5 craques que jogaram em Mundiais do sec. XXI com 18 (ou menos) anos!

Fair PlayAbril 27, 20187min0

5 craques que jogaram em Mundiais do sec. XXI com 18 (ou menos) anos!

Fair PlayAbril 27, 20187min0
O que é que Messi e Aboubakar têm em comum? Cliquem no artigo e fiquem a descobrir quem são os 5 craques que jogaram em Mundiais com 18 anos!

VINCENT ABOUBAKAR (CAMARÕES)

striker do FC Porto foi ao Mundial de 2010 com apenas 18 anos nas pernas, jogando ao lado de Samuel Eto’o… bem não foi bem ao lado, uma vez que o avançado formado no Coton Sport (um dos maiores clubes nos Camarões com vários títulos nacionais) começou sempre no banco na curta presença da sua selecção no Mundial de 2010.

Aboubakar entrou por duas vezes no decorrer do Mundial, em específico contra a Holanda e Dinamarca, com ambos os encontros a registarem uma derrota por 2-1. Frente à Laranja Mecânica, Aboubakar conquistou a falta que originou o livre que viria a dar em penalti para os Camarões… verdade, muito pouco para um avançado!

Mas recordem-se que Vincent Aboubakar ainda só tinha no BI 18 anos e estava a ganhar “asas” a nível mundial. Contudo, os poucos 50 minutos que teve permitiram ao avançado conquistar o interesse do Valenciennes de França, transferindo-se logo a seguir ao Mundial. A partir daí foi evoluindo como atleta chegando a jogar em mais um mundial, o de 2014.

Infelizmente, os Camarões voltaram a ser “humilhados” com derrotas atrás de derrotas, 9 golos sofridos e apenas um marcado. Aboubakar jogou a titular nos dois últimos encontros mas não foi a tempo de ajudar os Leões Indomáveis.

Não vai estar no de 2018… será que o avançado, com 65 internacionalizações, dos Dragões chegará a marcar um golo na maior competições de todas?

Foto: Getty Images

CHRISTIAN ERIKSEN (DINAMARCA)

Seguidamente, temos mais um jogador que é, actualmente, a estrela da sua seleção, mas que também ainda não conseguiu conquistar nada com ela. É ele: Christian Eriksen. A sua estreia absoluta pela seleção dinamarquesa foi em março de 2010, nem 1 mês depois de fazer os 18 anos de idade.

Quanto a fases finais de Mundiais, estreou-se no Mundial 2010, na África do Sul, contabilizando 37 minutos divididos em 2 jogos, juntando ao lote de jogadores prodígio que participaram em Mundiais bastante jovens.

De mencionar que o extremo dinamarquês esteve presente em apenas alguns amigáveis (nem 90 minutos tinha somado), conseguindo garantir desde logo um lugar entre os escolhidos. Assim como Shaquiri, Eriksen teve apenas a oportunidade de se mostrar nesses jogos, pois o seu país não avançou mais na competição.

À imagem dos outros jogadores, também começavam a aparecer as suas participações na equipa principal, neste caso, do Ajax. De referir que Eriksen apenas esteve em 2 clubes, o já referido, Ajax, e o Tottenham. Acaba por não conseguir comparecer em mais nenhuma fase final de Mundial e, consequentemente, ganhar algum título.

Algo que, em boa verdade, será difícil de se tornar uma realidade num futuro próximo, devido às aspirações da seleção. Não obstante, Eriksen tem uma qualidade invejável e é preciso ter muita cautela consigo, podendo carregar a equipa às costas e mudar o jogo a favor da mesma, como aconteceu no play-off para este Mundial, aplicando um hat-trick à seleção da Irlanda.

Foto: Getty Images

LIONEL MESSI (ARGENTINA)

Nesta interessante lista, está o astro Lionel Messi, sendo que na sua primeira presença em Campeonatos do Mundo foi em 2006, na Alemanha, ganha pela Itália. De referir, que nos primeiros jogos ainda tinha 18 anos, tendo completado os 19, no dia do jogo dos oitavos de final, onde jogou 36 minutos. Neste Mundial, os albicelestes ficaram-se pelos quartos de final, caindo aos pés da Alemanha, pela marcação de grandes penalidades.

Na altura o jogador argentino estava a iniciar a sua carreira como sénior, depois de completar a formação na La Masia. De mencionar que esta foi a primeira grande fase final do extremo argentino, tendo apenas participado na qualificação para este evento e em jogos amigáveis.

O jogador de, agora, 30 anos, é obviamente uma lenda do futebol mundial e, para além, de todo o belo futebol que nos presenteou, contém também esta característica e curiosidade. Referenciar, ainda que estreou-se pela seleção da Argentina, em agosto de 2005, quase 2 meses depois de atingir a maioridade.

Lionel Messi, em Mundiais, conta com 15 partidas realizadas, 5 golos e 6 assistências, sendo que ao todo são 121 jogos e 61 golos. Pela sua seleção, Messi ganhou muito pouco; nenhum título a nível sénior e 2 nas camadas jovens. 1 Mundial Sub20 e 1 Medalha de Ouro de Jogos Olímpicos. E apesar da sua já avançada idade, o argentino ainda pode sonhar com algum sucesso a nível mundial com os seus compatriotas.

XHERDAN SHAQIRI (SUÍÇA)

Xherdan Shaqiri, a estrela da seleção suíça, adversária de Portugal, na qualificação para o Mundial que se aproxima, é mais um jogador que mal atingiu a sua maioridade, teve logo a oportunidade para se mostrar na maior competição de seleções do mundo.

A sua estreia absoluta na seleção helvética foi em março de 2010, quase 5 meses depois de atingir os 18 anos.

No Mundial desse ano participou em 1 jogo (jogou 12 minutos) e fica na história e num lote de jogadores restritos que participaram num Mundial com 18 anos ou menos. A Suíça fica pela fase de grupos e de referir que Shaquiri deve ter aproveitado muito bem aqueles poucos minutos.

Nessa altura, estava a começar a jogar frequentemente pelo plantel principal do Basileia e, por conseguinte, a lançar-se por essa Europa fora. Agora com 26 anos, o extremo nascido na Jugoslávia e com dupla nacionalidade com Kosovo, ainda tem muito pela frente, não só a nível clubístico, mas também a nível internacional com a sua seleção.

É sempre difícil porque a Suíça não é alguém muito regular em fases finais importantes, mas Shaqiri será sempre uma mais valia e um jogador de grande relevância para os seus compatriotas. Por isso mesmo, mencionar que, de facto, não conquistou nada com a seleção europeia e que será sempre algo difícil.

Foto: Alamy Stock Photo

JOEL MATIP (CAMARÕES)

Outro “menino” dos Camarões que a par de Aboubakar teve a sua estreia no Mundial de 2010 com 18 anos. Matip é um daqueles casos estranhos do futebol, já que nos últimos 8 anos recusou por três vezes representar a sua selecção na Taça das Confederações Africanas. Em 2010 aconteceu o mesmo e isto deu uma sensação de esperança à federação alemã, que tinha o central debaixo de olho.

Só que houve novo volte-face na ainda curta carreira do atleta do Schalke… a 2 de Março aceita jogar pelos Camarões frente à Itália e soma assim a sua primeira internacionalização pelos camaroneses.

Isto foi o princípio da carreira de Jöel Matip ao serviço de uma selecção que viria a jogar pouco por… entre 2010 e 2018, o central só somou 27 jogos pelos leões indomáveis, números muito escassos para um jogador de boa qualidade.

Mas vamos a mundiais… Matip participou com 18 anos no Mundial de 2010, assumindo a titularidade logo no jogo de abertura frente ao Japão, na posição de médio-defensivo. Apesar da derrota por 1-0, o então jovem jogador fez um bom jogo e agarrou o interesse dos adeptos no seu talento na gestão de jogo e na forma como segurava a bola sob pressão.

Nos últimos anos, as lesões têm tirado espaço de manobra a um jogador talentoso que também tem o seu quê de tempestivo e reacionário… em 2017 voltou a recusar jogar pelos Camarões na CAN. Será que vai a tempo do Mundial no Catar? 

Artigo escrito por João Negreira e Francisco Isaac

Foto: Getty Images

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter