3 Reforços para os Spurs Chegarem aos Títulos

Gonçalo MeloJaneiro 28, 20193min0

3 Reforços para os Spurs Chegarem aos Títulos

Gonçalo MeloJaneiro 28, 20193min0
Os Spurs de Mauricio Pochettino são inquestionavelmente uma das melhores equipas inglesas, mas parece faltar sempre alguma coisa para chegar aos títulos. Estes três nomes seriam uma preciosa ajuda para contrariar esta tendência.

Os Spurs de Mauricio Pochetino conseguiram nos ultimos anos ganhar uma notoriedade e um reconhecimento que pareciam ter perdido, intrometendo-se na luta pelos 4 primeiros lugares e fazendo campanhas interessantes nas taças e na Liga dos Campeões. No entanto, parece faltar sempre alguma coisa para a turma do norte de Londres conseguir atingir o patamar dos títulos, algo que não conseguem há quase 11 anos. E, apesar da qualidade exibicional, talento individual e coletivismo apresentado pela equipa, quando os títulos não aparecem as coisas têm tendência a descambar.

Num plantel com grandes jogadores, parece ser a profundidade do mesmo o problema, sendo que algumas posições também parecem necessitar algo novo, e o facto de o Tottenham contratar pouco tem sido um problema. Trazemos três nomes que podem ajudar a dar o salto competitivo:

Thomas Meunier

A lateral direita parece ser uma das posições a necessitar sangue novo. Apesar da evidente qualidade de Trippier e de Aurier, parece faltar algo a ambos os laterais. Se Trippier se destaca pela qualidade nos cruzamentos e nas bolas paradas, Aurier denota mais dificuldades no momento ofensivo, sendo mais eficaz defensivamente.

O belga Thomas Meunier seria a aquisição perfeita para os Spurs, uma vez que apresenta o meio termo ideal que um lateral de topo necessita. Forte defensivamente, tanto pelo chão como pelo ar devido ao seu 1,90 m, o titular da seleção belga destaca-se pela grande vocação ofensiva, sendo forte no drible e no jogo interior. Ainda assim, contratá-lo ao endinheirado PSG é uma tarefa quase impossível.

Resultado de imagem para thomas meunier

Abdoulaye Doucoré

A saída de Moussa Dembelé deixou um buraco no meio campo dos Spurs, que Moussa Sissoko e Harry Winks parecem não conseguir preencher devidamente. O jovem inglês é muito forte tecnicamente e ao nível do passe, enquanto o internacional frances apresenta a força física e a intensidade necessária para uma posição tão fundamental.

Ora, o médio do Watford consegue juntar o melhor dos dois mundos. Doucoré teve uma notória ascensão na ultima época e meia, tornando-se num dos médios mais cobiçados da Premier League, tendo já sido associado ao interesse do PSG. O próprio médio já fez saber aos dirigentes dos Hornets que deseja dar o salto para uma equipa de Champions League, estando aqui uma boa oportunidade para o Tottenham garantir um médio que se destaca pelo grande raio de ação, pela qualidade técnica, intensidade e meia distância. A importância do médio no Watford pode tornar a transferência consideravelmente dispendiosa.

Resultado de imagem para abdoulaye doucore

Callum Wilson

Harry Kane é muitas vezes responsável pelos bons resultados dos Spurs e, desde a sua lesão, os resultados têm sido francamente piores. A alternativa, Fernando Llorente, parece não garantir a qualidade exibicional e os golos necessários nesta fase da carreira, e o holandês Vicent Janssen há muito não conta para Pochettino. Por estas razoes, Wilson seria um reforço bomba nesta fase.

O já internacional inglês do Bournemouth está a ter a melhor época da carreira, somando já 10 golos e 6 assistências em 21 jogos na Premier League, estando envolvido diretamente em quase metade dos golos dos Cherries na liga. A capacidade de explosão, velocidade, força física e qualidade na finalização, a juntar à sua razoável qualidade técnica, tornariam Callum Wilson numa alternativa de luxo ao craque Harry Kane, podendo até jogar em conjunto com o seu compatriota.

Resultado de imagem para callum wilson


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter