21 Mai, 2018

O reencontro de Vardy com o Fleetwood Town

Romário IvoDezembro 30, 20174min0

O reencontro de Vardy com o Fleetwood Town

Romário IvoDezembro 30, 20174min0
Jamie Vardy e Fleetwood Town, uma relação frutífera que brevemente conhecerá um novo capítulo.

Ah, o futebol! Quando você imagina que já viu de tudo, ele vem e te surpreende. Se o Fleetwood tivesse aceitado a proposta de 750 mil libras do Blackpool de Ian Holloway em 2012. Talvez, não estaríamos contando essa ou a história do título do Leicester na Premier League. Agosto de 2011, o Fleetwood Town comprou os direitos de um jovem jogador que vinha fazendo uma excelente temporada no Halifax. Seu nome? Jamie Vardy.

(Foto: AFP)

Depois de assinar, Vardy fez sua estreia contra o York City pela quinta divisão inglesa. Em 36 jogos na temporada 2011-12, Vardy fez 31 gols e levou o Fleetwood à Football League, despertando o interesse de vários times da Football League. O Blackpool foi o clube que mais chegou perto de contratá-lo, mas o Fleetwood queria uma proposta de mais de 1 milhão de libras. Muitos clubes desistiram, por acharem que ele era muito caro para um jogador de non-league.

Em Maio de 2012, o Leicester City acertou a contratação do futuro campeão da Premier League. Vardy custou 1 mihão de libras, podendo chegar aos 1,7 milhões com premiações, se tornando assim a maior venda da história da non-league. Seu primeiro jogo com a camisa dos Foxes foi contra o Torquay United pela Copa da Liga, e ainda deixou um tento na vitória por 4-0.

(Foto: AFP)

A primeira temporada dele foi difícil, jogou pouco, apesar de marcar alguns gols importantes. Mas era pouco para os exigentes torcedores do Leicester que criticavam ele nas redes sociais. Vardy quase saiu do clube, mas Nigel Pearson e Craig Shakespeare convenceram-lo a ficar. Na temporada 2013/14, Vardy foi o artilheiro do time com 16 gols, e ajudou no acesso à Premier League. O resto da história todo mundo já sabe, mas o foco no texto é o encontro de Vardy com o seu ex-clube.

A temporada 2017/18 da Copa da Inglaterra começa em Agosto, mas o Fleetwood fez sua estreia em Dezembro contra o Chorley. Vitória suada por 2-1 fora de casa com gol aos 46 do segundo tempo. Na próxima fase, eles receberam o Hereford da oitava divisão inglesa e quase foram eliminados. Devante Cole (sim, filho da lenda Andy Cole) marcou o gol no empate em 1-1 com os Bulls.

No replay, o Edgar Street estava lotado e pronto para festa da classificação do Hereford, o phoenix club. Na cabeça da maioria dos torcedores, vinha a lembrança da vitória contra o Newcastle em 1972, com um chutaço de Ronnie Radford. Aquela foi uma das maiores zebras da história da Copa da Inglaterra. Mas, nada disso aconteceu. Os Bulls foram dominado pelo Fleetwood que venceu por 2-0 com dois gols do zagueiro Cian Bolger.

Vardy em ação pelo Fleetwood. (Foto: BPI)

E o destino fez com que Vardy e Fleetwood se reencontrassem novamente, clube e jogador que lutaram muito para alcançarem objetivos quase impossíveis. Cada um seguindo o seu caminho e surpreendendo a todos. Vardy, saindo do pequeno Stockbridge Park Steels, depois Halifax, Fleetwood, chegando no Leicester e sendo campeão da Premier League, além de fazer parte da seleção inglesa.

Já o Fleetwood Town, fundado em 1908 como Fleetwood FC, depois virou Fleetwood Wanderers e enfim, em 1997, se tornou o Fleetwood Town, começando da décima divisão inglesa até chegar à Football League e se tornando um clube profissional em 2012, conquistando o acesso à League One em 2014.

Jogadores do Fleetwood Town FC comemoram gol na FA Cup. (Foto: AFP)

Dia 6 de Janeiro de 2018 será um dia especial para torcedores e um jogador em especial. O reencontro de Jamie Vardy e Fleetwood Town FC.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter