La Liga Scouting #17 – Samuel Chukwueze (Villarreal CF)

Bruno DiasJulho 30, 20204min0

La Liga Scouting #17 – Samuel Chukwueze (Villarreal CF)

Bruno DiasJulho 30, 20204min0
17ª edição do "La Liga Scouting". E acreditem: o "alvo" desta semana é um jogador electrizante e que, por si só, faz valer o preço do bilhete.

O jogador desta edição em questão do “La Liga Scouting” poderia perfeitamente figurar numa lista de maiores talentos da “La Liga“. Samuel Chukwueze tem apenas 21 anos, mas uma enorme qualidade e um potencial massivo, no plano ofensivo.

Chegado ao Villarreal em 2017, proveniente de uma academia de futebol da Nigéria – país de onde é originário – Chukwueze cedo demonstrou pormenores muito interessantes. A sua primeira temporada em Espanha foi de adaptação, actuando pela equipa B do “Submarino amarillo“, mas em 2018/19, lançado na equipa principal por Javier Calleja, explodiu definitivamente e assumiu um papel preponderante na equipa, com 8 golos em 38 jogos.

Altamente valorizado e observado por clubes de toda a Europa, pelo seu conjunto de características incomuns, o nigeriano tem todas as condições para ser figura de proa da liga e do futebol europeu nos próximos anos. Mas para tal, ainda há arestas a limar.

 

Como joga… Samu

Electrizante. Tal como já foi dito acima, este é provavelmente o termo que melhor descreve Chukwueze. A partir do momento em que o nigeriano recebe e cola a bola ao seu pé esquerdo, o que se segue são, normalmente, momentos entusiasmantes para qualquer adepto.

(Foto: marca.com)

A facilidade em ultrapassar adversários deriva de uma combinação rara de explosividade, agilidade e uma velocidade de execução bem acima da média, que faz com que Samu se veja regularmente a quebrar linhas através do transporte de bola, depois de um primeiro desequilíbrio criado através do drible. Partindo do corredor direito para a zona central, gosta de receber a bola junto à linha, com espaço, para depois poder partir na jogada individual. Frequentemente, assume o 1×1, levando a melhor na grande maioria dos casos. Para além disso, é também comum vê-lo arriscar no 1×2 ou até 1×3, acção criada também pelo facto dos adversários tentarem encontrar estratégias para protegerem os seus companheiros das potencialidades do nigeriano na acção individual.

Por ter também um nível técnico elevado, ocasionalmente é possível ver Chukwueze variar as suas acções, descobrindo colegas com passes precisos para golo ou visando a baliza através de uma meia distância bastante válida para este patamar. É muito por aqui que o nigeriano poderá crescer enquanto jogador, melhorando progressivamente nestas áreas do seu jogo ofensivo e aprendendo a identificar os momentos certos para utilizar o seu vasto manancial de recursos com bola.

E se no plano atlético é claramente um jogador acima da média, também no plano defensivo tem uma dinâmica importante no futebol moderno, não se coibindo de fechar o seu flanco e de recuar até zonas bem próximas da sua própria área para ajudar a equipa a recuperar a posse de bola e a defender a sua baliza.

Os seus números baixaram ligeiramente esta temporada e essa é uma questão que deverá estar na mente do jogador, pois a falta de resultados objectivos no último terço pode muito bem ser aquilo que o separa entre ser uma promessa e um talento seguro no futebol espanhol e europeu. Para tal, muito poderá contribuir uma melhoria na tomada de decisão, que por sua vez deverá conduzir a uma maior objectividade nas suas acções. Pelas qualidades que possui na finta, em muitos casos Samu dá por si a perder-se em dribles que o afastam da baliza adversária e/ou que o colocam em má posição para finalizar ou assistir os seus colegas, e esses são lances que poderão ser transformados de forma muito produtiva para o jogador e para a equipa.

Com a chegada de Unai Emery ao clube e à partida para a sua terceira temporada na “La Liga”, é de esperar que Samuel Chukwueze assuma declaradamente um peso substancial na produção da equipa. O talento é inegável, e as suas prestações na temporada que em breve se avizinha poderão ser o catalisador para eventuais voos mais altos do nigeriano.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter