Super Bowl LV: Antevisão do confronto entre Chiefs e Buccaneers

Miguel Veloso MartinsFevereiro 6, 20213min0

Super Bowl LV: Antevisão do confronto entre Chiefs e Buccaneers

Miguel Veloso MartinsFevereiro 6, 20213min0
Chegamos finalmente à véspera do dia mais importante da época da NFL: o Super Bowl LV. Domingo às 23:30h começa a grande final entre Chiefs e Buccaneers! O FairPlay conta-te tudo o que precisas de saber sobre os finalistas do maior jogo do ano.

Kansas City Chiefs

Patrick Mahomes e os Kansas City Chiefs são os favoritos para repetir o feito que atingiram no ano passado. Os Chiefs são os campeões em título e conseguirem o segundo Lombardi Trophy consecutivo seria uma forma fenomenal de se estabelecerem como a próxima grande dinastia. Com apenas 25 anos, Mahomes está rapidamente a tornar-se na cara da NFL e a simbolizar o que qualquer equipa quer no seu franchise QB.

Para o ajudar a trazer mais uma Super Bowl para Kansas City, Mahomes terá os seus alvos do costume: o TE Travis Kelce o WR Tyreek Hill. Esta tem sido a combinação (quase) perfeita do ataque dos Chiefs. Estes serão os jogadores que vão atrair atenção da defesa de Tampa Bay, algo que poderá abrir novas oportunidades para outros jogadores. A unidade atacante dos Chiefs tem alguns dos atletas mais explosivos da NFL e qualquer oportunidade pode-se transformar numa jogada longa.

Para a defesa dos Chiefs, a prioridade deve ser pressionar Tom Brady e prevenir grandes jogadas, especialmente executadas pelo WR Mike Evans. Isto é mais fácil dito do que feito, obviamente, e os DBs de Kansas City, liderados por Tyrann Mathieu, estarão em destaque nesta missão. Esta unidade deve garantir que não estão excessivamente focados em parar Evans, ao ponto em que ganhar um 1º down com play-actions e passes curtos se torna uma tarefa tranquila para Tom Brady. Torna-se a função da linha defensiva comandada por Chris Jones criar pressão extra e prevenir que Brady esteja demasiado confortável no pocket.

Tampa Bay Buccaneers

Na offseason antes da temporada de 2020, os Tampa Bay Buccaneers garantiram a contratação do QB Tom Brady. Os Bucs tinham agora o seu franchise QB, uma das maiores lendas da história do futebol americano. Brady conquistou 6 Super Bowls enquanto QB dos New England Patriots, um recorde entre jogadores da NFL. O veterano de 43 anos procura agora expandir o seu recorde para 7 anéis de campeão. Esta será a sua 10ª presença num Super Bowl, desta vez com mais talento no lado atacante do que nunca.

Já no lado defensivo, os Buccaneers são liderados por uma unidade de LBs fenomenal. Shaquil Barrett e Jason Pierre-Paul têm sido simplesmente incríveis durante esta jornada de Tampa Bay pelos playoffs. Ambos são imparáveis no pass-rush, conseguindo acumular um total de 5 sacks (3 para Barrett e 2 para Pierre-Paul) no jogo anterior contra os Packers. Damos também especial destaque ao facto que a linha ofensiva dos Chiefs estará sem 2 dos seus titulares habituais, Eric Fisher e Mitchell Schwartz. O último jogador mencionado, Schwartz, já não joga desde a 7ª semana da época e não parecem existir evidências que estará pronto para voltar no domingo. Esta será uma vantagem para a defesa de Tampa Bay.

Devemos mencionar que as equipas desportivas da cidade de Tampa estão a viver um bom momento. Em 2020, os Tampa Bay Lightning sagraram-se campeões da NHL e conquistaram a sua segunda Stanley Cup, a primeira desde 2004. No basebol, os Tampa Bay Rays chegaram à World Series pela segunda vez, mas perderam contra os Los Angeles Dodgers. Agora Tampa não só receberá o Super Bowl LV no seu estádio, como terá o seu franchise local na grande final. Os Tampa Bay Buccaneers tornaram-se na primeira equipa da NFL a jogar em casa num Super Bowl, tendo a localização já sido escolhida em 2017. A sorte parece estar do lado dos franchises da região de Tampa Bay.

Quem vai ser o campeão da Super Bowl LV?


Entre na discussão


Quem somos

É com Fair Play que pretendemos trazer uma diversificada panóplia de assuntos e temas. A análise ao detalhe que definiu o jogo; a perspectiva histórica que faz sentido enquadrar; a equipa que tacticamente tem subjugado os seus concorrentes; a individualidade que teima em não deixar de brilhar – é tudo disso que é feito o Fair Play. Que o leitor poderá e deverá não só ler e acompanhar, mas dele participar, através do comentário, fomentando, assim, ainda mais o debate e a partilha.


CONTACTE-NOS



newsletter