Portugal perdeu um ícone – Até já Dapin!

Palex FerreiraDezembro 1, 20213min0

Portugal perdeu um ícone – Até já Dapin!

Palex FerreiraDezembro 1, 20213min0
Um dos maiores surfistas dos últimos 40 anos em Portugal, Dapin é relembrado por Palex Ferreira numa curta homenagem feita no Fair Play

No passado dia 29 de Novembro a notícia caiu que nem uma bomba no mundo do surf em Portugal, o talentoso João Alexandre, mais  conhecido por “Dapin”, deixou-nos assim de repente, levando a um sentimento nacional de tristeza, dos mais novos aos mais velhos, já que todos sabem quem é o DAPIN, e o que ele fez ao e pelo surf português. Infelizmente, não foi uma bomba mas sim um sentimento ainda pior, que deixa um vazio na modalidade e a todos que conheciam bem o surfista.

Dapin era dono de uma atitude “against the mainstream” ou “against the system”, foi nos anos 80/90 um dos maiores talentos que existiu por cá, dono de um estilo agressivo e fluído, com manobras “americanas” no seu repertório de surf, junto de outros mas especial na forma fluída como atacava as ondas, de preferência esquerdas, parecia estar sempre muito à frente do seu tempo, então dentro água era bem notório.

Dapin costumava escolher as melhores ondas se possível com menos crowd, para espalhar aquele surf que agora se eclipsa nas “nossas” ondas.

Conhecido por ser rebelde, dentro de água e fora dela, não passava despercebido quando estava a surfar, velocidade, timing, batidas fortes, era o Dapin em vários picos por este Portugal fora, Portugal perdeu um dos seus maiores talentos de sempre, mas o legado esse jamais desaparecerá, nas memórias de muitos, na cultura do surf português.

Dapin Fotografia de André Carvalho

Nos anos 90 esteve na Austrália e por lá evoluiu ainda mais linha do seu surf moderno, ganhando alguns eventos pelas antípodas com a bandeira lusa, campeão de muitas etapas por cá e no antigo circuito europeu o EPSA (European Surfing Surfing Association). Em nome de todos obrigado por tudo o que fizeste, pela arte que como tantos outros dessa geração de ouro do surf nacional, fica um vazio no surf português.

Está previsto ser uma enorme homenagem amanhã na “tua” praia de Carcavelos onde os teus amigos e fãs te vão fazer um tributo, por tudo que deste ao surf nacional e que provocaste a revolução no surf português e europeu, com esse teu estilo hardcore no mar e na vida, a imagem que agora perdurará para sempre nas praias por onde passaste, aos que tiveram a sorte de teres convivido e falado com eles, esses são uns sortudos porque conseguiram falar e surfar com um ícone do surf português, mas sorte também de quem te admirou fora de agua a ver-te espalhar água nas ondas que destruías com esse nível de sempre e que ficará para sempre.

Deixaste a tua imagem na tua praia, nas tuas ondas preferidas algures entre Carcavelos, a Praia das Maçãs, entre tantos outros spots, por onde foste surfando e não há como descrever o talento, a atitude, a garra digna de um dos maiores ícones de sempre português.

Perdemos mais um ídolo de gerações, e só temos que idolatrar-te como sempre fizemos!

Obrigado e Até já, Dapin! Muita força a todos! e Descansa em Paz!

Fotografia de André Carvalho – https://www.andrecarvalhophoto.com/

Dapin – Fotografia de André Carvalho

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter