Domínio italiano no Mundial de Clubes de voleibol

Thiago MacielDezembro 9, 20195min1

Domínio italiano no Mundial de Clubes de voleibol

Thiago MacielDezembro 9, 20195min1
O Mundial de Clubes de voleibol foi dominado por italianos, nomeadamente pelo Lube Civitanova que acabou por levantar o troféu e contou com o MVP da competição. Descobre tudo aqui!

Resumo 1° fase

No mundial masculino tivemos apenas quatro equipes, que jogaram entre si para definição das semifinais. Apesar do equilíbrio na tabela de classificação houve um claro domínio do Lube Civitanova(ITA), que venceu oitos sets diretos e no segundo set do jogo contra o Zenit Kazan(RUS) colocou os reservas em quadra, pois já garantira a primeira colocação, poupando assim os titulares, e acabou perdendo por 3×2. Destaque também para o bom jogo entre Sada/Cruzeiro e Zenit Kazan na 1° rodada com a surpreendente vitória por 3×0 para a equipe brasileira.

Ao final da 1° fase tivemos os seguintes resultados e juntamente com a respectiva classificação, que segue abaixo:

Terça-feira (3/12)
Lube Civitanova 3 x 0 Al-Rayyan (25-16, 25-18, 25-13)
Sada/Cruzeiro 3 x 0 Zenit Kazan (25-20, 25-20, 25-22)

Quarta-feira (4/12)
Zenit Kazan 3 x 1 Al-Rayyan (21-25, 25-20, 25-23, 25-21)
Sada/Cruzeiro 0 x 3 Lube Civitanova (23-25, 28-30 e 15-25)

Quinta-feira (5/12)

Lube Civitanova 2 x 3 Zenit Kazan (25-12, 25-23, 12-25, 20-25, 10-15)
Sada/Cruzeiro 3 x 0 Al-Rayyan (25-20, 25-16, 25-17)

1° – Lube Civitanova 7 pontos  2 vitorias
2° – Sada/Cruzeiro   6 pontos 2 vitórias
3° – Zenit Kazan       5 pontos 2 vitórias
4° – Al-Rayyan           0 ponto 0 vitória

Já no campeonato feminino a primeira fase teve um predomínio das italianas, Novara e Conegliano, ambas ganhando seus grupos. Lembrando que a primeira fase era composta de dois grupos de quatro onde as equipes se enfrentavam entre si e as duas primeiras equipes classificavam para as semifinais, e também lembrando que vitória de sets diretos ou por 3x 1 garantem 3 pontos e vitória por 3 x 2 dão 2 pontos para a equipe vencedora e 1 pontos para a derrotada.

Ao final da primeira tivemos os seguintes resultados e por conseguinte a devida classificação final abaixo:

Terça-feira (3/12)
Conegliano 3 x 1 Eczacibasi (25-20, 25-22, 22-25, 25-21)
Dentil/Praia Clube 0 x 3 Vakifbank (25-27, 20-25, 20-25)
Itambé/Minas 1 x 3 Guangdong Evergrande (22-25, 26-28, 25-23, 25-22)
Tianjin 2 x 3 Novara (25-17, 25-15, 18-25, 15-25 e 11-15)

Quarta-feira (4/12)

Itambé/Minas 0 x 3 Eczacibasi (17-25, 23-25 e 16-25)
Guangdong Evergrande 0 x 3 Conegliano (16-25, 22-25 e 21-25)

O MVP da competição! (Foto: Web Volei)

Quinta-feira (5/12)

Novara 3 x 2 Vakifbank (25-21, 25-22, 25-27, 24-26 e 15-12)
Dentil/Praia Clube 2 x 3 Tianjin (21-25, 19-25, 25-22, 25-16 e 14-16)
Conegliano 3 x 2 Itambé/Minas (25-17, 25-19, 20-25, 22-25, 28-26)

 Sexta-feira (6/12)

Dentil/Praia Clube 0 x 3 Novara (21-25, 24-26, 19-25)
Eczacibasi 3 x 0 Guangdong Evergrande (25-21, 25-9, 25-15)
Tianjin 0 x 3 Vakifbank (15-25, 14-25, 19-25)

Grupo A

1° – Conegliano 7 pontos       3 vitorias
2° – Eczacibasi 7 pontos       2 vitórias
3° – Guangdong Evergrande 3 pontos 1 vitória
4° – Minas Tênis           1 ponto 0 vitória

Grupo B

1° – Novara         8 pontos      3 vitorias
2° – Vakifbank    6 pontos      2 vitórias
3° – Tianjin         3 pontos 1 vitória
4° – Praia Clube           1 ponto 0 vitória

Campeões Inéditos

A primeira semifinal do mundial masculino envolvia os 2° e 3° colocados na primeira fase, no caso o Sada/Cruzeiro contra o Zenit Kazan. E a equipe brasileira garantiu a vaga para a final com uma vitória por 3×0(25-21, 25-22 e 25-23), a segunda vitória sobre a equipe russa foi mais categórica do que a da estreia, pois o Zenit Kazan não mostrou desinteresse pelo jogo, ele simplesmente não conseguiu incomodar o Sada/Cruzeiro em grande parte do jogo.

Em relação a segunda semifinal o Lube Civitanova confirmou o favoritismo e derrotou o Al-Ryyan do Catar por 3×0(25-15, 25-17, 25-22) num jogo tranquilo, que serviu mais como um treino de luxo.

Assim Lube Civitanova e Sada/Cruzeiro se enfrentaram na grande final, o Sada/Cruzeiro tentando o quarto título enquanto o Lube Civitanova buscando uma conquista inédita.

Depois de 2h24min de partida o Lube Civitanova, após bater na trave nos anos anteriores, conquistou o mundial de clubes ao vencer o Sada/Cruzeiro por 3×1(25-23, 19-25, 31-29, 25-21), com direito a um terceiro set que durou nada menos que 50 minutos. Foi um show de jogadas incríveis, belas defesas e muita habilidade no ataque de ambos os times. Destaque para o brasileiro Leal e o Italiano Juantorena que marcaram 20 pontos cada um e pelo lado cruzeirense o argentino Facundo Conte foi o maior pontuador da partida com 21 pontos.

No mundial feminino, apenas dois países estiveram representados nas semifinais do Campeonato Mundial feminino de clubes, em Shaoxing, na China. dois representantes italianos e dois turcos na disputa pelo título.

As semifinais foram dois jogaços, no primeiro do dia o Conegliano(ITA) tornou-se o primeiro finalista ao vencer o Vakifbank(TUR) por 3×2(25-23, 20-25, 25-23, 21-25 e 23-21), com um show da oposta Egonu que fez nada mais que 38 pontos, onde 34 foram de ataques, era a bola de segurança da levantadora Wolosz da equipe italiana. O Conegliano chegou a estar perdendo por 14 a 10 no tie-break, mas contou com sua craque para uma virada épica.

No segundo jogo o Eczacibasi(TUR), que depois de duas edições perdendo nas semis, venceu o Novara(ITA) por 3×2(25-21, 23-25, 25-11, 23-25 e 15-13), com excelente atuação do bloqueio da equipe turca, foram 20 pontos neste fundamento, além de inúmeros contra ataques proporcionados por bolas amortecidas.

Na final encontraram-se o Eczacibasi em busca do terceiro título mundial e o Conegliano que jogava pelo título inédito, e tivemos a vitória do da equipe italiana por 3×1(22-25, 25-14, 25-19 e 25-21), com mais uma atuação da oposta Egonu que fez 33 pontos e ajudou a garantir a virada do jogo e o primeiro título mundial para o Conegliano.

Classificação Final e melhores do campeonato

Mundial Masculino

Classificação Final

1° – Lube Civitanova

2° – Sada/Cruzeiro

3° – Zenit Kazan

4° – Al-Rayyan

MVP: Bruninho (Civitanova)
Oposto: Evandro (Sada Cruzeiro)
Pontas: Juantorena (Civitanova) e Conte (Sada Cruzeiro)
Centrais: Volvich (Zenit Kazan) e Simon (Civitanova)
Líbero: Balaso (Civitanova)
Levantador: Bruninho (Civitanova)

Mundial Feminino

Classificação Final

1° – Conegliano

2° – Eczacıbaşı

3° – VakıfBank

4° – Novara

5° – Itambé Minas

6° – Praia Clube

7° – Guangdong Evergrande

8° – Tianjin

MVP: Egonu (Conegliano)
Melhor levantadora: Wolosz (Conegliano)
Melhor oposto: Haak (Vakifbank)
Melhores pontas: Hill (Conegliano) e Kim (Eczacibasi)
Melhores centrais: Gunes (Vakifbank) e De Kruijf (Conegliano)
Melhor líbero: Akoz (Eczacibasi)


One comment

  • Cibele Abuquerque

    Dezembro 9, 2019 at 11:15 pm

    achei a matéria muito legal, adoro vôlei. Esse torneio foi muito bom.

    Reply

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter