Quem ganha a quem no Grupo A do Mundial 2018?

Francisco IsaacMaio 28, 20185min0

Quem ganha a quem no Grupo A do Mundial 2018?

Francisco IsaacMaio 28, 20185min0
Salah está em dúvida, Suarez chega com fome, Al-Sahlawi com vontade de marcar golos e Akinfeev vai ter de parar estes três...quem sai na frente no Grupo A do Mundial 2018?

No início do mês de Maio lançámos os jogadores-decisivos nos Grupos do Mundial, apresentando algumas estrelas e astros, mas também desconhecidos e novidades que vão deixar o leitor entusiasmados!

Agora juntámos os quatro personagens de cada grupo na mesma arena para perceber quem vai sair por cima, quem vai passar por uma “unha negra” e quem serão os derrotados desta fase de grupos.

No Grupo A relembramos que escolhemos Mohamed Salah, Luis Suárez, Al-Sahlawi e Igor Akinfeev. Como funciona este frente-a-frente? Vamos juntar partes das análises realizadas, olhar para os dados, perceber as “condições” a nível individual e colectivo e chegar a uma (proposta) de conclusão.

O CALENDÁRIO

Os jogos do Grupo A realizam-se a 14/15, 19/20 e 25 de Junho, sempre entre 2, 3 e 4 horas de diferença horária (os jogos em Moscovo são +2, Samara +3 e Yekaterinburg +4) de Portugal. Os jogos são os seguintes:

Jornada 1
Rússia-Arábia Saudita (Moscovo) 16h00
Egipto-Uruguai (Yekaterinburg) 13h00

Jornada 2
Rússia-Egipto (São Petersburgo) 19h00
Arábia Saudita-Uruguai (Moscovo) 16h00

Jornada 3
Rússia-Uruguai (Samara) 13h00
Arábia Saudita-Egipto (Moscovo) 15h00

OS DUELOS

Não há dúvidas que o duelo que se espera ansiosamente é o de Suárez e os seus Celestes frente a Salah e os restantes Faraós. Nesse aspecto em particular, Salah (e toda esta análise é feita a partir da perspectiva que o avançado recupera a tempo) está por cima ligeiramente pela sua forma a nível individual… mas olhemos com outros olhos.

Em termos de selecções, o Egipto ganhou por uma vez ao Uruguai no único encontro disputado pelas duas nações de sempre, em 2006. O Uruguai neste momento é uma equipa mais sólida e experiente, com as várias participações em torneios FIFA ao mais alto nível. Estão alguns conhecidos dos adeptos portugueses nos 26 convocados como: Cristian Rodríguez, Maxi Pereira, Sebastián Coates e Jonathan Urretaviscaya.

É uma selecção competente, forte e que está bem timbrada para este Mundial… agora, o Egipto, por sua vez, tem uma selecção rápida, que vai em fugas rápidas e com um elenco poderoso e inteligente. Mohamed El Neny, Ramadan Sobhi, El Hadary e Ahmed Fathy são algumas das “personagens” que vão liderar este conjunto.

Em termos de 1×1, Salah está na frente de Suárez neste momento. O avançado do Liverpool tem sofrido uma transformação inacreditável nos últimos dois anos e agora está no seu momento de melhor forma. Mais vibrante na área que Suárez esta época, foi um dos artilheiros dos campeonatos europeus e a passada e magia nos pés dá outra profundidade.

Suárez tem pelo seu lado a sua categoria na grande área, a forma como massacra os defesas opostos e a inteligência em criar espaço para os seus colegas com boas saídas e movimentações.

Em termos colectivos o Uruguai está na frente… em individuais, é Mohamed Salah o campeão.

O Egipto ganha, sem dúvida alguma, o duelo colectivo e individual ante a Arábia Saudita, mas a Rússia já é uma questão complicada de responder. Akinfeev vai ser um guardião duro de passar por, já que tem o público de casa a defende-lo e uma equipa que apesar de não ser fantástica, está altamente capacitada em fazer algo inesquecível.

Sem a lista finalizada de convocados há os seguintes nomes a reter: Sergei Ignashevich, Yur Zhirkov, Alan Dzagoev e Artem Dzyuba. O que o Egipto tem de se preparar é para a qualidade defensiva dos russos, que apresentam uma solidez bem interessante, para além de terem um ataque frio e mordaz. Salah vai ter um daqueles duelos titânicos com Akinfeev. Ganha o avançado pela velocidade e capacidade de rasgo… mas num dia perto do perfeito, Akinfeev é daqueles guardiões de defender tudo…e todos.

O Uruguai de Suárez é a equipa que mais tem a ganhar e a perder com o seu estilo de jogo… se apresentarem aquela anarquia no meio-campo que por vezes aparece, então podem apanhar sustos contra a Arábia Saudita ou ficar em cheque ante a Rússia. Mas se mantiverem as boas linhas de passe, o contra-ataque pelas alas e a segurança no meio-campo defensivo, serão um claro candidato aos oitavos-de-final.

Suárez tem tudo para derrubar a muralha de seu nome Akinfeev, mas terá de ser como Salah… inteligente, prático e rápido.

Em suma, este é a nossa previsão dos duelos:

Jornada 1
Rússia-Arábia Saudita VITÓRIA DE AKINFEEV E RÚSSIA
Egipto-Uruguai GANHA SALAH MAS O URUGUAI CONQUISTA OS PONTOS

Jornada 2
Rússia-Egipto  SALAH E O EGIPTO DÃO O PASSO DE GIGANTE!
Arábia Saudita-Uruguai SUÁREZ FAZ O GOSTO AO PÉ E O URUGUAI AGRADECE

Jornada 3
Rússia-Uruguai AKINFEEV AGIGANTA-SE MAS A RÚSSIA CAI
Arábia Saudita-Egipto SALAH ABRE CAMINHO PARA OS FARAÓS PASSAREM

QUEM PASSA?

Egipto e Uruguai, são as nossas apostas para o apuramento no Grupo A. A Rússia precisa de fazer algo de extraordinário em termos de estratégia ofensiva, assumindo uma velocidade de jogo e outro tipo de dinamismo, algo não tão próprio do seu estilo. Amordaçar Suarez e os restantes uruguaios vai ser complicado, mas um bloco que coloque pressão nas alas e aplique algum tipo de exigência no médio mais recuado dos celestes pode bloquear o ataque dos seus adversários.

Arábia Saudita vai lutar contra a sua história, já que nas últimas três participações não conquistaram qualquer vitória (na primeira aparição em 1994 foram até aos melhores 16) e será mais uma edição minimamente complicada para estes sauditas.

Foto: Getty Images

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter