 3-3 que carimbou o jogo do Portugal-Espanha como um dos melhores, para já, do Mundial 2018.

Já é, a par de Púskas, o 2º melhor marcador de sempre a nível mundial, tornando-se o melhor à escala europeia. É o 5º hattrick de CR7 pela selecção, à frente de Pauleta, o 2º lugar na lista nacional com dois jogos em que marcou três golos (Kuwait e Polónia).

Imaginem se a Adidas tivesse criado uma bola de futebol para o Mundial sem o tal efeito anti-livres de CR7…


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter