La Liga Scouting #12 – Francisco Trincão (FC Barcelona)

Bruno DiasAbril 16, 20204min0

La Liga Scouting #12 – Francisco Trincão (FC Barcelona)

Bruno DiasAbril 16, 20204min0
12ª edição do "La Liga Scouting", esta diferente de todas as anteriores. Porque é a primeira edição desde a paragem total do futebol espanhol e mundial e porque, pela primeira vez, falaremos de um jogador que ainda não se estreou na "La Liga".

O mundo continua em suspenso, devido à pandemia COVID-19, e o futebol não é excepção. Há mais de um mês que não temos o prazo de ver 22 jogadores a fazerem aquilo que melhor sabem fazer num relvado. Assim, todos os momentos são bons para ficarmos a conhecer melhor os talentos do futuro, que poderão ser os protagonistas de grandes duelos e clássicos da “La Liga“, no longo prazo.

É o caso de Francisco Trincão. Altamente considerado como um dos melhores jogadores portugueses da sua geração, o menino nascido em Viana do Castelo ganhou o seu espaço no SC Braga esta temporada e rapidamente se impôs como um talento de enorme valor. No entanto, ninguém anteveria que, com apenas poucas semanas de uma relativa titularidade em Braga, o FC Barcelona avançasse para a sua contratação e investisse 31M€ para garantir os serviços do jovem de 20 anos.

Uma verba recorde de venda para o SC Braga, e uma transferência chocante para um dos melhores clubes do planeta, onde competirá quase directamente com um tal de Lionel Messi pelo seu espaço na equipa. Face à quantidade de talento presente nos quadros dos “blaugrana“, porém, é também possível que Trincão seja emprestado na próxima temporada, de modo a manter um número elevado de minutos de jogo, algo fulcral para o seu desenvolvimento nesta fase da sua carreira. Aqui, os rumores apontam a “La Liga” ou a permanência em Braga por mais uma época como os cenários mais realistas. Porém, e dado o contexto actual, que certamente abalará a capacidade de investimento de qualquer clube, não é também de descartar a possibilidade de Trincão ficar já no plantel principal, como mais uma arma ofensiva à disposição de Quique Setién.

(Foto: maisfutebol.iol.pt)

Como joga Trincão

Partindo sempre da direita para o corredor central, Trincão é o protótipo do extremo moderno. Um jogador que, embora posicionando-se inicialmente num dos corredores laterais, consegue ter uma participação activa na criação de oportunidades de golo em todas as zonas próximas da baliza adversária. Não só através do seu drible ou até da sua capacidade de surgir nas “zonas de golo”, mas também através da sua boa visão de jogo e capacidade técnica e cognitiva para conseguir decidir com qualidade e executar acções que, muitas vezes, são de elevada dificuldade técnica.

Fisicamente imponente para a posição (1,83m), arranca com a bola colada ao seu pé esquerdo e procura regularmente o 1×1 contra o defesa adversário. De recursos técnicos variados, tem facilidade em ultrapassar o adversário directo e criar lances de perigo, mesmo não tendo talvez a capacidade explosiva de outros extremos mais velozes. É um “falso lento” na forma como se passeia no relvado, jogando muito com as fintas de corpo para a criação do desequilíbrio.

O seu estilo assemelha-se em muito ao de Riyad Mahrez, o criativo e desequilibrador argelino do Manchester City. E, tal como Mahrez, também Trincão tem na capacidade de visar a baliza um forte trunfo para se impor ao mais alto nível. A sua meia distância é claramente acima da média, e já proporcionou belos golos e momentos de futebol a qualquer adepto. Para além disso, a naturalidade com que surge em zonas de finalização fazem dele um extremo “com golo”, sendo que tem até margem de progressão para se assumir como uma séria ameaça neste capítulo.

Pergaminhos que fazem de Trincão um talento muito apetecível para o futebol moderno. Um extremo que é, no fundo, um avançado muito completo, e que pode participar com qualidade em todos os momentos do jogo. Inclusive os momentos defensivos, onde o português já demonstrou também ser bastante capaz, tendo sido ocasionalmente utilizado como ala no sistema de 3 centrais com que o Braga se foi apresentando na temporada ainda vigente. Algo que também poderá agradar à flexibilidade táctica de que Setién tanto gosta, nas suas equipas.

Assim, mais cedo ou mais tarde, é de esperar que possamos ter em Francisco Trincão mais um “craque” português a espalhar magia nos relvados da “La Liga”.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter