A chegada do técnico Jesualdo Ferreira ao Brasileirão

Gonçalo FariaJaneiro 27, 20204min0

A chegada do técnico Jesualdo Ferreira ao Brasileirão

Gonçalo FariaJaneiro 27, 20204min0
O técnico Português Jesualdo Ferreira abandonou o Al Sadd da primeira liga do Qatar e deste modo, aceitou o novo projeto no Brasileirão ao comando técnico do Santos FC. Desta forma,o treinador de 73 anos irá competir com o compatriota Jorge Jesus, atual campeão em titulo no campeonato bem como, na Taça dos Libertadores.

O treinador Português Jesualdo Ferreira estreou-se na atual temporada em terreno Brasileiro, assumindo assim, o comando técnico do Santos FC. Desta forma, podemos analisar que o Brasileirão possui não só o Mestre Jesualdo Ferreira, como também, o técnico Jorge Jesus no Flamengo(atual campeão em título do campeonato, bem como, da Taça dos Libertadores), e ainda Augusto Inácio no Avaí Futebol Clube. O treinador de 73 anos, abandonou o Al Sadd da primeira liga do Qatar, clube onde disputou 98 jogos e obteve 66 vitórias. O atual técnico do “Peixe” teve passagem em terrenos lusos, onde esteve ao comando técnico de clubes tais como: SC Braga, Boavista, FC Porto, Sporting CP.

Subordinadamente à experiência e qualidade deste treinador, concilia-se algumas características que estão inerentes nos sistemas táticos tais como: a pressão na primeira fase de construção apenas quando adversário é portador da bola,deixando assim espaço à defesa adversário, bem como, dar liberdade aos jogadores na fase de criação.

 

Mas, como atua a equipa do experiente Jesualdo Ferreira ?

foto: desporto24.pt

 

Na organização ofensiva, o técnico atua num esquema tático de 4x3x3, e deste modo, existem características intrínsecas nas equipas do treinador, isto é, um dos defesas centrais recua no terreno para obter superioridade numérica na primeira fase de construção. Desta forma, na fase de criação o técnico tem preferência nas características posicionais, no entanto, os jogadores do Santos têm liberdade para saírem das suas posições, e por consequência, originar desequilíbrios ofensivos. Além disso, o técnico coloca o jogador Marinho aberto no corredor direito, enquanto Carlos Sánchez atua preferencialmente pelo corredor central para criar jogadas. Desta forma, a equipa do Santos viu sair o jovem-promessa Rodrygo para o Real Madrid no valor de 45 Milhões, no entanto, possui na fase ofensiva jogadores de bastante qualidade tais como: o ponta-de-lança Kaio Jorge de apenas 18 anos, com bastante qualidade no 1×1, bem como, grande capacidade de finalização. E ainda, os nomes de Raniel(ponta-de-lança), Eduardo Sasha(extremo-direito) e Yeferson Soteldo (extremo- esquerdo) e Derlis González(extremo-esquerdo).

Na organização defensiva, o experiente Jesualdo Ferreira atua num esquema tático de 4-1-4-1, marcando assim de forma zonal e pressionando o adversário apenas quando este é o portador da bola. Além disso, deixa espaço para os centrais adversários obterem mais liberdade, deste modo, podemos observar que a equipa será resguardada, atuando num bloco médio-baixo neste campeonato, bem como, bastante equilíbrio. Deste modo, podemos analisar que as transições defensivas do Santos são sustentadas com um elevado número de atletas, bem como, a ocupação dos espaços e ainda, uma rápida recomposição defensiva. Desta forma, a equipa do Santos viu sair Gustavo Henrique para o rival Flamengo, a custo zero, no entanto, possui na fase defensiva atletas de bastante qualidade tais como: Lucas Veríssimo(Defesa-Central), Felipe Aguilar(Defesa-Central).

Em suma, podemos analisar que as modificações táticas do treinador Jesualdo Ferreira estão a ser realizadas rapidamente, bem como, as melhorias nas áreas física e técnica dos atletas. Deste modo, a conexão que o técnico está a realizar entre o conhecimento técnico-tático que possui juntamente com os atletas que o clube lhe proporciona, poderá levar o Português a realizar grandes conquistas no Brasileirão e fazer frente a Jorge Jesus?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter