Paulo Jacinto um “artesão” da margem sul

Palex FerreiraJulho 12, 20193min0

Paulo Jacinto um “artesão” da margem sul

Palex FerreiraJulho 12, 20193min0
No decorrer do início do Verão fomos falar com o Paulo Jacinto, shaper de longboard que habitualmente costuma andar pela Margem Sul e Ericeira. Lê tudo o que ele tem para dizer!
gliding…. Foto: Arquivo Pessoal

No decorrer do início do Verão fomos falar com o Paulo Jacinto, shaper de longboard que habitualmente costuma andar pela Margem Sul e Ericeira, entre outros spots.

 

Paulo Jacinto
Zona: Costa de Caparica
Idade: 47
Anos de surf: 35

 

Quem é Paulo Jacinto (fala um pouco de ti … Se quiseres claro!!)

Sou um puto humilde que curte partilhar umas ondas com os amigos, beber umas jolas e fazer umas pranchas do método tradicional.

Qual a melhor onda para longboard em Portugal?

Se perguntares onde mais gosto de surfar obviamente que responderia em casa (CAPARICA) mas acho que Ribeira D’Ilhas é a melhor onda Portuguesa para o “trimming”.

Qual a manobra de longboard que mais gostas de fazer e de ver?

Bem há várias de que gosto desde que o estilo clássico se imponha mas um hang ten é sempre um hang ten.

O que significa surf para ti?

Eu vejo o surf como um ritual espiritual, depois de uma boa sessão acho que saio de água uma melhor pessoa, não te acontece?

Paulo Jacinto foto: Endless Fun (Joel Reis)
Como vês atualmente o surf em geral?

Custa me tanto responder a esta pergunta… mas acho que toda a gente quer tirar partido dele para ganhar dinheiro e aí perde-se a verdadeira essência que é a parte espiritual.

Consideras que um shaper é um artesão que procura dar a harmonia através das pranchas que cria? S

em dúvida alguma, por isso sou contra a produção das pranchas em série.

Como foi até hoje a tua evolução enquanto shaper, trabalhaste com outros shapers (nacionais ou internacionais) ou sempre procuraste descobrir o caminho sozinho?

Procurei sempre melhorar a minha técnica de uma maneira ou de outra, mas quando se tem contato como eu tive com grandes nomes do shape internacional como Rich Pavel, Chris Christenson, Manuel Caro e outros é sempre tudo mais fácil claro, mas o que me dá mais prazer no design de pranchas é desenvolver os meus próprios modelos levá-los para dentro de água e aos poucos ir testando e melhorando.

Como vês atualmente o longboard em termos globais? (freesurf e competitivo)

Para mim será só é sempre o lado soul nada de competição (risos)

O que é para ti o LOG?

É outra forma de expressão nas ondas nem melhor nem pior que outras.

Quem é o melhor log do mundo atualmente e que são as tuas referências de surf e shape?

Joel Tudor, Alex Knost, Jimmy Gamboa, entre outros no shape curto inspirar me nas formas antigas do Greg Noll, Bing Coopeland, Skip Frye etc.

Que prancha foi a melhor para ti, até hoje?

São todas boas a mágica está para sair lolol

O que achas do longboard em Portugal nos últimos anos, a sua evolução, o número crescente de adeptos, e como estão atualmente as coisas nas praias?

Está a crescer muito mas de forma desorganizada penso eu, é moda cultura há muito pouca infelizmente.

Uma mensagem que gostarias de passar a todos?

Sigam o vosso coração, partilhem ondas, pratiquem a paz e sejam felizes.

Aloha


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter