Análise à época 2018 no Campeonato Brasileiro

Rafael RibeiroDezembro 9, 20186min0

Análise à época 2018 no Campeonato Brasileiro

Rafael RibeiroDezembro 9, 20186min0
Que o Palmeiras já foi campeão brasileiro, sabemos. Porém que outras novidades o Brasileirão 2018 registrou nesta época? Quais equipas conquistaram seus objetivos e quais deixaram a desejar?

É tempo de detalhar os acontecimentos desta época no Brasileirão. Que o Palmeiras de Scolari foi campeão, já sabemos, porém que outras marcas esta edição do torneio deixou? O Fair Play conta quais equipas conseguiram vagas aos torneios continentais, aquelas que estarão na Série B em 2019, além de outros pontos de igual importância.

Campeão pela décima vez, o Palmeiras se destacou por um returno impecável, e a remontagem da equipa conduzida por Felipão após a queda do então treinador Roger Machado deu o equilíbrio necessário ao alviverde para emplacar uma série de 23 jornadas sem derrota, recorde no país, além de uma sequência de 9 vitórias seguidas, para tirar uma diferença de 8 pontos para o Flamengo, 6 para o São Paulo, e levar o título para casa.

Libertadores da América

A briga pelas vagas na Libertadores também foi intenso até a última jornada. Eis a lista das equipas classificadas:

Palmeiras (1º)
Flamengo (2º)
Internacional (3º)
Grêmio (4º)
São Paulo (5º)
Atlético-MG (6º)
Cruzeiro (Campeão da Copa do Brasil)
*Atlético-PR (finalista da Sulamericana, se for campeão, garante vaga)

Ao todo serão oito postulantes ao título continental em 2019, sendo que São Paulo (5º) e Atlético Mineiro (6º) disputam uma fase anterior à fase de grupos, chamada de Pré-Libertadores, onde enfrentarão duas jornadas de mata-mata antes da fase de grupos. Grêmio e São Paulo brigaram até a última jornada para ver quem ficaria com a quarta posição, que garantiria diretamente a fase de grupos. Melhor para o time do sul, já que o São Paulo teve uma queda considerável de rendimento no segundo turno, além de não aproveitar as oportunidades de retomar a quarta posição quando o Grêmio perdeu e empatou na antepenúltima e penúltima jornada, respectivamente.

Consequentemente, a sexta vaga tinha como destino o Atlético Mineiro, já que o Atlético Paranaense, sétimo, ficou a dois pontos da equipa de Minas, mas ainda pode garantir vaga pela Sul Americana, enquanto o oitavo, Cruzeiro, já havia garantido vaga pela conquista da Copa do Brasil diante do Corinthians. Mesmo em meio a polêmicas envolvendo a final da Libertadores de 2018, a disputa desta competição em 2019 garante as equipas uma visibilidade maior, além de premiações em dinheiro importantes para a vida financeira de todos, ainda que esportivamente já se questiona a idoneidade da competição.

O Grêmio conquistou a quarta vaga e fechou os 4 que vão a fase de grupos da Libertadores (Foto: Reprodução)

Copa Sul Americana

Já a Copa Sul Americana, competição paralela à Libertadores (quase como funciona a Europa League para a Champions), terá como representantes brasileiros:

*Atlético-PR (caso conquiste a Sulamericana 2018 e consequentemente vaga para a Libertadores 2019, passa a vaga para a Chapecoense)
Botafogo (9º)
Santos (10º)
Bahia (11º)
Fluminense (12º)
Corinthians (13º)

A conquista das vagas para a Copa Sul Americana acaba sempre se confundindo com a briga para se livrar do rebaixamento. Isso porque Corinthians, o último a obter vaga, brigava até duas jornadas do fim do Brasileirão para escapar do rebaixamento a Série B. Com um certo desmanche da equipa campeã em 2017, o ano de 2018 não foi proveitosa ao alvinegro, que viveu altos e baixos com a saída do treinador Carille, a campanha ruim de seu substituto (Osmar Loss), a chegada até a final da Copa do Brasil, mas ao mesmo tempo a também péssima campanha do treinador Jair Ventura. Vale lembrar que, logo após o término do Brasileirão, o Corinthians demitiu Jair Ventura e anunciou o retorno de Carille depois de 6 meses de sua saída.

 

Atlético Paranaense inicia e Corinthians fecha a lista dos classificados para a Sul Americana (Foto: Paulo Whitaker/Reuters)

Rebaixamento à Serie B

Como citamos, Fluminense e Corinthians, ao conseguirem vaga na Sul Americana, conseguiram o êxito principal de se livrar do rebaixamento, junto com Chapecoense, Ceará e Vasco. Já as equipas que estarão na 2ª divisão em 2019 são:

Sport (17º)
América-MG (18º)
Vitória (19º)
Paraná (20º)

Na última jornada do Brasileiro, duas vagas ainda estavam abertas para o rebaixamento, já que Vitória e Paraná estavam matematicamente rebaixados, desde jornadas anteriores. Aqui vale o destaque de equilíbrio entre estas equipas pois, assim como destacamos o alto índice de equilíbrio na disputa pelo título, o mesmo ocorre de forma negativa com a briga para não cair de divisão. Todas as equipas citadas neste tópico apresentaram um futebol no mínimo desorganizado, sem potencial para esta na primeira parte da tabela.

O América-MG não conseguiu bater o Fluminense em briga direta na última jornada, com direito a pênalti perdido pela equipa mineira, e a derrota por 1×0 selou o seu destino para a Série B em 2019. Já o Sport precisava vencer o Santos com um saldo de golos muito elástico para se livrar, porém mesmo a vitória por 2×1 não foi suficiente, e o empate do Vasco com o Ceará fez com que a equipa carioca ficasse na 1ª divisão e o Sport fosse rebaixado.

Paraná Clube e América-MG não apresentaram um bom futebol e foram rebaixados (Foto: Mourão Panda/América-MG)

Brilhos individuais

Dudu (Palmeiras) foi eleito o Craque do Brasileirão em 2018. De forma mais completa, Dudu ajudou o Palmeiras com muita chegada ao golo, além de liderar a estatística de passes para gol na competição (14 passes). Gabriel Barbosa (Santos), até o momento retornando para a Inter de Milão, foi o artilheiro da competição com 18 golos, e Weverton (Palmeiras) foi o guarda-redes que terminou o campeonato com menos gols sofridos por jogo, com uma média de 0.6. A seleção do Brasileirão eleita pela CBF foi:

Guarda-redes: Marcelo Lomba (Internacional)
Lateral: Mayke (direito, Palmeiras) e Renê (esquerdo, Flamengo)
Central: Geromel (Grêmio) e Victor Cuesta (Internacional)
Médio-defensivo: Rodrigo Dourado (Internacional) e Bruno Henrique (Palmeiras)
Médio-ofensivo: Lucas Paquetá (Flamengo), De Arrascaeta (Cruzeiro) e Dudu (Palmeiras)
Avançado: Gabriel Barbosa (Santos)

Dudu foi eleito o Craque do Brasileirão 2018. Avançado pode sair por uma proposta alta, ou permanecer para a próxima Libertadores (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Mesmo com os 11 escolhidos como a Seleção do Brasileirão, o Fair Play irá apontar a Seleção do site em artigo breve, além dos principais nomes do campeonato por posição, portanto fiquem ligados para o fechamento do ano de 2018 no Brasil!


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter