Onde andam os principais artilheiros da Ledman?

Fair PlayJulho 30, 20184min0

Onde andam os principais artilheiros da Ledman?

Fair PlayJulho 30, 20184min0
Ricardo Gomes já não está em Portugal e vai deixar saudades pelos seus golos. Mas onde é que andam estes artigos da Ledman Pro de 2017/2018 hoje em dia?

A semanas de começar a próxima aventura para os profissionais da nossa 2ª liga de futebol, é tempo de realizar as últimas análises à temporada transata. Numa época cheia de emoções, bom futebol e, acima de tudo, golos, vamos tentar perceber onde estão os principais goleadores da época 2017/2018.

HERIBERTO TAVARES (MOREIRENSE FC)

Um dos jovens que se destacou ao serviço do SL Benfica ‘B’ está agora em Moreira de Cónegos ao serviço do Moreirense (por empréstimo), este que é o seu primeiro desafio no primeiro escalão do futebol português.

Ainda começou a temporada com o plantel principal dos encarnados, mas Rui Vitória rapidamente percebeu que seria mais benéfico para o jovem talento agarrar o projeto apresentado pelo Moreirense, o qual se tem reforçado e muito nesta janela de transferências. Inclusive Chiquinho, também jogador do SL Benfica, será colega de Heriberto nos Cónegos.

Depois de duas épocas de grande destaque de águia ao peito na Ledman segue-se assim a Liga NOS, depois de em 2016/2017 ter marcado 13 golos em 44 desafios e em 2017/2018 ter apontado 16 golos em 40 jogos. Veremos o que o futuro reserva para esta pérola da ‘cantera’ do Seixal.

THIAGO SANTANA (CD SANTA CLARA)

Um dos principais trunfos do Santa Clara na época transata, Thiago Santana posiciona-se agora como a principal referência atacante dos recém-chegados à Liga NOS. Chegou em 2017 ao Vitória de Setúbal, mas a estadia não correu como era esperado para o avançado brasileiro. O excesso de peso e a falta de ritmo ditaram o destino de Thiago, seguiu-se o desafio da Ledman ao serviço do Santa Clara e não podia ter corrido melhor.

Em 2017/2018 foi o 3º melhor artilheiro da competição com 15 golos em 33 jogos. Esta época, começou a trabalhar muito cedo com o plantel e em entrevista ao jornal ‘A Bola’ vincou a intenção de marcar pelo menos 10 golos neste que será um verdadeiro serviço para o Santa Clara, após tantos anos afastado do principal palco do futebol português.

RICARDO GOMES (PARTIZAN BELGRADO)

O grande destaque da temporada passada na Ledman foi, sem dúvida, o Nacional da Madeira de Costinha. Dentro dessa equipa demolidora a jogar dentro de portas surge um ‘jovem’ cabo-verdiano de 26 anos chamado Ricardo Ribeiro, o qual conquistou nada mais nada menos que o prémio de melhor marcador e melhor jogador da edição de 2017/2018 da II Liga.

Após 27 golos marcados em 33 jogos, como seria de esperar pretendentes não faltaram na corrida ao passe do jogador. Após um período de muita especulação, assinou pelo Partizan para atacar a conquista da Liga Sérvia.

Entretanto, já fez a sua estreia ao serviço dos sérvios para a pré-eliminatória da Liga Europa, tendo deixado muito boas impressões nestes primeiros minutos de Partizan ao peito, após 2 golos em pouco mais de dois jogos (entrou aos 83 min do 3º jogo).

Ricardo Gomes é a prova viva da qualidade apresentada na II Liga do nosso futebol. Tudo indica que irá ‘pegar de estaca’ na primeira divisão sérvia e quem sabe nascer para os principais palcos do futebol europeu a curto prazo.

CARLOS VINICIUS (NÁPOLES)

O avançado ex-Real Massamá é o verdadeiro significado de a “vida dá muitas voltas”. Em 2015, Carlos Vinícius era a 5ª opção para o ataque do Palmeiras no escalão de sub-20. Após 2 anos, integra o plantel principal do Real e nada fazia prever o desfecho que viria a concretizar-se.

Numa época nada positiva para o Real Massamá, onde regressou ao Campeonato Nacional de Seniores após ter terminado no último lugar da tabela classificativa, Carlos Vinícius inscreveu o seu nome no livro de histórias da equipa de Sintra após a sua transferência para o Nápoles de Itália. Isso mesmo, Nápoles, o vice-campeão italiano na temporada passada.

Chega ao plantel de Carlo Ancelotti com um registo notável de 25 golos em 37 jogos. O futuro adivinha-se complicado para o avançado brasileiro tendo em conta o calibre dos atacantes atuais dos Napolitanos, mas o futebol já nos ensinou várias vezes que as previsões não passam disso mesmo: previsões.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter