O Estádio Prater: de recordação da Grande Guerra a Sonho do FC Porto

João FreitasDezembro 23, 20183min0

O Estádio Prater: de recordação da Grande Guerra a Sonho do FC Porto

João FreitasDezembro 23, 20183min0
Era um daqueles edifícios marcado por grandes ou infelizes memórias do pós-1ª Guerra mas que não deixou de ser uma marca do futebol europeu. O Prater contado pela Enciclopédia do Desporto em Português

Estádio Prater, atualmente Ernst-Happel Stadion (Viena, Áustria).

Uma das consequências mais imediatas do fim da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) foi a derrocada dos Impérios da Europa Central (Alemão, Austro-Hungaro, Russo) e a sua substituição por repúblicas.

O Império Austro-Húngaro (1867-1918) daria lugar a várias republicas – Áustria, Hungria, Tchecoslováquia, etc. A 4 de Maio de 1919, a cidade de Viena realiza as suas primeiras eleições e torna-se na primeira cidade do mundo com mais de 1 milhão de habitantes a eleger um governo socialista para a administração local.O SPÖ (Sozialdemokratische Partei Österreichs – Partido Social Democrata Austríaco) iria gerir uma “nova Viena” de 1918 até 1934.

A “Rotes Wien” (“Viena Vermelha”) foi administrada por um dos partidos mais influentes no panorama do pensamento social Europeu – alguns dos mais eminentes pensadores socialistas eram austríacos: Rudolf Hilfreding, Otto Bauer, etc.

Para financiar esta “nova cidade”, Hugo Breitner – conselheiro fiscal da cidade – decidiu introduzir um imposto sobre os artigos de luxo e propriedade privada, tendo de seguida canalizado as verbas para a construção de habitações sociais, educação e saúde.

Em 10 anos, foram construídos em Viena 380 prédios sociais, com mais de 64,000 apartamentos – o seu mais famoso exemplar é o Karl Marx Hof.E o desporto – pela sua grande popularidade entre os meios operários – não ficou de fora dos investimentos do SPÖ.

A grande obra desportiva da “Viena Vermelha” foi o Prater Stadion. Construído entre 1928-1931 para acolher a segunda edição das Olimpíadas Operárias Internacionais. Tinha a lotação para 60,000 pessoas, mas foi alvo de intervenções com o passar do tempo, aumento essa capacidade para 90,000 e melhorando as infraestruturas.

Em 1993 decidiriam mudar de nome ao estádio para homenagear um dos maiores nomes do futebol austríaco, Ernst Happel.Porém, o fim deste projeto social que foi a “Viena Vermelha” do SPÖ dar-se-ia em 1934, com a ascensão do fascismo austríaco sob o comando de Engelbert Dollfuss. Mas Viena não cairia sem dar luta, a 12 de Fevereiro de 1934 a o operariado vienense, militantes comunistas e socialistas ocupariam a cidade para tentar vencer o fascismo na rua. Seguiu-se um período forte de repressão, com cerca de 1000 mortos, prisões de figuras de esquerda e o fuzilamento de 10 militantes comunistas.

A 12 de Março de 1938 dá-se o Anschluss, a anexação da Áustria pela Alemanha Nazi, tendo esta sido libertada pelo Exercito Vermelho em 1945.Seria neste estádio que o Futebol Clube do Porto sagrar-se-ia Campeão Europeu, mais precisamente a 27 de Maio de 1987 e tendo  como zénite o golpe de gênio do argelino Madjer.

Foto: Kleinebooks

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter