Porque razão a aderência às nossas pranchas pode fazer a diferença?

Palex FerreiraAgosto 22, 20203min0

Porque razão a aderência às nossas pranchas pode fazer a diferença?

Palex FerreiraAgosto 22, 20203min0
Wax e decks são essenciais para dar outra aderência às pranchas de surf, longboard, etc? Explicamos o porquê da importância destas ferramentas e algumas ideias em termos de aplicação

O surf sempre requereu uma data de elementos que no seu total permitem à  malta fazer umas ondas ou não. É uma arte de deslizar e para tal temos que ter tudo preparado para que tudo corra bem em cada sessão.

Os surfistas precisam ou têm a necessidade de ter aderência quando se metem numa onda, e para tal necessitam de requerer e contratar alguns materiais que são essenciais para uma boa sessão como o wax, a cera que permite que no oceano tenhamos grip (aderência), não podendo esquecer que muitos outros usam os Decks quer não só na traseira (Tail) quer na prancha toda. Mas como escolher os melhores, eu pessoalmente tenho marcas que gosto e que não têm falhado no momentos críticos, ou seja, raramente escorrego.

No meu, e no caso em especifico da disciplina de Longboard, o wax vai de uma ponta à outra, para manobras mais clássicas (efectuadas no nose, ou seja na parte da frente) e outras mais progressivas (utilizando a parte traseira), daí estar sempre atento com o estado do wax ou deck.

Como se deve colocar? Claro que existem milhares de formas de colocar o wax, pessoalmente faço desta forma: desenho um género de quadriculado pela zona que se pretende e depois desenho de forma suave a barra de wax em forma circular que vai fazendo o enchimento da mesma e de forma homogénea pela prancha toda.

No caso de surf vê-se muito com wax à frente (no local do pé dianteiro) e decks atrás. As marcas de surf-wax têm desenvolvido basecoats wax, que é mais rijo e serve para que o wax fique com menos quantidade colocada e mais aderência quando se o coloca, escolhido por cada um, ou seja, fica melhor a prancha para uma sessão de surf agradável sem escorregar nos momentos críticos.

Depois é manter o mesmo em bom estado. Existem vários tipos de wax, como é óbvio uns mais duros e outros mais moles, depende do gosto de cada um para fazer essa escolha.

As marcas que pessoalmente utilizo são o SexWax caixa verde, ou em menos quantidade o Fuwax azul. Essas são as minhas marcas preferidas, o SexWax desde sempre e mais recentemente o Fuwax, ambas disponíveis em praticamente todas as Surfshops. Claro que existem outras tantas marcas, mas como não utilizo tanto não comento, marcas como o Mrs Palmers, entre tantas outras.

No caso dos decks aí a escolha é enorme e a gama de também elevada, uns mais rijos outros mais moles, deixando este asunto para um artigo de futuro se tal se achar necessário, porque o autor é apenas mais um no meio de milhares de surfistas que actualmente se apaixonam pelas ondas, e cada um pode ou tem uma opinião diferente!

A escolha é de cada um surfista e desde que se sintam bem na crista da onda e no mar é o que importa!

Ps: Obrigado ao João Lopes da Aura, a.k.a. Johnny da Reef, surfista Oldschool da CAPARICA, por apoiar sempre com o SexWax desde há muito tempo e os decks da Creatures of Leisure.

A aplicação do wax na vossa prancha (Foto: Getty Images)

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter