21 Fev, 2018

[TOP-10] 50 metros bruços masculinos

João BastosAgosto 19, 20172min0

[TOP-10] 50 metros bruços masculinos

João BastosAgosto 19, 20172min0
Carlos Almeida é o recordista nacional de todas as distâncias de bruços, seja em piscina longa ou curta. Nos 50 metros lidera com 28.16

Durante o mês de Agosto, o Fair Play lançará a série dos 10 melhores portugueses em cada prova de natação. Serão considerados apenas os tempos obtidos em piscina longa. Eis os 10 melhores dos 50 bruços


Carlos Almeida é recordista nacional da prova desde 2012, melhorando depois a marca em Julho de 2013, nos Mundiais de Barcelona. Os 28.16 deixaram o nadador com uma vantagem considerável para o segundo melhor português de sempre – o recordista nacional antes de Almeida – José Couto, com os seus 28.51 trazidos dos Mundiais de Fukuoka.

Destaque para presenças que à partida eram pouco esperadas: Alexandre Agostinho, apesar de não ser um brucista, foi provavelmente o maior talento da velocidade portuguesa e o 5º lugar deste top prova isso mesmo; e os especialistas de estilos Alexis Santos e Diogo Carvalho, não sendo brucistas nem velocistas, são nadadores que não têm nenhuma prova que nadem mal. Neste top estão no 4º e 8º lugar, respectivamente.

Algumas notas sobre o top-10 dos 50 metros bruços masculinos:

  • Cinco nadadores nadaram abaixo de 29 segundos; Apenas um abaixo de 28’50;
  • Alexis Santos e Simão Capitão foram as novas entradas do ano, num top em que apenas 4 nadadores fizeram as suas melhores marcas nesta década;
  • O nadador mais velho do top é José Couto (39 anos);
  • O nadador mais novo do top é Simão Capitão (20 anos);
  • Alexandre Agostinho, Ricardo Varela e Diogo Carvalho fizeram as suas melhores marcas na mesma competição: Nacionais de Faro 2009. Para além disso, Alexandre e Ricardo fizeram exactamente o mesmo tempo;
  • Pela primeira vez, não é Coimbra a piscina mais rápida, mas sim Faro com os três tempos referidos anteriormente.

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS




Newsletter


Categorias


newsletter