Veteranos que surpreenderam na Liga NOS 2020/21

José Nuno QueirósMaio 4, 20214min0

Veteranos que surpreenderam na Liga NOS 2020/21

José Nuno QueirósMaio 4, 20214min0
A classe não tem idade! Uma frase que assenta que nem uma luva aos jogadores que destacamos neste artigo, sobre os melhores veteranos da liga.

Num ano em que a juventude está a ser o foco de todas as discussões, seja pelos jovens leões ou pelas promessas que vão emergindo no plantel de Sério Conceição, é importante não esquecer a importância dos veteranos na qualidade dos mais diversos plantéis.

Numa época em que contámos com Gaitan e Quaresma de regresso ao futebol português, quem foram os jogadores acima de 32 anos que mais se destacaram

Pepe (FC Porto)

O internacional português Pepe já não surpreende ninguém pela sua enorme qualidade, que lhe permite continuar a ser um central de classe mundial e um exemplo para quem quiser aprender a defender.

Com uma inteligência posicional de topo e um timing de desarme a roçar a perfeição, Pepe parece fazer tudo bem e mesmo com 38 anos continua a ser para muitos o melhor defesa central do campeonato português e já tina estado no nosso onze ideal para trintões.

Já leva 2 golos esta época em 23 partidas das 30 que o seu clube disputou, números que deixam muitos jovens atletas com inveja, e também quase todos os veteranos.

Veterano Pepe
Desde que chegou que Pepe prova que a idade não passa por ele. (Fonte: FC Porto)

Luiz Carlos (Paços de Ferreira)

Que o Paços é a grande sensação da temporada ao ser o 5º classificado da Liga NOS ao cabo de 30 jornadas não é surpresa para ninguém, mas há um nome que acompanhou o Paços em todos os jogos da sua campanha.

Falo claro do médio Luiz Carlos que é totalista no que ao número de partidas diz respeito! 30 jogos e 2 golos para um médio que se destaca mais pela sua capacidade a defender do que a atacar.

O Homem escolhido por Pepa para destruir, pressionar e condicionar o jogo adversário é o experiente jogador Brasileiro de 36 anos, um dos melhores veteranos da Liga NOS.

Naquela que é a sua segunda passagem pelo Paços, o médio esta clarmente a fazer a sua melhor época desde que regressou à capital do móvel e quem sabe, ainda poderá ser bastante útil numa possível campanha europeia do clube!

Veterano Luiz Carlos
O jogador totalista na Liga NOS aos 35 anos. (Fonte: Record)

Rúben Fernandes (Gil Vicente)

O capitão dos galos continua a ser uma peça fundamental na sua segunda época em Barcelos.

Apesar da concorrência de Nogueira e Rodrigo, o português manteve-se como principal aposta para o lado esquerdo do centro da defesa gilista.

O Veterano capitão comanda toda a equipa do Gil Vicente na luta pela manutenção, e apesar de não ser uma época tão exuberante como a anterior, Rúben continua a somar exibições convicentes e a mostrar que ainda tinha muito para dar ao futebol português depois da saída do Portimonense.

Já leva 28 jogos e 1 golo apesar dos seus 34 anos.

Veteranos Rúben
O capitão e líder dos galos. (Fonte: Noticias ao Minuto)

 Nicolas Otamendi (SL Benfica)

A época nem começou da melhor maneira para o veterano central argentino, que foi o mais caro da sua idade, mas a partir do momento em que ganhou confiança os erros foram desaparecendo ao ponto de Otamendi ter sido a principal figura da equipa na parte mais negativa da temporada.

O central tem mantido a sua veia mais agressiva de jogar como o técnico já referenciou, mas tornou-se no comande da defesa do Benfica, deixando defenitivamente de lado toda a polémica que envolveu a sua contratação.

A sua influência foi de tal forma imediata no balneário que o central rapidamente integrou o lote de capitães, uma decisão que não agradou os adeptos, mas que reflete a personalidade e o caráter do central de 33 anos.

Com presença em 23 jogos e já com 1 golo marcado, Otamendi parece ter cada vez mais cativo o seu lugar na luz, e no lote de melhores veteranos.

Veteranos Otamendi
O patinho feio que vai convencendo o público da Luz. (Fonte: Transfermarkt)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter