Pelé: O novo motor no principado

José Nuno QueirósJulho 9, 20183min0

Pelé: O novo motor no principado

José Nuno QueirósJulho 9, 20183min0
Os VIlacondenses encaixaram 10 milhões com Pelé e os monegascos arranjaram um substituto para Fabinho. Mas quais são de facto as principais qualidades do português

Depois da saída de Fabinho para o Liverpool, o Monaco e Leonardo Jardim não perderam tempo para arranjar um substituto para o brasileiro e a escolha foi para Pelé, jogador do Rio Ave e sobre o qual o Benfica detinha uma percentagem.

Depois da grande época no Rio Ave, Pelé deixou os vilacondenses (Fonte: Goal.com)

Depois da grande época de Pelé ao serviço do Rio Ave onde atuou em 31 jogos na Liga NOS onde marcou 7 golos, devido ao facto de se ter revelado um especialista da marca dos 11 metros, já se esperava uma saída para um clube de dimensão superior, mas este salto para o Monaco apanhou de surpresa toda a gente que está agora à espera para ver se o médio vai conseguir um lugar nos comandados por Leonardo Jardim e justificar os 10 milhões que os monegascos investiram nele.

Já toda a gente previa que o médio ia sair do Rio Ave e o Benfica até poderia ser um destino interessante fruto da partilha do passe entre ambos os clubes, mas o passo foi para o estrangeiro e bastante surpreendente.

O jogador português é um médio defensivo moderno que é capaz de funcionar como um destruidor de jogo, impedindo os ataques adversários, no entanto também tem uma grande capacidade de ser o primeiro construtor de jogo da sua equipa, apresentando uma qualidade de passe de bom nível, quer a curta distância, quer no passe longo, sendo também um jogador que progride bastante no terreno com bola e aparece nas zonas mais avançadas do terreno, muito à semelhança de Fabinho, sendo que Pelé não faz jus ao seu nome, uma vez que não é um finalizador capaz do mesmo número de golos de Fabinho.

Tal como o brasileiro, Pelé também se revelou uma mais valia na marca das grandes penalidades, onde a sua frieza e a sua taxa de concretização despertaram todos aqueles que acompanharam a Liga Nos na última época.

Um dos maiores problemas do novo médio do Monaco é a sua agressividade que o leva muitas vezes a ser admoestado com o cartão amarelo, condicionando o próprio jogador durante o resto da partida, mas também a sua equipa, uma vez que pode alcançar 2 ou 3 suspensões ao longo da época somente devido à sua disciplina. Apesar de tudo, esta agressividade pode ser um trunfo muito maior uma vez que o Monaco é uma equipa que passa grande parte do tempo em transição ofensiva e um jogador como Pelé é essencial para uma rápida recuperação de bola, principalmente em zonas mais adiantadas do terreno.

Conseguirá Pelé justiifcar os 10 milhões de euros que custou? (Fonte: Record)

Com as dúvidas sobre a entrada de mais um médio defensivo na equipa do principado, Pelé parece mesmo que vai ser a solução definitiva para Leonardo Jardim substituir Fabinho, com a particularidade de que ambos vieram para os monegascos provenientes do Rio Ave.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter