O Top-10 alternativo de melhores jogadores portugueses de 2019

Francisco IsaacJaneiro 25, 20206min0

O Top-10 alternativo de melhores jogadores portugueses de 2019

Francisco IsaacJaneiro 25, 20206min0
Depois do melhor top-10 do ano de jogadores portugueses, apresentamos outro ranking mas desta vez completamente alternativo com outros nomes! De Tomané a Anthony Lopes, da Liga NOS à MLS!

Depois de termos lançado o top-10 de jogadores portugueses do ano civil de 2019, avançamos agora com um top-10 alternativo de atletas portugueses que merecem destaque pelo excelente ano de futebol oferecido aos adeptos dos seus clubes. Com escolhas algo diferentes, fomos de Portugal à Sérvia, olhando para os números, troféus e registos colectivos alcançados para aferir esta lista diferente! Quem é que podia constar neste ranking?

CHIQUINHO (MOREIRENSE/SL BENFICA)

Só faltou ser convocado para a Selecção Nacional para fechar um ano de 2019 em grande, depois de ter sido o melhor jogador do Moreirense (7 golos marcados e 6 assistências) e de ter entrado em alta ao serviço do SL Benfica (6 assistências e 1 golo), pautando as suas exibições por um futebol de luxo e de espectacular visão de jogo. É um daqueles médios-centros que tem crescido a pulso e aos 24 anos procura conquistar um lugar de importância nas águias… depois das exibições rubricadas no ano transacto, não há dúvidas que vai atingir um patamar elevado no futebol português.

RICARDO HORTA (SC BRAGA)

Ricardo Horta tem se exibido em grande nos primeiros 5 meses desta temporada, tendo conseguido 11 golos (13 se contarmos com os dois concretizados diante do Belenenses SAD) e 6 assistências num total de 28 jogos pelo SC Braga. O extremo português tem galvanizado a ala esquerda dos bracarenses, com dribles, fintas e uma capacidade de mudar as rotinas de jogo de um momento para o outro e começa a merecer a oportunidade de alinhar em outros campeonatos até para chegar à Selecção Nacional. Será que vai exibir em grande em 2020 como o fez no ano passado?

RAFA SILVA (SL BENFICA/PORTUGAL)

O internacional português mostrou-se em grande na época passada, com especial incidência para o ano de 2019 onde entre golos, exibições e títulos, conseguiu dar os elementos necessários para que o SL Benfica conquistasse o título de campeão português. Os 17 golos e 7 assistências não são provas suficientes para demonstrar o impacto do extremo português no esquema de jogo de Bruno Lage, onde se apresentou com outra força e papel ao ponto que Fernando Santos voltou a convocá-lo para os encontros de Portugal entre Março e Setembro de 2019.

GONÇALO PACIÊNCIA (FRANKFURT/PORTUGAL)

Depois de um regresso ao FC Porto agridoce (campeão nacional mas com poucos minutos somados) em 2018, o avançado português foi vendido ao Frankfurt e apesar de ter começado com o pé esquerdo a aventura no futebol alemão, agarrou a oportunidade no ano de 2019 com 15 golos e 5 assistências em 48 jogos. Ao serviço do Eintracht fez questão de mostrar as suas melhores qualidades, operando na área como referência, em que mostrou uma preponderância para abrir boas linhas de ataque e passe, vocacionado para um trabalho colectivo intenso e de boa qualidade. O ano de qualidade em 2019 mereceu a atenção da equipa técnica portuguesa que convocou o ponta-de-lança para o duplo encontro internacional frente à Lituânia (1 golo e 1 assistência) e Luxemburgo.

NANI (ORLANDO CITY)

O veterano extremo português chegou à MLS em Fevereiro de 2019 para alinhar pelos Orlando City e rubricou uma temporada de franca qualidade com 12 golos e 5 assistências. Pode não ter a mesma velocidade do passado, mas a verdade é que continua possuidor de um futebol dinâmico, fantasista e carregado de pormenores técnicos que conferem uma espectacularidade em cada jogo. Foi considerado um dos melhores jogadores estrangeiros a alinhar na MLS na temporada passada e aos 33 anos merece o destaque por expandir as melhores qualidades do jogador português para outros continentes.

TOMANÉ (TONDELA/ESTRELA VERMELHA)

Foi uma referência constante do Tondela nas últimas duas temporadas para em 2019 dar o salto em direcção ao futebol sérvio, mais concretamente ao Estrela Vermelha, onde até começou com o pé quente… literalmente! O avançado português já conta com 5 golos e 3 assistências em 13 encontros, somando os 9 tentos concretizados e 3 passes para golo pelo Tondela, mostrando-se sempre como uma ameaça iminente para a baliza contrária. É dúbio se alguma vez voltará a alinhar por um clube português, mas Tomané é aos 27 anos um atleta munido de um leque de qualidades de excelente qualidade e poderá até surgir nos radares da Selecção Nacional.

VIEIRINHA (PAOK)

Depois de algumas décadas sem levantar o título de campeão da Grécia, o PAOK foi finalmente capaz de atingir o máximo objectivo do futebol heleno e Vieirinha foi uma peça fundamental para o emblema de Salonica, tanto como lateral ou extremo. O polivalente internacional português foi responsável por 9 golos e 5 assistências, capitaneando os seus colegas com raça, paixão e inteligência, apresentando um futebol muito característico de um dos campeões do Euro 2016.

PEDRO MENDES (HSC MONTPELLIER/PORTUGAL)

O central de 29 anos é considerado um dos obreiros das excelentes classificações do HSC Montpellier nas últimas duas temporadas e a actual promete terminar da mesma forma que a anterior. Pedro Mendes tem sido um verdadeiro patrão da defesa do emblema francês, com um poder de antecipação de qualidade, uma saída de bola inteligente e dotada de bons pormenores técnicos e um domínio do jogo aéreo dominador que têm conferido uma defesa segura e equilibrada. Continua à espera de uma chamada para os convocados de Fernando Santos, depois de em 2018 ter conseguido a estreia pelas Quinas frente à Escócia.

ANTHONY LOPES (LYON)

O Lyon está na próxima fase da Liga dos Campeões 2019/2020 e muito deve ao guardião português, que segurou a passagem à próxima fase da competição com duas defesas nos últimos minutos de jogo na recepção ao Zenit. Tem sido um dos nomes de maior importância para a equipa comandada por Rudi Garcia, impondo-se entre os postes de uma forma segura, intensa e ágil, tendo conseguido cinco jogos sem sofrer golos na temporada actual. É o 2º melhor guarda-redes português na Europa e será interessante perceber se vai voltar ou não aos seleccionados de Fernando Santos.

RÚBEN DIAS (SL BENFICA/PORTUGAL)

Considerado um dos melhores centrais da Liga NOS em 2018/2019, o papel do defesa no título do SL Benfica tanto no processo defensivo como nas acções no ataque onde fez 5 golos em 2019, um número desde logo interessante. Fisicamente inabalável, Rúben Dias apresentou-se no ano civil passado como um dos centralões de referência do futebol português, tendo sido dos poucos totalistas na Selecção Nacional com 10 jogos em 10 possíveis.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter