24 Ago, 2017

PSI 30 – A Bolsa de Valores Desportivos!

Fernando SantosMaio 25, 20174min0

PSI 30 – A Bolsa de Valores Desportivos!

Fernando SantosMaio 25, 20174min0

O desporto está presente ao longo das nossas vidas com diferentes funções. Se numa fase inicial o objectivo maior é ter satisfação, alegria, prazer, passados alguns anos a prática desportiva passa a ser um dos principais veículos de aprendizagem. Para os que optam por tal via, segue-se a vida desportiva focada na competição ou na manutenção de um estilo de vida saudável.

Ao longo destas diferentes fases de envolvimento do cidadão com o desporto, quase tudo muda. Muda a nossa abordagem, o grau de participação de pais e amigos, a importância de treinadores e colegas de equipa, a disponibilidade física e temporal para a prática. No entanto, ao longo de todas estas mudanças, algo se mantém constante.

Firme.

Imperturbável.

São os valores que qualquer cidadão deve respeitar, praticar e promover aquando da sua prática desportiva.

Fonte: arquivo pessoal

 

Numa tentativa de clarificar os leitores acerca destes “Valores Desportivos”, proponho que façamos um exercício comparativo com a Bolsa de Valores que diariamente nos entra pela casa adentro através da TV. A Bolsa portuguesa (BVL – Bolsa de Valores de Lisboa) tem o seu próprio índice PSI 20 (Portuguese Stock Index 20 – porque integrava inicialmente 20 empresas cotadas). As empresas cotadas sofrem oscilações diárias no valor das suas acções. Os investidores acompanham a evolução do indíce diariamente, com a máxima atenção.

Fonte: arquivo pessoal

A minha proposta é que criemos o novo PSI 30 – Portuguese Sports Index, associado a uma nova BVD – Bolsa de Valores Desportivos. Uma bolsa destinada a quem investe em si através da prática desportiva.

Esta proposta está aberta a todas as sugestões mas parte de um conjunto de valores inicialmente sugerido por nomes como Pierre de Coubertin ou John Wooden. Aqui ficam os 30 Valores cotados na nova BVD e que constituem o PSI 30:

  1. Educação
  2. Respeito (pelas regras, pelos agentes, pelo outro, pelo próprio corpo, …)
  3. Assiduidade
  4. Pontualidade
  5. Entusiasmo e alegria
  6. Responsabilidade e compromisso
  7. Iniciativa (proactividade, empreendedorismo)
  8. Superação e resiliência
  9. Auto-controlo
  10. Paciência
  11. Lealdade
  12. Gratidão
  13. Cooperação, Entreajuda e Solidariedade
  14. Espírito de Equipa
  15. Amizade
  16. Humildade
  17. Honestidade
  18. Coragem
  19. Integridade
  20. Ética
  21. Imaginação e Sonho
  22. Optimismo
  23. Confiança
  24. Excelência
  25. Grandeza Competitiva
  26. Altruísmo
  27. Espírito de Sacrifício
  28. Aceitação
  29. Amor
  30. Perdão

Analisemos apenas estes três últimos valores: aceitação, amor e perdão.

O desporto ensina-nos que, mais do que tolerar, devemos aceitar o outro na sua imensidão de forças e fragilidades. A aceitação é honesta.  A tolerância é sobranceira, arrogante.

Fonte: arquivo pessoal

 

O desporto ensina-nos também que o amor se apresenta, regra geral, sob duas formas: Amor Duro e Amor Mole. O Amor Mole é aquele que se usa quando queremos agradar alguém. Servir-lhe as vontades. Amor Duro usamos quando queremos ajudar alguém. Quando lhe servimos as necessidades. Amor Mole será o duma amiga. Amor Duro o duma Mãe.

Deixei para o fim o valor do Perdão. Sem este, todos os primeiros 29 deixam de fazer sentido. O desporto ensina-nos que devemos saber perdoar aquele colega de equipa que não nos viu sozinhos ou até viu mas não nos passou a bola. Perdoar aquele treinador que não nos pôs a jogar quando nós mais merecíamos. Perdoar-nos a nós próprios pela impreparação para aproveitarmos as oportunidades que a vida nos vai dando.

A sugestão está feita. A lista está criada. Usem-na como melhor desejarem.

O intuito principal é que todos tenhamos um conjunto de ideias que nos guie no nosso dia-a-dia na prática desportiva e que consigamos ter a capacidade crítica e o discernimento suficientes para melhor ajuizar as oscilações do nosso próprio PSI 30. Para melhor investirmos em nós.

Assim seremos melhores desportistas.

Assim seremos, seguramente, melhores cidadãos.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter