Os 15 Jogadores mais indisciplinados dos últimos 20 anos

Francisco IsaacNovembro 22, 20178min0

Os 15 Jogadores mais indisciplinados dos últimos 20 anos

Francisco IsaacNovembro 22, 20178min0
Sergio Ramos é um dos nomes entre outros 14 que bem gostam de receber cartões de várias cores. Descobre os jogadores mais indisciplinados de 1997 até agora

Quem são os jogadores mais indisciplinados dos últimos 20 anos? Quem são os nomes na lista “negra” dos acumuladores de amarelos, das expulsões desnecessárias, da agressividade arruaceira e por aí fora?

O Fair Play encontrou 15 jogadores que somaram 2002 cartões amarelos, 103 duplos-amarelos e 128 cartões vermelhos, em que o recordista conseguiu ser expulso por 46 vezes (!) um recorde mundial no futebol profissional.

Tinhas noção destes nomes? Quais é que te surpreenderam e quais é que já estavas à espera?

Gerardo Bedoya (Colômbia)

O vídeo podia falar só por si, mas devemos acrescentar mais umas quantas palavras antes que Bedoya nos faça qualquer coisa. O central, que podia jogar também a trinco, conseguiu ser expulso por 46 vezes (!) num total de 601 jogos. Somou apenas 80 amarelos em 17 anos de carreira, mas se procurarem a palavra “Vermelho” no dicionário, encontram referência a Gerardo Bedoya

Patrick Vieira (França)

O trinco francês era um jogador de classe, soberbo sem bola e um “monstro” com ela, tendo enchido os campos do Arsenal, Inter e Juventus. Porém, Vieira aparece nos piores registos disciplinares dos últimos anos com 154 amarelos e 15 expulsões (12 vezes pro acumulação de amarelos). Arranjou problemas com Roy Keane e outros colegas de posição, deixando uma marca bem vincada no futebol.

Roy Keane (Irlanda)

Ora se falávamos de Vieira temos que obrigatoriamente de falar de Roy Keane, o “enforcer” de Alex Ferguson. Em 400 jogos, o trinco acumulou cerca de 80 amarelos e 12 vermelhos, para além de vários jogos de suspensão. “Mau como as cobras”, Keane deixa saudades no “Teatro dos Sonhos” pela sua agressividade, paixão e espírito de luta.

Pepe (Portugal)

Pepe… um jogador que passa do 8 ao 80 em termos de agressividade. Um central que mistura bom toque de bola e excelente visão de jogo defensivo com uma “fisicalidade” fora das leis e um temperamento por vezes assustador. Numa carreira que já vai em mais de cinco centenas de jogos, o central luso já captou 158 amarelos, 5 duplos amarelos e 7 expulsões… quem se esquece do vermelho contra a Alemanha no Mundial em 2014?

Marco Materazzi (Itália)

Ah, Itália… país que nos deu invenções revolucionárias, artistas espectaculares, também deu grandes centrais como Maldini ou Baresi. Porém, também “criou” jogadores como o central lendário do Inter de Milão, Marco Materazzi. Por vezes não media a sua própria força ou optava por disputar de uma forma mais “agressiva” e pouco leal, Materazzi também era um “apaixonado” por provocar colegas de profissão… já agora 140 amarelos e 15 vermelhos (só seis é que foram directos).

Zinédine Zidane (França)

Um dos maiores maestros do Desporto Rei, também era dos jogadores com pior comportamento dentro de campo. Os 14 vermelhos directos em 789 jogos ficaram para sempre nos registos do futebol mundial, em especial um deles marcou para sempre uma página no futebol… o Mundial de 2006. Em Madrid o “mágico” acalmou, mas em Turim a história foi outra… terá Zidane aprendido com Vieira ou o contrário?

Javier Mascherano (Argentina)

Mascherano… o central/trinco das Pampas até conseguiu ser expulso quando estava a ser levado para fora do campo, o que demonstra aquele “fogo incendiário” próprio dos jogadores sul-americanos. Num total de 515 jogos, já recebeu ordem de expulsão por 12 oportunidades somando ainda 145 amarelos.

Paulinho Santos (Portugal)

Uma das “lendas” do final do século XX do FC Porto, Paulinho Santos era conhecido pelo seu temperamento pouco agradável, algo que Sá Pinto, João Vieira Pinto ou Jorge Costa também partilhavam. Porém, o médio em 316 jogos coleccionou 80 amarelos, 3 duplos amarelos e 5 vermelhos, naquilo que até nem é uma estatística tão má como se poderia, num primeiro momento, pensar.

Gennaro Gattuso (Itália)

Gattuso não herdou o espírito maquiavélico de alguns colegas de profissão… preferia ir directamente ao problema, fosse ao murro, pontapé, empurrão… como fosse! Em 671 jogos, o médio arrancou 156 amarelos e 7 vermelhos. O italiano já era tão entendido na arte dos cartões que chegou a “emprestar” um de um juiz na Suíça, admoestando um adversário em pleno jogo.

Kevin Muscat (Austrália)

Conhecido como o “Jogador mais odiado na Premier League”, Kevin Muscat somou 127 amarelos, 3 duplos amarelos e 12 cartões vermelhos em 19 anos de carreira. O australiano foi obrigado a retirar-se devido a uma suspensão que duraria até 10 jogos… e isto a jogar em “casa”. Agressividade em ponto puro!

Cyril Rool (França)

Bem…. Cyril Rool, o gaulês que gostava de entrar com os pés juntos a todo e qualquer lance, o que explica os 27 cartões vermelhos numa carreira que não chegou aos 400 jogos. Para além disso, somou 140 amarelos e suspensões/reprimendas atrás de… bem suspensões/reprimendas. “Mon Dieu…”

Daniel Alves (Brasil)

Querem polémica, controvérsia, agressividade e paixão? Então Dani Alves é o homem a ir! O super lateral-direito está a caminho dos 800 jogos, numa carreira carregada de títulos e cartões! 197 amarelos e 12 cartões vermelhos, alguns desacatos e confusões com colegas da própria equipa demonstram que Dani Alves é, sem dúvida, merecedor de um lugar nesta lista!

Joey Barton (Inglaterra)

Quem é que se podia esquecer do grande Joey Barton? Um contestatário total fora de campo e um médio extremamente irritante e que já foi suspenso inúmeras vezes pelo comportamento errado dentro das quatro-linhas. Em toda a carreira, Barton recebeu 114 amarelos, 4 duplos amarelos e 5 vermelhos directos, alguns por agressões bárbaras onde não houve nem desculpa, nem perdão. O “bad boy” da Premier League!

Walter Samuel (Argentina)

Outro “menino” do Inter que tanto fazia espectaculares prestações no eixo defensivo, como tinha descontrolos totais e acabava por dar uma “sarrafada” sem razão. O argentino mesmo assim gozou da “liberdade” física da Serie A para evitar ser expulso de uma forma mais consistente. 152 amarelos e 5 expulsões ficam para o registo do central.

Sergio Ramos (Espanha)

E o último jogador da lista vai para o único e especial Sergio Ramos! O central do Real Madrid já conta com 241 amarelos, 18 duplos amarelos e 7 expulsões numa carreira que está ultrapassou os 750 jogos. Ramos tanto veste a pele de Salvador de Madrid, como consegue ser o maior inimigo do Bernabéu. E de pensar que já fez dupla com Pepe… um pensamento, no mínimo, assustador.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter