Carlos Marques Lopes e o papel das piscinas de ondas no surf

Palex FerreiraAbril 10, 20214min0

Carlos Marques Lopes e o papel das piscinas de ondas no surf

Palex FerreiraAbril 10, 20214min0
O Fair Play entrevista Carlos Marques Lopes para perceber o papel das piscinas de ondas no surf e muito mais! Lê tudo aqui!

O surfista Carlos Marques Lopes foi entrevistado por Palex Ferreira e falou sobre a importância e papel das piscinas para o treino de surf. Lê toda a entrevista e fica a saber o impacto desta “ferramenta”.

Nome/Idade tempo de surf?

Carlos Marques Lopes – 37 Anos.

Porquê o surf clássico?

Surfei sempre com bons amigos que influenciaram o meu Surf e neste momento estou bastante confortável, nunca quis ser competitivo no surf prefiro o prazer que tiro do longboard e o conforto de fazer quase todas as ondas até ao final!!

Estás associado à nova piscina de ondas na Suíça, como é que tudo aconteceu, como foste parar à piscina de ondas? Para além de estares associado à Piscina de Ondas, também costumas shapar as tuas pranchas e para alguns amigos, como é shapar uma prancha e surfar com ela, que sentimento?

Eu estou na Suíça há 8 anos e tudo mudou, pensei que tudo teria acabado, e no surf só iria surfar nas férias! No entanto conheci um grupo de bons rapazes suíços, que tinham começado a fazer pranchas, apenas por diversão, com 2 ou 3 vendas por ano, para conseguir viajar e apanhar umas seria espectacular, rapidamente comecei a fazer surf com eles, e aproveitei para tirar o maior proveito das pranchas possível na água, sempre com muitos sorrisos na água!!!

O Adam Bonvin pediu-me para lhe fazer um longboard em 2016, momento que soube que estava Alaia Bay (Piscina de ondas) já com projecto aprovado.

Então comecei a trabalhar com ele e a acompanhar toda a evolução do projecto directamente!

O sentimento mesmo que não ande 😂😂😂 é fazer um bom trabalho para guardar como mais um trabalho mais um exemplo!!!

Quem são para ti os melhores shapers nacionais e Mundiais?

Shapers nacionais com muita insistência para mim desde início são Paulo Jacinto, Marco Tainha BloodBrothers INC, Nico Wavegliders, Lufi sem dúvida e o Daniel da RetroMovement!!! Por muito diferentes que sejam como pessoas tenho certeza que serão sempre exemplos excelentes!

International Tyler Hatzikian, Cooperfish, Matt Calvani, Ryan Lovelace, John Wesley!

Achas que as piscinas de ondas vieram trazer outra evolução ao surf de alto nível? mas também ao de aprendizagem. Como achas que a evolução das piscinas de ondas vai crescer?

Máquinas não substituem o mar de forma alguma, mas é a máquina para evoluir e preparar qualquer surfista iniciar o surf no mar todos sabemos que não é fácil por vezes! Treinar todos os dias com condições perfeitas é como se fosse um sonho tornado realidade e é possível hoje!

Achas que Portugal deveria ter uma? Como temos uma fronteira com o Oceano Atlântico e tantas ondas disponíveis para surfar, achas que as piscinas podem aligeirar o crowd em dias de bom surf?

Piscina de ondas em Portugal: a pessoa que fez e construiu a WaveGarden (Josemar) vive em Zarautz, em frente ao mar, sem problemas de ondas, mas com mais de 50 anos é muito bonito ver alguém com uma disposição física invejável para surfar diariamente com um excelente nível de surf!

Era uma mais valia para todos nós em Portugal e Espanha permite a evolução do surf e não haverá dias mais de surf, os nossos atletas Surf, longboard e bodyboard poderão treinar arduamente para competir em qualquer lugar com qualquer tipo de ondas, que é realmente a diferença tendo como opção cerca de 30 tipos de ondas à escolha, começando por uma pequena onda para crianças iniciantes, uma onda de quase 2m para um competidor ou um bom nível de surf terminar com uma sessão de tubos bem potente!!!

Praticas outro tipo de desporto? Qual(ais)? e porque razão?

Sempre que consigo vou treinar boxe, Kickboxing ou Brazilian Jiu-Jitsu!!! Gosto de aprender e ajuda no surf fisicamente!

Foto: Arquivo Pessoal

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter