Eintracht Frankfurt e Red Bull Salzburg vão combater o cinismo italiano

Pedro SousaFevereiro 23, 20195min0

Eintracht Frankfurt e Red Bull Salzburg vão combater o cinismo italiano

Pedro SousaFevereiro 23, 20195min0
Eintracht Frankfurt e Red Bull Salzburg vão ter pela frente, nos oitavos-de-final da Liga Europa, duas equipas italianas. Conseguirão seguir em frente?

Pedro Sousa é autor do projeto Bola na Relva e colaborador do Fair Play!


Inter de Milan e Nápoles, respetivamente, são as formações transalpinas que terão pela frente duas equipas com um futebol atrativo e bastante ofensivo. Depois de eliminarem o Shakhtar Donetsk, os alemães medem forças com o Inter de Luciano Spalletti. Do lado austríaco, calhou em sorte a formação de Carlo Ancelotti, depois da reviravolta na eliminatória frente ao Club Brugge.

A herança que Niko Kovac deixou a Adi Hutter

O Eintracht Frankfurt venceu a DFB Pokal na época transata, muito por culpa de Niko Kovac. O treinador que, nesta época, treina o Bayern de Munique formou um elenco forte, o que permitiu a conquista do troféu. O antigo selecionador da Croácia, com essa conquista, conseguiu colocar o Frankfurt nas competições europeias. A estrutura base foi praticamente mantida. Lukas Hrádecký e Alexander Meier, Kevin-Prince Boateng e Marius Wolf foram os nomes mais sonantes que abandonaram o plantel dos Eagles. Niko Kovac apostava numa formação de 5-3-2. Com laterais a dar profundidade, mas a recuarem para junto dos três centrais no processo defensivo.

Adi Hutter aproveitou o trabalho de Kovac para construir a sua equipa para esta temporada. Kevin Trapp substitui Hrádecký na baliza da formação alemã. No setor mais recuado da equipa, a contratação de Evan N´Dicka trouxe qualidade e juventude ao emblema germânico. O jovem jogador de 19 anos foi adquirido ao Auxerre e tem mostrado muitas valias. Martin Hinteregger, que regressou após empréstimo, é o patrão da defesa. Os 26 anos permitem que sejam dono e senhor do centro da defesa. Porém, as principais armas deste clube alemão são o meio campo e o ataque. Jogadores como Mijat Gacinovic, Jonathan de Guzmán e Gelson Fernandes dão equilíbrio e permitem transições ofensivas muito fortes.

(Foto: Futebol na Veia)

Na frente da equipa estão Ante Rebic, Sébastien Haller e Luka Jović. Somando todas as competições oficiais, estes três homens em conjunto já marcaram por 44 golos. Este registo faz da tripla de ataque uma das melhores da Europa. Com as várias nuances táticas ofensivas, o Eintracht Frankfurt pode provocar uma supressa nos oitavos-de-final da Liga Europa. Ataques rápidos, mas sabendo, por vezes, gerir a posse de bola, a formação de Frankfurt adapta-se rápido ao adversário. Para derrotar o Inter Milan, os comandados de Adi Hutter têm de se adaptar ao estilo matreiro italiano.

Da conquista da Youth League até ao comando técnico da equipa principal

Marco Rose está a afirmar-se no futebol austríaco. Depois da conquista da Youth League pelos juniores do Red Bull Salzburg, na temporada 2016/2017, o treinador alemão pegou na equipa principal no ano seguinte. O crónico campeão da Europa Central conseguiu chegar às meias finais da Liga Europa no primeiro ano de Rose à frente da equipa. O emblema austríaco tem apresentado um nível alto na segunda maior competição de clubes da Europa.

Aliando juventude com experiência, o Red Bull Salzburg consegue ter prestações bastantes positivas em todas as competições onde está inserido. Esta temporada, Marco Rose falhou o acesso à Liga dos Campeões porque empatou em casa 2-2 frente ao Estrela Vermelha. Depois do 0-0 em Belgrado, os austríacos estiveram a vencer por dois golos, mas deixaram escapar a vitória e o respetivo apuramento. Apurados para a Liga Europa, os Red Bulls fizeram o pleno de vitórias na fase grupos. Contudo, nos 16 avos de final, perderam na primeira mão frente ao Club Brugge por 2-1. Aliás, essa foi a única derrota até ao momento da equipa austríaca em todas as competições. Em casa, cilindraram os belgas com um triunfo por 4-0. Agora segue-se o colosso do Nápoles. Duas equipas com um futebol muito ofensivo vão disputar uma eliminatória bastante interessante.

(Foto: Eurosport)

O Red Bull Salzburg apresenta um plantel que pode apresentar muitas formas. Desde do 4-4-2, passando pelo 5-3-2 e utilizando o 4-3-3, Marco Rose adapta-se a cada adversário. Tem jogadores para isso e Moanes Dabbur, jogador que na próxima temporada vai assinar pelo Sevilla, é a principal arma do emblema austríaco. Takumi Minamino é um apoio importante para o israelita e formam uma dupla bastante perigosa para qualquer equipa. Atrás destes jogadores, a juventude mistura-se com a experiência. Hannes Wolf, Diadié Samassékou, Zlatko Junuzovic, Xaver Schlager encarregam-se de fazer chegar a bola à frente. Na defesa, Marin Pongracic, André Ramalho, Andreas Ulmer e Stefan Lainer costumam compor o setor mais recuado.

A equipa austríaca vai ter de estar ao seu máximo para ultrapassar a formação italiana. Procurando não sofrer golos em casa, o Red Bull Salzburgo é capaz de fazer golos em qualquer estádio.

(Foto: Once a Metro)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter