25 Mai, 2018

[TOP-10] 200 metros mariposa femininos

João BastosAgosto 30, 20172min0

[TOP-10] 200 metros mariposa femininos

João BastosAgosto 30, 20172min0
Os 200 mariposa femininos contam, ainda, nos lugares cimeiros do seu ranking com verdadeiras lendas da natação portuguesa. Sara Oliveira lidera-o

Durante o mês de Agosto, o Fair Play lançará a série dos 10 melhores portugueses em cada prova de natação. Serão considerados apenas os tempos obtidos em piscina longa. Aqui estão as 10 melhores nadadoras dos 200 mariposa


À semelhança do top masculino, esta também é uma prova cheio de histórias e de históricas da natação portuguesa.

Desde logo, foi nesta prova que Portugal conseguiu o seu primeiro título europeu de juniores, quando Ana Francisco a venceu em Genebra, em 1995.

Para além disso, este é o top que teve mais nadadoras – a nadar a prova a que o top diz respeito – em Jogos Olímpicos. Ao todo foram quatro: Joana Arantes (Barcelona 1992), Ana Francisco (Atlanta 1996), Raquel Felgueiras (Sydney 2000 e Atenas 2004) e Sara Oliveira (Pequim 2008 e Londres 2012). Tendo em conta que Sandra Neves (já não está no top-10) representou Portugal em Seul 1988, tivemos em 7 edições consecutivas representantes portuguesas nesta prova em JO…e apesar da sequência ter sido quebrada em 2016, Ana Catarina Monteiro esteve com um pé no Rio de Janeiro.

Tal como nos 50 e 100 metros, Sara Oliveira é a recordista nacional nesta prova com 2:10.14, sendo, actualmente, o record nacional mais antigo da natação portuguesa (9 anos).

Algumas notas sobre o top-10 dos 200 metros mariposa femininos:

  • A única nova entrada no top, esta época, foi da júnior Inês Henriques, mas também Victoria Kaminskaya melhorou o record pessoal em 2016-2017;
  • Quatro nadadoras do top estão no activo, mas apenas três marcas foram estabelecidas nesta década
  • A nadadora mais velha do top é Joana Arantes (45 anos);
  • A nadadora mais nova do top é Inês Henriques (17 anos);
  • O Jamor surge como a piscina com mais melhores marcas (duas). Sete recordes pessoais foram estabelecidos fora do país.

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter