19 Fev, 2018

Hóquei Clube Braga – À procura da manutenção

José NevesOutubro 7, 20174min0

Hóquei Clube Braga – À procura da manutenção

José NevesOutubro 7, 20174min0
Equipa minhota parte para a nova época com o objectivo da manutenção, algo que não consegue alcançar desde a temporada de 2012-13.

O HC Braga regressa ao primeiro escalão após uma ausência de apenas uma temporada, aliás, a turma bracarense tem estado constantemente em mudança desde que foi despromovida em 2013-14, oscilando entre a primeira e a segunda divisão.

Na temporada passada o Braga não deu hipótese aos seus rivais na zona norte da segunda divisão terminando o campeonato invicto e com apenas 4 pontos perdidos, fruto dos empates nos terrenos do Famalicense a quatro bolas e do Infante Sagres a seis. Foi uma equipa que mostrou veia goleadora encontrando o fundo da rede por 187 vezes, numa média ligeiramente acima dos 7 golos por jogo.

Ainda assim a turma bracarense foi incapaz de bater o HCP Grândola, vencedor da zona sul, no playoff de apuramento do campeão perdendo por 10-9 no agregado da eliminatória e falhando assim a conquista do título de campeão após uma primeira fase de campeonato irrepreensível.

Francisco Veludo, internacional angolano, é peça importante do Braga (fonte: facebook Hóquei Clube Braga)

 

Nova época, novos objectivos

O HC Braga chega novamente à primeira divisão com o objectivo da manutenção, e das três equipas que garantiram a promoção para a esta edição do campeonato o Braga é aquela que parece ter maiores probabilidades de sucesso.

Com um misto de experiência e juventude, o técnico Vítor Silva aposta em três jovens da formação internacionais de sub-20 por Portugal, António Trabulo (campeão do Mundo de sub-20 em 2017 e da Europa em 2016), Carlos Loureiro (campeão da Europa de sub-20 em 2016) e Gonçalo Meira (campeão do Mundo de sub-20 em 2017). Três promessas do hóquei nacional de inegável qualidade.

Destacam-se no plantel o guarda-redes Francisco Veludo, internacional angolano que na primeira divisão já representou Juventude de Viana e Tigres de Almeirim e por onde passará grande parte do possível sucesso dos bracarenses na tarefa de alcançar a manutenção. Destaque também para Pedro Delgado que terminou a temporada passada no topo da tabela dos melhores marcadores da segunda divisão com 67 golos apontados.

No que a caras novas diz respeito, o HC Braga apresenta apenas um reforço, é ele Gonçalo Suissas, experiente avançado português que conhece o 7º clube da carreira. Formado no CD Paço de Arcos onde se estreou enquanto sénior, rumou a norte onde realizou três temporadas na Juventude Viana e duas no FC Porto, tendo nos dragões conquistado um campeonato. Nas três temporadas seguintes haveria de conhecer três camisolas diferentes, Candelária, UD Oliveirense e AD Valongo. Voltou a Viana do Castelo onde jogou nas últimas duas temporadas chegando agora a uma equipa com objectivos diferentes daqueles a que está habituado e onde terá um papel de maior protagonismo.

De saída estão três jovens com destino a equipas do segundo escalão. João Campos e Miguel Castro são reforços do Riba d’Ave HC, equipa que na temporada passada jogou na primeira divisão acabando relegada, Duarte Machado abandona os bracarenses rumando à AD Limianos, equipa recém promovida da terceira divisão.

Gonçalo Suissas é único reforço dos bracarenses (fonte: facebook Hóquei Clube Braga)

O HC Braga será uma equipa interessante de seguir esta temporada e que apesar de estar envolvida na luta pela manutenção tem certamente qualidade e talento para permanecer na primeira divisão. Contando com um colectivo interessante e comandados por um técnico experiente e com provas dadas no hóquei português.


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter