Onde é que anda o flop: Bebé, a eterna promessa

Rui MesquitaMarço 25, 20185min0

Onde é que anda o flop: Bebé, a eterna promessa

Rui MesquitaMarço 25, 20185min0
Uma das maiores promessas da sua geração, a passagem de Tiago Manuel Dias Correia pelo Benfica foi um flop. Descubra onde anda o extremo português!

Quem se esquece de um extremo forte e possante que, em 2014, rumou, de forma breve, ao Benfica? Bebé prometeu muito (chegando mesmo ao Manchester United) mas acabou por desiludir ainda mais. Exploramos o que falhou na passagem pela Luz e descobrimos por onde anda este flop encarnado.

A promessa que chegou à Luz

Bebé fez a sua formação no Loures, mas foi pelo Estrela da Amadora que se estreou como sénior. Depois de 27 jogos e 4 golos marcados Bebé foi contratado pelo Vitória SC por 50 mil€. Um mês depois o Manchester United pagou 8M€ pelos serviços do português. Um negócio milionário para os vitorianos que nunca chegaram a usufruir dos serviços do extremo.

A passagem por Manchester prometia muito, Bebé chegou a Inglaterra com 20 anos, a um dos melhores clubes do mundo. Havia quem visse nele um “novo Ronaldo” mas nessa primeira época Tiago fez 11 jogos e 5 golos pela equipa B e 7 jogos e 2 golos pela principal. Bebé não rendeu tanto como o desejado e, por isso, foi emprestado por 3 anos seguidos. Primeiro ao Besiktas, depois ao Rio Ave e ainda ao Paços de Ferreira.

Foi na passagem pela Capital do Móvel que Bebé mais deu nas vistas. 39 jogos e 13 golos marcados na melhor época da sua carreira. Com esta época muito regular, Bebé despertou o interesse do Benfica e de Jorge Jesus. O negócio envolveu 3M€ e parecia a altura ideal para o extremo se afirmar. Então, o que falhou?

O seu talento chamou a atenção do United mas Bebé desiludiu em Manchester (Foto: Goal.com)

O flop e a saída da Luz

O Benfica seria, à partida, o clube ideal para a carreira de Bebé. Jorge Jesus gosta(va) de jogadores fortes, possantes e com raça. O português parecia encaixar no plantel como uma luva mas apenas fez 6 jogos pelos encarnados.

Apesar das caraterísticas interessantes de Bebé e da sua excelente forma na época transata, as oportunidades não foram abundantes. Com a concorrência de jogadores como Gaitán, Salvio e Ola John para as alas, 6 jogos foram o máximo que Bebé conseguiu na Luz. Nessas 6 partidas (4 deles como suplente utilizado), Tiago nunca mostrou ser uma opção válida no ataque encarnado.

Bebé sofreu do que sofrem bons jogadores no campeonato português. O seu futebol no Paços dependia muito do contra-ataque e da sua explosão com e sem bola. Com o futebol mais apoiado de um clube grande, as suas caraterísticas não são devidamente aproveitadas.

E assim Bebé saiu do Benfica. A falta de oportunidades e o mau uso das que teve ditaram o falhanço de um potencial craque. Tudo parecia dar certo para o extremo mas, menos de 6 meses depois, Bebé rumou a Espanha para jogar pelo Córdoba, por empréstimo do Benfica.

A passagem pela Luz foi curta (Foto: SAPO Desporto)

Espanha, a nova casa de Bebé

Até ao final da temporada Bebé fez ainda 18 jogos na La Liga, não marcando qualquer golo. O Córdoba acabou no último lugar, descendo à Segunda Divisão. Com isso chegou o fim do empréstimo mas, na época seguinte, um novo empréstimo para Bebé. Desta vez para o Rayo Vallecano.

Tiago afirmou-se como titular e um jogador importante do plantel. Fez 37 jogos e 3 golos mas a sua boa contribuição não evitou mais uma descida. O Rayo ficou a 1 ponto da manutenção, mas Bebé deu nas vistas.

O Benfica resolveu, então, vender o jogador. Chegou-se à frente o Eibar, que pagou 1,5M€ pelos serviços do atleta. Na época de estreia pelo Eibar, Bebé fez 26 jogos (12 deles a partir do banco) e marcou 5 golos. O Eibar conseguiu um seguro 10º lugar e Bebé estabilizava a sua carreira.

Já em 2017/2018, depois de 11 jogos pelo Eibar, Bebé voltou a ser emprestado (em Janeiro), novamente ao Rayo Vallecano. Pela primeira vez na Segunda Divisão, Bebé espera contribuir para a subida do Rayo, atualmente na liderança do campeonato. O empréstimo acaba no final da época e Bebé voltará ao Eibar, veremos que desafio se segue para Tiago.

Depois de dois empréstimos, o Eibar decidiu apostar em Bebé (Foto: The18)

Poucos jogos mas muitos títulos

As passagens de Bebé pelo Manchester United e pelo Benfica foram breves e com oportunidades parcas. Mas, ainda assim, foram passagens ricas em títulos. Em Inglaterra Bebé venceu a Premier League sub-23 e a Premier League pelo United. Pelo Benfica, com os 6 jogos, Bebé arrecadou uma Supertaça e um campeonato.

As passagens por Espanha não renderam mais títulos (algo que pode mudar agora com a Segunda Divisão) mas é onde Bebé tem sido mais feliz. Encontrou clubes onde foi importante e pode impor o seu futebol.

Apesar da carreira interessante, com passagens por bons clubes e boas temporadas (como ao serviço do Paços de Ferreira), Bebé nunca explodiu como prometeu. O extremo que, aos 20 anos, saiu para Manchester atrás de um sonho, não chegou ao topo. A passagem pelo Benfica foi um flop para ambas as partes. Aos 27 anos, veremos o que mais espera Bebé na sua carreira.

A sua melhor época foi, sem dúvida, em Paços de Ferreira (Foto: Portugal Futbol)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter