O que precisamos para viajar? Um roteiro para o surfista viajante

Palex FerreiraMaio 10, 20192min0

O que precisamos para viajar? Um roteiro para o surfista viajante

Palex FerreiraMaio 10, 20192min0
O surf tem toda uma cultura própria e neste artigo vamos falar do viajar. O que é preciso, para onde ir e o que levar contigo!

Artigo criado com a parceria: Ahoy (Bigodes), Miramarbbshop (Fontinha), Surftrips.pt (Mário) e Johnny Reef

Todos os surfistas têm sempre um sonho de fazer determinada ao que decidem ser a sua onda de sonho. Para uns procuram a beleza dos arquipélagos do Indico, e conforme os gostos, escolhem o destino de sonho.

Mas como ir, o que é preciso para ir, que material levar, com quem se deve fazer a viagem, entre tantas outras variáveis, que se tornam insuficientes para uma viajem devidamente planeada.

Primeiro temos que ver e estudar como chegamos ao destino, se de avião, se de barco, e esperar que não existam surpresas até ao destino planeado.

O que é preciso para ir – capas de pranchas, calções ou fatos para o destino, produtos que nos protejam no destino para eventuais dissabores, entre outras.

Que material levar para quem tem hipóteses de ter vários equipamentos disponíveis (obviamente não falo de atletas patrocinados) que pranchas levar para ondas grandes e moles, para ondas pequenas e tubulares, ou mesmo grandes e tubulares, que pranchas devem ser a melhor opção para uma viajem?

Com quem devemos partilhar tal experiência de uma viagem? Combinamos com um grupo de amigos próximos para essa aventura, ou partimos à aventura sozinhos à espera que a surpresa de companhia ara partilhar a magia da viagem seja benéfica, entre tantas variáveis possíveis e imaginárias.

Surf Camp Indonésia. Fonte: Surfertoday

Actualmente existem variadas plataformas que ajudam muito nas férias de sonho, onde se adquire um pacote por determinado valor e as agências tratam de praticamente tudo para que o cliente chegue ao destino. Mas uma surftrip é algo desafiante e deve ser uma experiência para ficar na memória durante toda a vida.

No mercado digital hoje em dia é fácil fazer qualquer coisa segundo a inovação e tecnologia disponíveis nos ditos países desenvolvidos, praticamente todos temos smartphones, com 4G, material super atual para surfar, mas e um senão é que grande parte das ondas de sonhos estão em países com problemas de desenvolvimento, com sistemas de saúde quase inexistentes, problema sociais, entre outros, ou seja o lado escuro do paraíso. Será que quem viaja chega a pensar nisso.

Mas como em tudo, quando marcamos pensamos que tudo vai correr da melhor forma, e que nada acontecerá de mal. Esperamos que sim como é óbvio.

E deixamos aqui votos de bons destinos e de boas ondas.

o sonho de um surfista viajante. Fonte: MoroccoSurf.com

Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter