4 reforços de qualidade que vão marcar a Liga NOS 2020/2021

Francisco IsaacSetembro 5, 20205min0

4 reforços de qualidade que vão marcar a Liga NOS 2020/2021

Francisco IsaacSetembro 5, 20205min0
Escolhemos quatro jogadores fora dos candidatos ao título da Liga NOS como hipotéticas estrelas das suas equipas para esta época. A condição? Que tenham chegado como reforços nesta temporada que está prestes a começar.

Mesmo com as dificuldades impostas pela situação internacional, os clubes portugueses foram capazes de reforçar os plantéis com vários elementos de qualidade e que podem vir a despertar atenção na Liga NOS 2020/2021. Com essa ideia na cabeça, escolhemos quatro jogadores que têm capacidade para singar nas suas novas equipas, seja pelo perfil técnico, físico, táctico ou mental, deixando de lado reforços dos quatro candidatos ao título que vão ter espaço para brilhar noutro artigo do Fair Play.

DENIS POHA (VITÓRIA SC)

Internacional sub-21 pela França, detentor de um pé direito de classe, Denis Poha foi um dos vários reforços anunciados pelo Vitória SC e parece ter já conseguido atingir um estatuto de quase indispensável no meio-campo de Tiago Mendes, isto sobretudo pela classe que confere aos processos de construir o jogo ofensivo como de dar uma lógica de passe intenso e equilibrado. Poha, que chegou a Guimarães em Agosto de 2019, conseguiu ganhar o lugar a pulso, alinhando na maioria das ocasiões como titular e outras tantas na qualidade de suplente, e vê nesta 2ª temporada em Portugal uma clara oportunidade para demonstrar que está um jogador mais adulto permitindo assim atingir outros patamares.

Custou 300 mil euros, estes pagos ao Stade Rennais, um preço até barato perante o potencial do médio-centro, lembrando ainda que o emblema vimaranense tem tido um dedo de Midas no que toca a transformar contratações baratas em negócios de grande lucro e Denis Poha possui todos os elementos para ser uma referência do Vitória nesta época e uma transação de boas proporções no futuro.

FRANCISCO GERALDES (RIO AVE FC)

O inteligente pensador de jogo abandonou definitivamente o Sporting Clube de Portugal e ruma a um clube que lhe poderá dar todo o espaço necessário para se afirmar efectivamente no futebol português, isto quando cumpriu 25 anos de idade. Este retorno a Vila do Conde é o cenário ideal para Francisco Geraldes, tendo marcado positivamente o emblema nortenho quando passou por lá pela primeira vez em 2017/2018 com 4 golos e 12 assistências realizadas em quase 35 jogos, potenciando o futebol dos vilacondenses a um patamar de excelência, mas que nada lhe valeu individualmente quando regressou a Alvalade em Julho de 2018.

Depois de duas épocas longe dos holofotes quer da Liga NOS, pelo Sporting CP, ou Super League 1, pelos gregos do AEK, é o momento ideal para reafirmar a sua exuberância como distribuidor de jogo, senhor de uma qualidade excepcional no que toca ao passe em desmarcação seja para o “coração” da área ou para as alas, sem esquecer a classe como sai a jogar, podendo vir a dar várias alegrias ao Rio Ave quer dentro e fora de campo (não custou qualquer euro na sua aquisição).

Um dos golos de Geraldes quando passou pelo Rio Ave em 2017/2018

MIKEL VILLANUEVA (CD SANTA CLARA)

O Santa Clara vai operando algumas pequenas incisões no seu plantel, conseguindo aguentar a maior parte dos seus titulares, tendo apenas deixado sair César Martins (juntou-se aos algarvios do Farense), Zaidu Sanusi (lucraram 4M€ com a venda do lateral-esquerdo), Pablo e Guilherme Schettine (o negócio mais polémico, pois o SC Braga já estava em contacto com o avançado desde Janeiro de 2020 sem nunca ter alertado a direcção do emblema açoriano de tal), reforçando-se com algumas contratações interessantes como é o caso de Mikel Villanueva. Internacional em vinte-e-seis ocasiões pela Venezuela, alinhou no segundo escalão de futebol em Espanha pelo Málaga onde chegou a ser titular, pulsando uma presença física dominante e uma fisicalidade na luta com os avançados contrários que ajudou o emblema malaguenho a registar alguns jogos sem consentir qualquer golo.

O central de 1,92 metros de altura pode ser um elemento fulcral na defesa deste Santa Clara agora comandado por Daniel Ramos, um treinador reconhecido por privilegiar uma defesa agressivamente inabalável e que sustente o jogo de contra-ataque. O central venezuelano tem uma relativa qualidade no dar paz ao eixo-defensivo e no garantir de uma subida em bloco de forma segura, sempre participativo e comunicativo com os seus parceiros da defesa, detalhes importantes para compreender o seu papel no clube de São Miguel.

LUTHER SINGH (FC PAÇOS DE FERREIRA)

O sul-africano Luther Singh volta a merecer oportunidade para se afirmar na Liga NOS, depois de ter realizado uma boa temporada passada pelo Moreirense com alguns golos e assistências da sua autoria, que ajudaram à formação dos cónegos permanecer na Primeira Liga. O extremo traz consigo um poder de explosão surpreendente, munido de pormenores físicos que criam desequilibrios fulcrais – seja a velocidade, agilidade ou destreza – aproveitando para depois impor um apontamento técnico que possibilita descobrir um espaço para cruzar ou até interferir junto/dentro da grande área, sendo valências importantes para um Paços de Ferreira que procura ser mais ardiloso e mordaz no aspecto ofensivo.

O extremo de 23 anos chega por empréstimo por uma época, o que não significará entrada de fundos no final da época mas ajudará certamente os pacenses a garantir a permanência em mais uma época no principal campeonato português.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter