La Liga Scouting #11 – Alexander Isak (Real Sociedad)

Bruno DiasFevereiro 29, 20205min0

La Liga Scouting #11 – Alexander Isak (Real Sociedad)

Bruno DiasFevereiro 29, 20205min0
O atleta da 11ª edição do "La Liga Scouting" não será, certamente, tão desconhecido como os de outras edições. Ainda assim, todas as oportunidades são boas para conhecermos melhor os grandes talentos deste campeonato. Eis... Alexander Isak.

Conta apenas com 20 anos de idade, mas são já vários os aspectos dignos de registo na carreira de Alexander Isak. A próxima “estrela” do futebol sueco, herdeiro de Zlatan Ibrahimovic, estreou-se com 16 anos no AIK – clube dos subúrbios de Estocolmo – e fez de imediato aquilo que melhor sabe fazer na sua estreia: golo. O impacto foi imediato e a sua visibilidade cresceu de forma imparável. Isak terminou a temporada com 11 golos em 26 jogos – com idade de juvenil (!!) -, assumindo-se como peça fundamental no sucesso do clube, e teve ainda uma estreia de sonho na selecção A da Suécia, com um golo que o tornou no mais jovem sueco a marcar pela selecção principal.

Tal impacto, obviamente, saltou à vista dos principais emblemas europeus (como o Bayern, a Juventus ou o Real Madrid), que rapidamente tentaram assegurar os serviços de um avançado incrivelmente talentoso e promissor. Quem o conseguiu foi o Borussia Dortmund, que em Janeiro de 2017 pagou mais de 8M€ ao AIK para levar Isak para a Alemanha.

Porém, tapado por Aubameyang e por outros jogadores com maior estatuto no plantel, acaba por nunca ter uma verdadeira oportunidade para brilhar. Alterna algumas actuações na equipa secundária com o banco e a bancada da equipa principal… até que chegamos a 2019.

Aí, voltamos a ter uma boa amostra de toda a sua qualidade. Em Janeiro, o Dortmund empresta o sueco ao Willem II, da Holanda. Isak entra a todo o gás na equipa e na Eredivisie, e aponta 13 golos e 7 assistências em 16 jogos até final da temporada, registo que ainda o levou a ser o melhor marcador da equipa no campeonato, mesmo só tendo chegado a meio da época.

Este registo levou a que o clube alemão demonstrasse interesse no seu regresso, para o integrar no plantel. No entanto, e após a primeira experiência fracassada, Isak não partilhava dessa visão. Foi assim que surgiu a Real Sociedad. O clube de San Sebastián pagou 6,5M€ pelos serviços do avançado sueco a título definitivo, naquilo que se pode considerar uma verdadeira “pechincha”, no mercado actual. E na sua primeira temporada na “La Liga“, Isak tem correspondido.

(Foto: goal.com)

O que o distingue?

O que afirmarei de seguida pode ser arriscado, imprudente e sem dúvida arrojado… mas Isak é um fenómeno. Um tipo de avançado que não se encontra com facilidade e que não surge todos os anos na alta-roda do futebol.

O sueco tem tudo. O seu rol de qualidades e recursos técnicos e atléticos é bastante extenso e completo, o que permite visualizar o jogador como tendo possibilidades de garantir um rendimento minimamente consistente em qualquer estilo de jogo. É o protótipo do avançado total, capaz de tudo aquilo que o jogo lhe exigir.

Alto (1,90m) e esguio, Isak destaca-se pela sagacidade como ataca a baliza adversária. Seja pelo ar ou quando solicitado na profundidade, o sueco oferece perigo constante no último terço. A sua fisionomia é bem indicativa da velocidade que possui (e que impressiona, para um jogador da sua estatura), algo que lhe facilita muito a vida na altura de fugir à marcação na área adversária ou de atacar o espaço nas costas da linha defensiva.

Muito móvel, evita o choque e prefere receber com espaço para embalar, uma vez que também possui qualidade no drible e no transporte de bola. É de esperar que uma melhoria na capacidade de suportar o choque o faça evoluir ainda mais o seu jogo, bem como uma maior capacidade de interpretar o jogo nas fases de construção e criação, que lhe permitam envolver-se ainda mais nas mesmas com qualidade.

Os recursos na finalização são variados e até criativos, em algumas situações. Destro, possui no entanto grande facilidade e eficácia no remate com ambos os pés, aspecto que contribui substancialmente para que o seu registo goleador nos últimos 12 meses seja muito interessante.

As comparações com Ibrahimovic não derivam apenas do seu rendimento precoce e da qualidade que já apresenta com apenas 20 anos. É no toque de bola e na finalização que Isak mais se aproxima da “lenda” do futebol sueco, demonstrando ocasionais pormenores “de magia” que lhe permitem sair de espaços curtos ou finalizar de ângulos apertados. Esta temporada, leva já 14 golos em 31 jogos pela Real, e tem “destronado” Willian José da titularidade na frente de ataque, avançado brasileiro com elevados créditos no seio do clube e no futebol espanhol.

(Foto: mundodeportivo.com)

O seu potencial é estratosférico, e o facto de ser já uma peça de relevo numa das boas equipas desta “La Liga” é um indicador muito positivo para o seu futuro. Se nada de anormal acontecer, Isak seguirá o seu percurso natural, que o levará certamente aos maiores emblemas do mundo e ao topo do futebol na sua posição. Talento, ele tem de sobra.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter