La Liga Scouting #34 – Enes Ünal (Getafe CF)

Bruno DiasJaneiro 15, 20225min0

La Liga Scouting #34 – Enes Ünal (Getafe CF)

Bruno DiasJaneiro 15, 20225min0
34ª edição do "La Liga Scouting", com o destaque desta semana a ir para o "goleador" do Getafe na presente época.

Da Turquia, mas já bem familiarizado com o futebol espanhol, chega-nos o próximo destaque desta rúbrica.

A cumprir a sua quinta temporada em Espanha, e com 24 anos, Enes Ünal poderá não ser o jogador que em tempos precoces da sua carreira se vaticinou que seria, mas o turco promete ainda ir mais do que a tempo de se tornar numa figura relevante nos principais campeonatos europeus.

Reconhecido desde muito cedo como uma das mais entusiasmantes promessas do seu país em vários anos, o avançado nascido na cidade de Bursa estreou-se em 2013 pelo clube da sua cidade – o Bursaspor – e rapidamente captou a atenção dos adeptos, ao marcar o seu primeiro golo profissional frente ao Galatasaray com apenas 16 anos e 107 dias, tornando-se o jogador mais jovem da história a marcar no campeonato turco.

O seu talento e enorme margem de progressão não passaram despercebidos aos principais clubes europeus, e em 2015 o Manchester City adquiriu-o por cerca de 2M€, com vista a agarrar no imediato uma jovem promessa para o seu ataque a longo prazo. O plano inicial passou por um empréstimo ao Genk, da Bélgica, mas a experiência de Ünal na liga belga não correu da melhor forma, tendo durado apenas 6 meses.

De regresso a Inglaterra, e a meio da temporada, a sua carreira profissional conheceu então um momento-chave para a sua afirmação plena: Ünal rumou à Holanda, para representar o NAC Breda, da divisão, e a sua veia goleadora começou a despontar. 9 golos em 11 jogos seriam o prenúncio perfeito para o que o avançado faria em 2016/17, já ao serviço do Twente e na Eredivisie: 18 golos em 32 jogos, o melhor marcador do campeonato holandês.

Este rendimento potenciou a cobiça de vários clubes, e foi o Villarreal a adquirir o turco, em 2017, por 14M€. Foi a partir daí que começou a sua aventura espanhola, com passagens também por Levante e Valladolid.

Chegou, assim, ao Getafe na temporada passada, apresentando já um caminho regular e traçado no futebol espanhol: nas quatro épocas que já completou em Espanha, o avançado marcou 22 golos na “La Liga”. Em 2021/22, conta já com 6 golos em 20 jogos e a sensação clara de que irá bater os seus melhores registos no campeonato.

Com este percurso consistente e de melhoria progressiva, Ünal entra agora em anos decisivos para a definição do nível máximo que a sua carreira poderá atingir.

(Foto: marca.com)

 

Como joga… Ünal

Ünal é um 9, um homem de área. No entanto, esta é uma descrição que tem assumido contornos demasiado simplistas em tempos recentes, por conta do desenvolvimento do avançado turco.

Ao contrário do que ocorria no início da sua carreira, quando sobressaía e prometia bastante pelo seu nível técnico e pelos pormenores criativos na área adversária e no último terço do terreno, Ünal assume agora um perfil de um jogador mais versátil, capaz de desempenhar diversos papéis no ataque e de actuar como referência única entre os centrais ou em parelha com um outro companheiro (preferencialmente mais móvel).

A sagacidade na finalização continua lá, e o turco sempre demonstrou também inteligência na sua movimentação sem bola, arrastando marcações e permitindo a entrada dos médios e extremos em movimentos de ruptura por entre a defensiva adversária. Mas Ünal junta agora a essas qualidades a capacidade de partir também de zonas exteriores, caindo frequentemente nos corredores laterais, fugindo à marcação directa dos centrais e aumentando o leque de possibilidades ofensivas à disposição de Quique Flores, seu treinador no Getafe.

Tecnicamente acima da média, a sua carreira conta já com vários golos de belo efeito e de complexa execução. Apesar da sua estampa física (1,87m), é no entanto um jogador capaz de também transportar a bola no drible e até de criar oportunidades de golo para si próprio, que depois se transformam naturalmente em lances de perigo pela potência que apresenta no remate.

Fisicamente possante, guarda bem a bola, funciona consistentemente como referência para o apoio frontal, ganha duelos aéreos e está também cada vez mais activo e trabalhador no capítulo defensivo, aspecto que de resto também reflecte o seu crescente dinamismo dentro das quatro linhas.

O seu registo estatístico tem evoluído progressivamente e, a entrar ainda nos previsíveis melhores anos da sua carreira, é provável que uma temporada de “explosão” nos números em Espanha esteja na calha, assim o contexto desportivo o facilite e providencie. Tendo em conta todas as variáveis, o avançado turco pode muito bem ser um dos próximos jogadores a “subir a escada” qualitativa do futebol espanhol, tendo valor mais do que suficiente para encaixar num plantel com ambições superiores nas provas nacionais.

Em clara trajectória ascendente, Enes Ünal demonstra continuar um percurso sólido e constante de evolução no seu futebol. Com a sua qualidade e com um perfil cada vez mais completo, é de acreditar que não vá ficar por aqui, e que o seu nome ganhe uma importância cada vez maior na “La Liga” ao longo dos próximos anos.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter